O magnífico Bolo Souza Leão

1
Josué · Recife, PE
28/3/2007 · 116 · 5
 

A civilização do açúcar deixou em Pernambuco profundas marcas gastronômicas: o que seria de nós sem as rapaduras, os licores e doces de frutas da terra e os sensacionais bolos de noiva, de rolo e pé-de-moleque? Entraríamos em coma, mas não morreríamos, porque isso só iria acontecer se não existisse o aristocrático Bolo Souza Leão!

Como disse Maria Lectícia Cavalcanti, estudiosa da nossa gastronomia, se houve um momento de independência da culinária brasileira, pode-se dizer que isso se deu quando foi criado, lá no Engenho São Bartolomeu, na Muribeca, essa jóia da coroa da cozinha pernambucana. Até então, se usavam ingredientes importados da Europa para a confecção dos acepipes que faziam a festa dos senhores de engenho e fidalgos da época. Era farinha de trigo pra lá, azeite de oliva pra cá, manteiga francesa, mel, amêndoas, nozes e por aí vai.

Mas eis que no dito engenho, nos idos do império, D. Rita de Cássia Souza Leão Bezerra Cavalcanti, de tradicionalíssima família pernambucana de senhores de engenho, junto com suas quituteiras capitanearam essa revolução gastronômica e resolveram juntar ingredientes da terra numa única receita: massa de mandioca peneirada oito vezes (!!!), açúcar (coisa de 1 kg sem dó nem piedade!), leite de seis cocos (!!!), manteiga e, pasmem, 18 gemas de ovo (!!!!), resultando num dos mais famosos bolos brasileiros, símbolo da opulência da era açucareira. Essas quantidades podem até variar, mas o sabor doce acentuado e a consistência que lembra um pudim não mudam.

Até o imperador D. Pedro II e sua esposa D.Tereza Cristina não resistiram a essa lenda da nossa doçaria, quando de sua passagem pelas terras dos Souza Leão, em 1859. A receita dessa iguaria de milhões de calorias ocupa lugar de destaque no setor relacionado ao ciclo do açúcar do Museu do Homem do Nordeste, no Recife. E mais: acho que merecia uma campanha para se transformá-lo em patrimônio cultural imaterial do Brasil.

onde fica
É sobremesa certa nos bons restaurantes da cidade. Pode-se encontrar também em delicatessens, docerias, padarias e até em supermercados. O da Casa dos Frios é um dos melhores!
quem vai
Passem longe aqueles que estão em dieta de emagrecimento!
quanto custa
Um bom bolo Souza Leão é caro, porque não se economiza nos ingredientes.

comentários feed

+ comentar
Helena Aragão
 

Será que você consegue tirar uma foto do magnífico pra mostrar pra gente, Josué? Não é fundamental não, mas ajudaria a dar água na boca... :)

Helena Aragão · Rio de Janeiro, RJ 26/3/2007 19:05
sua opinião: subir
Josué
 

ô Helena, vou ficar devendo, porque só chego em Recife na próxima semana. Sei q tem umas fotos na web, mas não seria legal copiá-las, né? Acho que isso vai atiçar ainda mais a sua curiosidade. Abraço.

Josué · Recife, PE 27/3/2007 08:05
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Guilherme Mattoso
 

Ó ignorância... ainda não tinha ouvido falar desse bolo! Fiquei com MUITA água na boca...

Guilherme Mattoso · Niterói, RJ 29/3/2007 09:07
sua opinião: subir
Edisandro
 

Que prazer, Jô!
Venha nos visitar aqui em Cruz e traga um Souza Leão para um café na casa de Graça. Tá, já que você insiste, eu chamo Rocque para ir também...
Valeu a dica nesta minha intromissão no Overmundo.
Ósculos leoninos.
Edisandro

Edisandro · Cruz das Almas, BA 29/3/2007 17:36
sua opinião: subir
João Cumarú
 

esse bolo parece ser muito bom mesmo, mas para mim nao se compara ao bolo de tapioca da São Braz.

João Cumarú · Recife, PE 5/4/2007 14:42
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados