A Virada pelo Social no dia da Virada Cultural

Daniella e Higor
A Hora da Reunião e da Oração
1
Higor Assis · São Paulo, SP
18/5/2007 · 113 · 9
 


Um final de semana agitado, com 350 atrações culturais dentro da maior capital da América latina. A cidade de São Paulo sempre respirou cultura e neste final de semana mais ainda. Entre ás 18:00 h do dia 5 de Maio, até as 18:00 h do dia seguinte, aconteceu a Virada Cultural na capital paulistana.
O evento, que a cada ano se torna um marco de grande prestígio na capital, é mostrado com grande entusiasmo pelos diversos moradores e turistas, que na mesma época, passam pela cidade.

Sob diversos aspectos a metrópole mostrou porque ficou tão enriquecida por eventos dos mais variados tipos. Os musicais, as danças, teatro e grandes artistas, passaram por São Paulo.
Entre tanta agitação efervescente que a mega-cidade presenciou, um lugar passou desapercebido.

Corre Kauê....

“Se Jesus está comigo, comigo Jesus está, se Jesus está comigo, contra mim ninguém será. Um por todos, todos por um”. Foi exatamente assim, que os 23 atletas mirins da Associação Esportiva e Cultural Kauê Itaquerense iniciou seu ‘grito de guerra’ e começou o respectivo aquecimento, antes do início da 27º Corrida do Parque da Aclimação, localizado no centro de São Paulo.
A associação, que mantém em seu projeto 45 crianças, dos 4 anos até os 20 anos de idade, tem por finalidade instigar a prática esportiva das crianças da comunidade e formar pessoas mais aptas para um convívio dentro da sociedade.

A 27º corrida do Parque da Aclimação, ocorreu no mês de maio e reuniu mais de 300 atletas mirins na modalidade atletismo. Os atletas, entre 6 e 14 anos de idade percorriam em sua bateria (modalidade e idade).
As modalidades das corridas eram divididas pelas respectivas idades. No final da prova, as crianças eram presenteadas com um lanche e um refrigerante.

Segundo o pintor, Sidney Ferreira de 30 anos, que participa há 2 anos da Associação, seu filho, Julio César de 6 anos, melhorou muito sua comunicação com as outras crianças “Ele era muito quieto, e para ele era um problema conversar e brincar com outras crianças e por meio do esporte e do projeto, o Julio melhorou muito esta parte” – comenta o pai.

Uma outra grata surpresa dentro do corpo de atletas da associação é Rafael Soares, que é o atual campeão estadual na categoria 13/14 anos, e no meio de tantos inexperientes, logo se destaca. Rafael é uma grande promessa para o atletismo nacional nos próximos anos e reconhece o quanto à importância da Associação para ele. “Eu poderia ter escolhido o caminho errado, como muitas crianças que não tem oportunidade e acabam sendo influenciadas por outras coisas”.

Em entrevista concedida entre uma bateria e outra, Francisco Carlos da Silva, presidente da AEC Kauê Itaquerense, o Fran como é conhecido na comunidade, nos conta histórias sobre o projeto.

Higor
Como é feito o trabalho psicológico com as crianças da comunidade ?

Fran – O esporte é o caminho mais curto para a ascensão do atleta. Uso exemplos de pessoas carentes que venceram na vida e de pessoas da comunidade que hoje são exemplo para eles. Sabemos que todos passam por dificuldades em casa, tanto financeiras como até mesmo psicológica dos pais e nos preparamos para isso quando as crianças estão treinando conosco ou estão por perto.

Higor
Aonde e quando são realizados os treinos das crianças da Associação ?

Fran – São feitos na rua onde é a nossa sede. Tentamos fazer o máximo possível de treinos, geralmente são 3 na semana, principalmente para não deixar as crianças soltas, próximas de coisas que não prestam por aí.

Higor
Quais são as grandes dificuldades enfrentadas hoje em dia pelo Kauê Itaquerense ?

Fran – Como em qualquer periferia, o nosso problema também é o mesmo. Não temos patrocinadores e todo custo vem do nosso bolso, muitas vezes os pais das crianças não têm condições de ajudar e a gente faz o que pode. A falta de infraestrutura na região instiga a comunidade a ajudar como pode. Nós fazemos rifas, bingos e outras coisas para arrecadar dinheiro para participar das competições. E, na medida do possível, vamos participando e enfrentando as dificuldades do dia-a-dia.

Higor
Nos dias atuais, dá para viver só do atletismo ?

Fran – Primeiramente, você tem de trabalhar as provas de municípios, provas festivas e as menos conhecidas, estas que os atletas de porte nacional não competem. Elas tem prêmios razoáveis que dá para ir se mantendo no esporte e sobrevivendo. Se você for um bom corredor, um atleta que realmente se dedique, com certeza dá para viver do atletismo, mas não pense que irá ficar rico, pois somos um esporte muito mal remunerado e lembrado pelos patrocinadores.

Histórico da Associação: A A.E.C - Kauê Itaquerense foi criada em uma homenagem ao filho do Presidente da entidade Francisco Carlos da Silva. Como todo time de futebol amador cercado de amigos da mesma rua e no bairro que sempre jogavam aos finais de semana, faltava ainda arrumar um nome para formar uma equipe competitiva. E em virtude do nascimento do Kauê, é que foi dado o nome a entidade.

Criada no dia 3 de abril de 1998, a entidade tem em sua sede vários troféus conquistados ao longo dos nove anos de existência, e foram incorporando em sua estrutura outras modalidades de esporte. Além do futsal, que até naquele momento era o que mais tinha prestígio da comunidade. Mas, foi no atletismo que ganharam mais atenção de outras associações e de amigos da região. E, é do atletismo que surgiu a formação de crianças e jovens da comunidade para o esporte.

Atualmente fazem parte das competições só atletas mirins, em que o mais importante para a entidade é a formação dessas crianças com uma estrutura e condição melhor de enfrentar os desafios da vida.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Higor Assis
 

Estou tentando colocar mais fotos, mas esta difícil viu.

Higor Assis · São Paulo, SP 15/5/2007 17:38
sua opinião: subir
Fernando Mafra
 

Higor, só uma coisa: Sobre diversos aspectos não seria Sob?

Fernando Mafra · São Paulo, SP 16/5/2007 10:32
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Vixi Mafra me pegou rs..

Mas e ai gostou ou não ?

Higor Assis · São Paulo, SP 16/5/2007 11:43
sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

"Sobre diversos aspectos a metrópole mostrou porque ficou tão enriquecida por eventos dos mais variados aspectos.". Tá um pouco repetitivo não acha? No mais, muito bom Higor. Abraço.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 16/5/2007 11:43
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Higor Assis
 

Filipe.

Tá mudado, agradecido hein!!!

Higor Assis · São Paulo, SP 16/5/2007 11:49
sua opinião: subir
Letícia Lins
 

Realmente uma visão diferente. Inesperada. E muito bacana.
Parabéns Higor.

Letícia Lins · São Bernardo do Campo, SP 17/5/2007 10:47
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Oi Letícia.

Esta sumida é ? Agradecido pelo comentário, vê se aparece. Valeu!!!

Higor Assis · São Paulo, SP 17/5/2007 14:03
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Higor,

Gostei do texto, tá bom de ler. A escrita é leve e traz informações relevantes e com um tema diferente, esporte e inclusão social.

Já foi publicado um outro sobre a Virada Cultural,tá na seção Overblog, e eu fiz um comentário pertinente.

Abraço,

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 17/5/2007 21:36
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Zezito.

Agradecido pelo comentário. Um abração!

Higor Assis · São Paulo, SP 18/5/2007 15:50
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

O nome que leva a Comunidade zoom
O nome que leva a Comunidade
Rafael Soares -  Uma promessa para o Atletismo Brasileiro zoom
Rafael Soares - Uma promessa para o Atletismo Brasileiro
Cada um esperando a sua vez na corrida zoom
Cada um esperando a sua vez na corrida
Fran e o filho Kauê, que leva o nome da Associação zoom
Fran e o filho Kauê, que leva o nome da Associação
A última conversa com os zoom
A última conversa com os "Atletas"

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados