Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

A infância está mais curta

1
deborahguarana · Recife, PE
10/10/2006 · 117 · 9
 

Roupas decotadas, saias curtas, cabelo escovados e assessórios da moda. O look descrito, típico de mulheres adultas, é o que veste um manequim de uma loja de roupas infantis. Ele reflete o comportamento atual das meninas pré-adolescentes, oriundas de famílias de classe média de centros urbanos. Essa indústria movimenta R$ 10 bilhões ao ano, o correspondente a um terço de toda a roupa consumida no país.

Segundo a Psicóloga e Psicanalista do Grupo de Trabalho e Pesquisa em Orientação Sexual (GTPOS), Maria Cristina Domingues Pinto, a erotização da criança está se dando muito precocemente. “Alguns adultos têm a tendência de projetar nas crianças a sua sexualidade adulta genital, que nada tem a ver com a das crianças. O que resulta, em termos de vestuário, são crianças parecem um arremedo do adulto”, observa a especialista.

Ela chama a atenção para as conseqüências nocivas de tal atitude. “Essa forma de se vestir pode provocar adultos não muito estruturados, o que, no limite, pode resultar em abuso sexual”, alerta. Ela diz que as crianças precisam viver o desenvolvimento sexual de forma natural: ninguém precisa incentivá-los, mas orientá-los de acordo com o que sugere a demanda natural.

Mas até o que era natural têm mudado. Pesquisas feitas no Brasil, Estados Unidos e Europa comprovam que a idade média da primeira menstruação, que no começo do século XX variava entre 14 e 15 anos, hoje acontece entre os 10 e 11 anos de idade. O ginecologista Jonathas Soares acredita que esta geração de meninas recebe tantos estímulos sexuais que o cérebro acaba produzindo hormônios mais cedo.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
apple
 

É verdade... Sem falar na baranguice que é esse tipo de sexualização com roupas curtas, decotes, ... Uma vulgaridade, uma desconsideração ao sentimento e intelecto humano, uma projeção sem alvo pré-determinado e através do corpo.

Estão, além de tudo, ensinando a promiscuidade, a liberalidade, a vaidade, ...

apple · Juiz de Fora, MG 8/10/2006 19:14
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Sofia Amorim
 

Tenho algumas alunas de 13, 14 anos que se comportam de tal maneira. Sendo professora, fica a pergunta em como abordar essas questões, porque, para elas, negar aquilo que acreditam que são é uma ofensa que parece estimular ainda mais tal comportamento.

Sofia Amorim · Ribeirão Preto, SP 9/10/2006 14:24
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Sofia Amorim
 

Ah, achei muito legal vc trazer este tema para discussão no overmundo. É uma oportunidade para refletirmos e discutirmos essas questões.

Sofia Amorim · Ribeirão Preto, SP 9/10/2006 14:25
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Farion
 

Eu estava comentando sobre isso ontem mesmo.
A infância acaba mesmo cada vez mais cedo. As relações sexuais acontecem cada vez com menos idade. E eu ainda me impressiono com esse tipo de coisa, pois, eu, com essa idade, não tinha nem uma vaga noção de o que era sexo.
Será que o tardio fui eu? Talvez, mas acho que não.

Acabo de lembrar de um "causo" que li hoje aqui no overmundo.
Acho que dá pra fazer alguma relação com esse tema. Está aqui.

Abraço!

Farion · Curitiba, PR 10/10/2006 13:37
4 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Iyakekerê
 

lendo esta matéria importantissima,lembrei do domingo passado, quando saía da igreja, com a minha neta alicia (esta ai do visual), e fomos abordadas por um grupo de senhoras,admirando a forma descente e elegante que ela estava vestida,alegando que hoje em dia os pais não vestem mais as crianças como tal ,e por isso hoje a sexualidade infantil virou produto de importacão e exportacão.
eu concordo que de certa forma a moda de forma errada da uma grande contribuicão.
valeu debora!.

Iyakekerê · Salvador, BA 15/10/2006 05:09
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Andre  Intruso
 

Isso é um caminho sem volta, e o motivo maior dessa nao-volta se deve ao fato de gerar milhoes e milhoes...Os pais perdidos fazem os gostos de seus pequenos.

Andre Intruso · Jaboatão dos Guararapes, PE 26/11/2006 14:41
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
tita blister
 

eu " fui" (ahaha acho que sou até hoje...) criança até os 14 anos. brinquei de boneca até quando comecei a pintar a máscara do KISS na cara delas. hoje tenho resquícios disso nos pijamas de bichinhos que ainda insisto em usar... acho que pular a infância é o pior negócio que os pais podem permitir que as crianças façam. tem que deixar aproveitar bem toda essa vida boa despreocupada delas, alheios aos problemas que temos (acumulamos) quando amadurecemos. fora nossas crises existenciais. depois gente, é só as contas eternas luz-água-telefone, e problemas para toda vida. deixar ser feliz essa criançada sem trabalhar cedo e sendo " criança".

tita blister · Curitiba, PR 21/12/2006 17:18
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Bernardo Biagioni
 

E mal sabem as crianças que estao perdendo a melhor parte da vida.

Bernardo Biagioni · Belo Horizonte, MG 29/1/2007 02:22
sua opinião: subir
Revista Sintética
 

Muito legal seu texto. Beijo!

Revista Sintética · Osasco, SP 26/4/2007 20:48
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados