Museu da Água!

Divulgação / Todos os direitos reservados / PMB-SAMAE
No Museu da Água de Blumenau há história, ciências e - veja - uma bela paisagem.
1
Labes, Marcelo · Blumenau, SC
24/8/2007 · 165 · 4
 

Pois que existem museus para homenagear pessoas, fatos, revoluções, moedas, móveis... Em Blumenau, há um museu diferente chamado Museu da Água. Sim. Na verdade, não se trata de um lugar para contar a história da água em si (do tipo uma molécula de oxigênio e duas de hidrogênio), mas para trazer à tona a história do serviço de distribuição de água na cidade.
Consta que a primeira rede de distribuição de água de Blumenau, a ETA I (Estação de Tratamento de Água) data de 1943. A Caixa D´água, como era simplesmente chamada a estação, teve grande importância na constituição do centro urbano da cidade de Blumenau, levando o dito líquido vital para as casas dos imigrantes e descendentes de imigrantes que habitavam a cidade.

Mas além de expor antigos equipamentos usados na captação e distribuição de água na cidade (a primeira rede contava com 43 km de extensão), o Museu da Água tem seu fundo educacional: as etapas de captação, tratamento e distribuição de água podem ser acompanhadas de perto, através das placas indicativas e dos profissionais que explicam como tudo funciona.

Localizado no centro de Blumenau, no alto do Morro da Boa Vista, o Museu recebe água direto do rio Itajaí Açu e continua alimentando boa parte do centro da cidade e dos bairros localizados perto dali. O que mudou na rotina profissional de quem trabalha na estação é que, desde 1999, o local é aberto à visitação de estudantes (que vão lá para entender como funciona uma estação de tratamento de água) e por turistas, uma vez que o prédio do Museu da Água oferece uma vista privilegiada do centro da cidade de Blumenau.

No acervo, podem ser conferidas fotos e documentos relativos ao início das atividades do hoje SAMAE (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), bem como equipamentos e antigas técnicas de captação e tratamento de água. Ou pode somente se observar a vista. Lá de cima, há muito o que se ver.

onde fica
No bairro Victor Konder. Seguindo pela Av. Martin Luther, pega-se a direita na Rua Carlos Rieschbieter; então, depois à direita na Rua Lages. É no final da rua.
por que ir
Para ver que a água limpa que sai na torneira de casa tem, às vezes, uma origem duvidosa, mas passa por variados tratamentos até ser servida na rede de abastecimento público.
quando ir
Todos os dias, das 9h às 18h. O melhor, mesmo, são os dias de tempo limpo.
quem vai
Estudantes, turistas, famílias nos finais de semana. É um lugar realmente bacana.
quanto custa
A entrada é franca.
website
http://www.samae.com.br/novo/museu.asp

comentários feed

+ comentar
Claudia Puget
 

a ÁGUA é tudo de bom !
a GENTE é a maior parte água,
o MUNDO é a maior parte água...
claro que tem que ter um Museu!
(volto para votar)
puget

Claudia Puget · Muqui, ES 21/8/2007 19:21
sua opinião: subir
Claudia Puget
 

http://www.overmundo.com.br/banco/o-monstro-geraldo
Leia a História do MONSTRO GERALDO que nasceu de um rio poluido.
um abraço
puget

Claudia Puget · Muqui, ES 21/8/2007 19:24
sua opinião: subir
Claudia Puget
 

Voltei pra votar!

Claudia Puget · Muqui, ES 23/8/2007 16:20
sua opinião: subir
Labes, Marcelo
 

Olá Claúdia! Que bacana o teu Monstro Geraldo. Já virou animação? Pois deveria! Obrigado pelos comentários, pela dica e pela atenção!

Grande abraço.

Labes, Marcelo · Blumenau, SC 24/8/2007 10:32
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados