Projeto Tamar-Sul - Ecologia na Barra da Lagoa

Felipe Obrer
1
Felipe Obrer · Florianópolis, SC
9/7/2007 · 132 · 3
 


Vinculado ao Ibama e patrocinado pela Petrobras, o Projeto Tamar, reconhecido nacionalmente, é dedicado à redução do número de tartarugas marinhas capturadas, educação ambiental e divulgação dos cuidados necessários para evitar a captura pela atividade pesqueira (principalmente a industrial, mas também pela artesanal).

Ao conversar com os biólogos que trabalham como monitores, recebendo e guiando os visitantes, ouvi de um deles uma frase interessante: "A existência deste espaço é um sinal do desequilíbrio do mundo, mas é necessário".

Soube também que as tartarugas expostas nas piscinas (ou nos tanques) já nasceram em cativeiro.

O Centro de Proteção e Pesquisa do projeto foi inaugurado na Ilha de Santa Catarina em 2005.

No local existem vários painéis explicativos, fósseis classificados e, ainda, um espaço interno no qual se exibem vídeos educativos.

Vale uma visita ao Tamar-Sul.

onde fica
Na Barra da Lagoa, na altura do condomínio chamado Cidade da Barra.

Basta pegar a SC que passa por fora da Barra, rumo ao Rio Vermelho (norte da Ilha), e entrar à direita logo depois da rótula. O local é bem sinalizado, e várias quadras antes de chegar já é possível ver placas do Projeto Tamar-Sul.

------------------------------------------
Para ir de ônibus, as linhas são Barra da Lagoa e Lagoa-Canasvieiras
por que ir
Porque é um projeto útil social e ambientalmente, e pela beleza das tartarugas, pacíficas e ancestrais.

Além disso, o local fica a poucos metros da praia. Depois da visita, é possível experimentar uma empatia com a sensação corporal das tartarugas, dando um mergulho no mar.
quando ir
De terça a domingo, das 8h30 às 17h30. (Às segundas-feiras fecha para manutenção, porém funciona durante os feriados).
quem vai
Durante o ano letivo, a predominância de terça a sexta-feira é de grupos escolares, com aproximadamente 30 visitantes por dia. Nos finais de semana, a maior parte dos visitantes são famílias com crianças e turistas ocasionais.

Durante as férias de verão, período considerado alta temporada em Floripa, as visitas sobem para aproximadamente 200 por dia, e são de turistas fundamentalmente.
quanto custa
O valor do ingresso é R$ 2,00. Coincidentemente (ou propositalmente, não sei), a cédula traz impresso o réptil protagonista do projeto.
website
www.projetotamar.org.br
contato
48 3236-2015

comentários feed

+ comentar
crispinga
 

Que vivam as tartaruguinhas e muita sorte pra os que nesse Projeto trabalham!
BJS
Cris

crispinga · Nova Friburgo, RJ 8/7/2007 15:45
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Amanda Maia
 

Longa vida ao Projeto Tamar!

Amanda Maia · Salvador, BA 13/7/2007 21:07
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Recebi há algum tempo um e-mail do pessoal do Tamar-Sul e me pediram pra avisar aqui sobre a alteração do preço de ingresso. Agora custa 4 reais, e não mais 2. Segundo me disseram, o centro de pesquisa e proteção foi reformado, foram construídos mais tanques e novas instalações para palestras e exibição de vídeos (atividades bem comuns quando acontecem visitas escolares).

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 9/9/2008 16:50
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

zoom
zoom
Um dos vários painéis com informações zoom
Um dos vários painéis com informações
Visitantes assistindo a vídeo educativo zoom
Visitantes assistindo a vídeo educativo
Mapa com instruções de acesso zoom
Mapa com instruções de acesso
Alguns dos monitores que trabalham no projeto zoom
Alguns dos monitores que trabalham no projeto

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados