Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

A arte no bar

1
RenataSantana · Salvador, BA
19/5/2007 · 142 · 7
 

É com um Exu, o mensageiro dos orixás, que Anísio Augusto Pimenta Silva, mais conhecido como Pimentinha, recebe todas as segundas-feiras os seus clientes. Após uma longa espera para estacionar, os clientes são recepcionados por um banho de sete folhas, “para dar sorte e tirar o mal olhado”, como afirma o dono do bar, e encaminhados para o local que desejar, ou dentro do bar, junto às obras de arte de Pimentinha, ou na rua, onde as fileiras de cadeiras ocupam os dois passeios.
Durante as segundas-feiras, a Rua Dom Eugênio Sales, na Boca do Rio, é tomada por mesas, vendedores ambulantes, barracas de churrasco, muita gente dançando no meio da rua, ao som de uma banda de Forró Moderno, que começa a tocar a partir das 21h. Dentro do bar, uma outra banda toca salsa peruana, num palco que mais parece um quarto, feito de barro batido e decorado com placas de madeira com nomes de artistas baianos. A festa só termina às 2h da madrugada, e o bar só fecha às 4h.
A parte interna do bar tem dois andares, que são divididos em quatro praças: a das Lésbicas, das Virgens, dos Cornos e dos Viados. O local é freqüentado por diversas tribos e muitos turistas, que ficam impressionados com a irreverência do bar e de seu dono. Cestas, chapéus de palha, telefones, monitores de computador, CDS, discos de vinil, tiras de tecido, televisão, máquinas de datilografar, bonecos e muitos outros objetos participam da decoração do ambiente.
Os tira-gostos servidos no bar têm nomes de artistas da música baiana, como o bolinho de bacalhau Márcia Freire, o de charque, que é Durval Lélis, e os pratos têm nome de mandingas, como o frango na brasa, mais conhecido como “Frango de Encruzilhada’, que é servido com uma vela acesa. O local é incensado sempre e um funcionário é responsável por preparar os banhos de folha e jogar milho branco e pipoca. O local tem dois altares, um de Santo Antônio e o outro com diversas imagens, como Irmã Dulce e São Lázaro.

Dono

Aos 58 anos, Pimentinha conta que a idéia de ter um bar onde as pessoas viessem se divertir e tomar um banho de folha para se purificar, surgiu há 21 anos, com uma brincadeira entre amigos, onde ele preparou o banho de folhas na virada do ano e trouxe bastante sorte. Ele só abre as segundas-feiras por que é devoto de São Lázaro e Omolu, e acredita que abrindo o bar às segundas os orixás lhe trarão bons fluidos e paz.
Quando nenhum bar abria às segundas-feiras, Pimentinha já fazia sucesso, com freqüentadores assíduos. “A segunda-feira é o dia dos velhos, da alma. O pessoal antigamente tinha medo de abrir nas segundas, e era o dia de descanso do pessoal do Pólo, eles vinham então para cá, e tudo começou assim”, conta Pimentinha quando foi perguntado sobre como começou o sucesso do bar.
“Toda segunda-feira eu venho tomar o meu banho de folha que só pode ser dado por Pimentinha, para me dar sorte e para que tudo ocorra bem no resto da semana”, conta a servidora pública Maria das Graças, 48 anos. Todos que chegam ao bar recebem um banho de folha de Pimentinha, que faz uma reza secreta que ele mesmo criou. Ele diz que é dadaísta, não é pai-de-santo e nem freqüenta casas de candomblé. “Esse dom foi deus que me deu”, explica.
Pimentinha recebe seus clientes todo de branco e descalço, para “pegar energia da natureza”. Todos no bar falam com ele e pedem o banho das sete folhas. Supersticioso, só abre o bar após as 18h, depois da Ave-Maria. Católico, devoto de São Lázaro e Santo Antônio, e filho de Omolu com Ogum, todas as segundas-feiras toma café da manhã com os mais necessitados na Igreja de São Lázaro e, nas terças, distribui cestas básicas no Hospital Santo Antônio.

Carnaval

“Eu nasci e vou morrer no carnaval”, conta Pimentinha, apaixonado pelo carnaval, nascido em 6 de fevereiro de 1949 e criado na cidade baixa, no Jardim Cruzeiro. Admite ser um pipoqueiro nato e odeia os blocos. Foi a sua paixão pelo carnaval que o fez colocar o nome dos artistas nos pratos do bar. Antes, artistas como Daniela Mercury e Xanddy freqüentavam muito o seu bar, “mas depois da mídia pararam de vir”, conta.
Na decoração de seu bar, muita coisa lembra a música baiana. Nomes de artistas estão talhados em madeira por todos os lados, fotos e caricaturas de diversos artistas estão expostas no mural logo na entrada do bar e há ainda alguns instrumentos musicais pendurados, como pandeiros. “Um dia desses vou levar toda minha folia para o carnaval, e não volto mais”, conta Pimentinha.

Arte

A casa, que hoje é o bar, era a casa de veraneio da sua mãe. Antes do bar, Pimentinha ganhava sua vida fazendo móveis rústicos e construía instrumentos musicais. Adora a arte: “Sou artista, entalhador e criativo”. Todos os enfeites do bar foram confeccionados por ele, “tudo que tem aqui é uma gozação, uma brincadeira”, afirma.
Tudo na vida de Pimentinha cheira a arte. A porta do seu bar de madeira foi entalhada por ele, e até o carro, tem um boneco em cima que é uma caricatura sua, que segura nas mãos um penico e um ramo de folhas. Pimentinha circula com seu carro excêntrico pelas ruas da Boca do Rio e Imbuí, e com outros diversos bonecos, criados por ele, fazendo festa pelas ruas. São a excentricidade e a irreverência, que atrai o público de classe média a alta ao bar. Além de se divertir, dançar, beber, azarar, os clientes ainda saem do bar abençoados e preparados para dar continuidade aos outros dias da semana.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
FILIPE MAMEDE
 

HACKED by @KoubackTr

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 16/5/2007 11:28
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Tetê Oliveira
 

HACKED by @KoubackTr

Tetê Oliveira · Nova Iguaçu, RJ 16/5/2007 23:57
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Helena Aragão
 

HACKED by @KoubackTr

Helena Aragão · Rio de Janeiro, RJ 18/5/2007 17:28
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Alexandre
 

HACKED by @KoubackTr

Alexandre "Loro" · Salvador, BA 20/5/2007 10:51
sua opinião: subir
Marcos Paulo
 

HACKED by @KoubackTr

Marcos Paulo · Rio de Janeiro, RJ 20/5/2007 11:49
sua opinião: subir
Marcelo Barsant
 

HACKED by @KoubackTr

Marcelo Barsant · Salvador, BA 14/6/2007 22:51
sua opinião: subir
Nilmar Barcelos
 

HACKED by @KoubackTr

Nilmar Barcelos · Belo Horizonte, MG 18/2/2008 13:55
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados