O artista e o viaduto. Sim, viaduto!

Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina
O mar e o homem do mar são temáticas recorrentes na obra deste artista.
1
Labes, Marcelo · Blumenau, SC
9/11/2007 · 104 · 2
 

Nem galeria de arte (embora lá esteja), nem museu de arte (embora por lá apareça). Um dos artistas plásticos mais renomados de Blumenau expõe as suas obras, criadas em seu ateliê, embaixo de um viaduto. VIADUTO!

A obra de Telomar Florêncio tem uma força extraordinária: a força da leveza. E é através dela que sua obra surrealista não entra na cadência do tempo — afinal, o surrealismo se foi a tanto tempo — e continua, hoje, ilustrando suas telas.

Telomar é um artista de várias facetas. Ora desenhista, ora ilustrador publicitário, é também conhecido como o mestre do surrealismo em Santa Catarina. Acontece que muito pouca gente o conhece. Esse contato se dá de duas formas: ou conhecendo antes a obra, na parede da casa de um amigo, na capa da lista telefônica ou nas plotagens de uma festa como a Oktoberfest; ou no Museu de Arte de Blumenau, em coletiva ou solo, quando se perguntará afinal: onde está o artista? Telomar não presencia as vernissages. Isso o torna uma figura excêntrica, embora sua obra já venha sido discutida há muito tempo e, essa sim, já é bem conhecida por seus admiradores.

Não são raras as histórias de artistas que precisam ter uma idéia preciosa para venderem suas obras. A idéia preciosa de Telomar é simples: como mora às margens de uma das vias mais movimentadas da cidade (o Anel Viário Norte é por onde passam grande parte dos ônibus de turistas que vêm a Blumenau, bem como caminhões, carretas, trailers, carros...) teve a simples idéia de colocar suas obras à vista perto de sua casa. E o faz. Num barranco, coloca-as uma do lado da outra. Em dias de tempo bom, claro. E aguarda que algum comprador apareça. O problema é que muitas vezes se encontram ali as obras, mas o não o artista. Se bem que ninguém as rouba. É bem difícil ter um Telomar Florêncio em casa e esconder a forma como ele foi comprado.

Além da mística que cerca este artista, como “o cara avesso a vernissages” e da possível ambigüidade que nele possa se perceber, tal “o avesso que sempre está à vista em exposições, comentários e materiais publicitários”, sua obra precisa menos de palavras e de discernimento do que de sensibilidade para ser apreciada. E para apreciá-la ou tornar-se colecionador dessa grande obra, não precisa ir muito longe. Basta passar por ali, pelo viaduto do Anel Viário Norte, e topar com dos dois: a obra e o artista.

Veja este mapa

onde fica
Veja o mapa no link acima.
por que ir
Primeiro, para conhecer o Telomar, que como disse é uma pessoa avessa a encontros sociais, mesmo os de lançamento de uma sua exposição.

Depois, para conhecer o que o artista tem produzido, que sem dúvida é uma experiência e tanto.

E ainda para adquirir uma de suas obras, que pela qualidade e beleza, sai por muito menos do que se imagina.
quando ir
O ateliê de Telomar fica logo adiante do viaduto. Mas por não conhecer o artista, o melhor é visitá-lo em dias de tempo bom, à beira do viaduto, onde expõe suas obras.
quem vai
Curiosos desavisados e caçadores de obras de arte.
quanto custa
Uma tela grande custa em média R$200,00. E quem tiver coragem pode tentar um desconto ou pechinchar três pelo preço de duas.

comentários feed

+ comentar
andruchak
 

Isso sim é arte. O desafio da estrutura de uma sociedade, normalmente preconceituosa e o artista a desconsidera do ponto de vista do luxo ou da sofisticação, levando sua obra para o barranco por 200,00. E ganha a atenção, oras! Não sei quanto ao tema nas pinturas, mas certamente a cultura impregnada em cada centímetro de tela tem pelo menos cinco vezes mais o valor que é pedido em suas pinceladas. Me parece um Van Gogh, que jamais obteve riquezas embora tenha produzido as mais valiosas pinturas que se tem notícia... Isso é Brasil.
______________________
Andruchak, pintor e professor, doutor pela ECA-USP lecionando arte digital na UMC e UNIP.

andruchak · São José dos Campos, SP 10/11/2007 03:14
sua opinião: subir
Adroaldo Bauer
 

et pour se muove

Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS 22/7/2008 01:53
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados