A Casa da Arte de Dona Edna

Marcelo Cabral
1
Marcelo Cabral · Maceió, AL
29/11/2006 · 321 · 19
 

Uma casinha, pequenina mesmo, que mais parece um desses desenhos de criança. Sabe aquela idéia de casa? Que todos os meninos e meninas rabiscam em um pedaço de papel? É assim a aparência da Casa da Arte quando se vê pelo lado de fora. Mas ao entrar lá, com todas aquelas crianças pintando, lendo, rindo, tudo ali exalando liberdade e vida, é possível perceber que o tamanho da Casa da Arte não é menor que o infinito.

Bem na beirada do mar, na bela praia de Garça Torta, bairro periférico no litoral norte de Maceió, se encontra este lugarzinho mágico. Galeria de arte, centro de estudos, espaço aberto pra reflexão, produção e interação cultural. Porto seguro para as obras de artistas de todos os lugares e para os olhares curiosos da comunidade local, que dificilmente encontraria oportunidade de vivenciar a experiência artística através de outros canais.

É a Casa da Arte de Dona Edna, uma mulher cativante e dedicada que deu inicio a este projeto há vinte e um anos e que hoje é um dos Pontos de Cultura do estado de Alagoas, dentro do Programa Cultura Viva do Governo Federal. A Casa da Arte atende atualmente 100 crianças e jovens entre 5 e 18 anos de idade em aulas de música, pintura, teatro, e dispõe de um laboratório de línguas (português, inglês e espanhol).

Dona Edna Constant conta um pouco da história do lugar. “Já vínhamos há um longo tempo utilizando a casa para exposições, aberta para a comunidade daqui. Foi quando, a partir do natal de 1999, resolvemos mudar um pouco, expandir as atividades, incluir a comunidade e seus meninos e meninas como protagonistas dessa história, eles já viviam sempre por aqui mesmo, mas como espectadores, a partir deste momento eles passaram a ser atores.”

“Retiramos tudo de dentro da casa e levamos pra minha casa aqui atrás (Dona Edna mora na Própria Casa da Arte, é como uma casa anexa) e pintamos aquele espaço vazio todo de branco. Era um manifesto, estávamos entrando em um novo milênio, os anos 2000, e aquele branco representava um ovo, o renascimento, um momento de mudança, de compartilhar e produzir cultura com a comunidade, principalmente os meninos, através das aulas e oficinas”.

Lá na Casa da Arte, acompanhei a aula de pintura da professora Tayra Mendes, que levou seus alunos pelas ruas do bairro de Garça Torta recolhendo galhos e garrafas pet, jogadas indiscriminadamente na rua, e que viriam a se tornar flores decorativas e lindos enfeites natalinos nas mãos dos meninos. No caminho de volta, observei a conversa entre um aluno e a professora Tayra. Jorge Araújo Batista, 13 anos, os últimos quatro na Casa da Arte, falava sobre conceitos de desenvolvimento sustentável, sobre a diferença entre material reciclável e reutilizável, sobre o processo de reciclagem etc. Jorge também toca pandeiro e pífano nas aulas de música do professor Juca Araújo, onde aprende ritmos da cultura popular como o guerreiro, o boi, o pagode alagoano e o baião.

Na volta, sentei ao lado de Dona Edna e ficamos conversando e observando a garotada trabalhar, quando a primeira peça ficou pronta, e foi colocada pra secar na área perto de onde estávamos, ela disse “lindo não é? Ficaria bonito em qualquer casa, e tem gente que paga uma fortuna em trabalhos bem piores”. Realmente era uma bela peça de decoração de autoria do pequeno Madson Roberto. As pinturas dos meninos e meninas da Casa da Arte foram escolhidas para ilustrar o calendário oficial de Maceió por dois anos consecutivos.

Além desse importante trabalho social, a Casa da Arte continua abrindo espaço para artistas exporem suas obras ali, na casinha de desenho de criança à beira-mar, sobretudo os artistas iniciantes e (ou) que não possuem espaço nas galerias convencionais da cidade. “A Casa da Arte foi trampolim pra muitos artistas daqui, o próprio Suel, hoje um dos mais reconhecidos em Maceió por seu talento, fez sua primeira exposição aqui. Lembro que vivia cheio de gente na casa apreciando o trabalho dele.”

Dona Edna faz uma crítica aos hábitos do pessoal da capital alagoana em relação ao consumo das artes produzidas aqui, segundo ela “não existe uma cultura de se ir a galerias e exposições nos fins de semana em Maceió, os museus são fechados nos sábados e domingos, o que temos aqui é a cultura do boteco. Acho bom que tenham bares e a praia aqui por perto na Garça, afinal, quem sai atrás desses roteiros termina passando por aqui pra conhecer”.

Um dos maiores xodós de Dona Edna é a biblioteca da Casa da Arte, que vive de doações e possui cerca de 3.000 livros de literatura alagoana, brasileira e mundial, além de livros técnicos, diz ela que “tem gente aí lendo o dia todinho, de manhã de tarde e de noite”.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Tati Magalhães
 

Oi, Marcelo!
Só senti falta de uma foto da dona Edna, das atividades dos meninos ou mesmo da casa "por dentro". Quem já entrou no lugar sabe a paz que transmite...

Tati Magalhães · Maceió, AL 27/11/2006 14:52
sua opinião: subir
Tati Magalhães
 

Eita, apareceu agora, que coisa! acho que vc ainda estava editando...

Tati Magalhães · Maceió, AL 27/11/2006 14:53
sua opinião: subir
Ilhandarilha
 

A gente tem que tirar o chapéu para a gestão do Gil na cultura. Esse projeto do Cultura Viva está tornando possível o trabalho de pessoas determinadas e sagazes como D. Edna. Boa matéria.

Ilhandarilha · Vitória, ES 29/11/2006 19:58
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Alê Barreto
 

Gil fez coisas muito significativas. E essas pessoas organizadas que receberam os Pontos de Cultura estão fazendo o salto quântico.

Alê Barreto · Rio de Janeiro, RJ 29/11/2006 21:15
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Erika Morais
 

Eita, fiquei emocionada.
Passei quase dois anos com minhas queridas amigas (Carla, Nanda, Vera e por um tempo Sisse) convivendo nesta imensa casa, rodeadas de crianças dando cambalhotas, fazendo malabarismos, pirâmides, andando em pernas-de-pau, brincando de palhaços...
Naqueles tempos a vontade e a alegria sobrepunham-se às dificuldades, fico muito feliz de ver que a Casa da Arte possui hoje um apoio financeiro do governo para tocar seus projetos.
Edna Constant é um ser humano cativante mesmo, algumas vezes polêmica e contraditória, também como todo ser humano, mas é sem dúvida uma guerreira. A história da Casa da Arte e a de sua vida pessoal se confundem, e dariam um belo livro, na verdade ela escreve esse livro há anos, seus escritos são ótimos, espero que um dia ela presenteie a todos com a possibilidade de lê-los.
Tenho orgulho de ser amiga dessa figurassa.
Marcelo, obrigada pelo belo texto e pelas fotos, deu pra matar um pouco a saudade.
Beijos.

Erika Morais · São Paulo, SP 30/11/2006 15:06
4 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Petrônio Viana
 

Marcelão, parabéns pela matéria. O trabalho feito por todos que passaram pela Casa da Arte local é um exemplo. Parabéns a todos os amigos e amigas que ajudaram na construção desse projeto, lembrando também do Raílton da Flauta. Beijos a todos e muitos anos de vida para a Casa da Arte.

Petrônio Viana · Maceió, AL 30/11/2006 16:47
3 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
LARABARROS
 

Parabens,
D. Edna e todo pessoal que trabalha junto com ela merecem reconhecimento pelo que fazem junto as criancas. La eles ensinam mais do que profissoes, sao ensinamentos para toda vida, respeito, amizade, carinho... a arte.

LARABARROS · Maceió, AL 30/11/2006 17:54
3 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Laura Lessa
 

Laura Lessa · Rio de Janeiro, RJ 30/11/2006 20:10
sua opinião: subir
Tatisodre
 

Maravilha, Marcelo, deve ser um espaço muito agradável. Só mesmo nesta gestão pra esses sonhos se realizarem.
Valeu pela matéria
Abração

Tatisodre · Boa Vista, RR 1/12/2006 03:21
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Mariazinha
 

Sinto uma paz invadir meu coração todas as vezes que entro na casa da arte...
Assisto as aulas de tayra, de juquinha...vejo o bem que a casa da arte faz a essas crianças :)
Ontem Jorge, uma das crianças que participam da casa da arte, estava se sentindo mal...com medo de algo, começou a chorar e eu disse a ele para respirar e pensar em coisas boas...Ele ficou calado. Então, perguntei a ele oque ele considera uma coisa boa, feliz na vida dele e pensar com toda a força nisso. O danado olhou nos meus olhos e sem pestanejar disse:
-A Casa da Arte.
É, a casa da arte ajuda muitas crianças. Não só a elas como toda a comunidade da garça torta...
Fico imensamente feliz em ler matérias a respeito de edna [mulher guerreira, que adora um bom papo e q cozinha uma carne de panela] ;)) hehe e de sua tão querida casa da arte pq vejo o bem que essa casinha simples faz na vida das pessoas..
Parabéns, Marcelo!!
Continua escrevendo matérias ótimas assim ;)

Mariazinha · Maceió, AL 1/12/2006 08:19
4 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
 Saulo Pinho
 

Parabéns! Ótima matéria. Essas coisas precisam receber o destaque que merecem!!!
Sucesso!!!!

Saulo Pinho · Maceió, AL 1/12/2006 11:47
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Balbino
 

d. Edna, você é dessas pessoas que na vida são imprescindíveis, alegorias do fazer...mil vidas pra você. Bela matéria!

Balbino · Cuiabá, MT 1/12/2006 15:57
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Marcelo Cabral
 

Que bom que gostaram, espero ter conseguido passar um pouco do que vi e senti naquele lugar, foi muito bom contar essa história.
E viva Dona Edna e os meninos e meninas da Casa da Arte!!!!
Grande abraço pra todo mundo.

Marcelo Cabral · Maceió, AL 1/12/2006 18:08
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
vqregati
 

muito bom o relato!

quem quiser ver onde estão os outros pontos de cultura, pode usar o ambiente público Mapsys.

vqregati · São Paulo, SP 1/12/2006 22:34
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

É por causa disso que valeu a pena votar em Lula outra vez.
Vale a pena continuar sonhando e lutando para continuar transformando esse mundo em "festa, trabalho e pão" como disse o grande poeta Capinan.

Um abraço para dona Edna e para todos que fazem arte para o "reencantamento do mundo".

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 2/12/2006 10:25
sua opinião: subir
Juliana Barbosa
 

Que coisa linda, rapaz!! q a dona edna e a casa da arte continuem sempre com essa força, produzindo muita coisa boa entre essas crianças!! Parabéns, Marcelo!! Linda matéria!!! um xero!!

Juliana Barbosa · Maceió, AL 3/12/2006 16:04
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Tânia Brito
 

Linda matéria Marcelo... Parece mesmo uma casinha de boneca, onde os sonhos realizam-se, onde a criatividade pode fluir, a imaginação vagar... Pudera o Brasil poder contar com tantas e muitas outras Donas Ednas e suas casas Casas de Arte... Mais arrepiante foi saber que lá existe tbém uma biblioteca...Oh coisa boa...

Tânia Brito · Campo Grande, MS 4/12/2006 22:10
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cilo Roberto
 

Poxa Marcelo, essa matéria ficou show...realmente ali é um canto de paz e tem uma energia fantastica.
Lembro que uma vez antes de ir ensaiar dei uma passada por lá e me veio várias idéias músicais....naquela casa ferver cultura em todos os cantos!!
um abraço cara.

Cilo Roberto · Maceió, AL 6/12/2006 16:16
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Glauber X
 

Tive a feliz oportunidade de dirigir os trabalhos de teatro da Casa da Arte (por um bom tempo). Aprendi muito com todos os meninos. Senti de perto a energia de cada um.
Dentro da casa somos uma família, não fingimos que os problemas não existem - olhamos de frente sem medo da verdade.
Vi meninos tão oprimidos que nem sequer conseguiam falar, tornar-se crianças muito expressivas. Agradeço as coisas que aprendi com essas lindas crianças.
Minha missão como artífice-artista-cientista-cidadão terá eternamente uma parcela da Casa da Arte junto.
Edna - nada de dona - amiga, desejo que todos nós que fazemos a Casa da arte possamos ter, cada dia mais serenidade, força e luz dentro de nossos corações. Dentro de nosso trabalho.
Viva a Garça Torta - Riacho Doce - Guaxuma - Mirante da Sereia - Puerão - e grotas...
Que novos Pontos de Cultura venham nos brindar com tanta Poesia, Amor e Responsabilidade quanto a nossa Casa da Arte, que vem nos brindando todos esses anos, graças a Inspiração e dedicação de Edna Constant.

Glauber X · Maceió, AL 22/12/2006 17:51
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Dona Edna dos meninos zoom
Dona Edna dos meninos
Pintando zoom
Pintando
releitura zoom
releitura
O quintal da Casa da Arte zoom
O quintal da Casa da Arte
“Como é hein?” zoom
“Como é hein?”
“É assim ó” zoom
“É assim ó”

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados