Artesanato de MS é divulgado em catálogo pela FCMS

Daniel Reino
Catálogo do Centro Referencial de Artesanato de Mato Grosso do Sul
1
Gisele Colombo · Campo Grande, MS
23/1/2009 · 146 · 7
 

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), lançou na última sexta-feira, 16 de janeiro, o Catálogo do Centro Referencial de Artesanato de Mato Grosso do Sul. Com a iniciativa a instituição investe no desenvolvimento da economia da cultura ao promover e potencializar a importância do artesanato estadual. O evento aconteceu no Memorial da Cultura e da Cidadania.

O Centro Referencial de Artesanato de Mato Grosso do Sul foi criado em maio 2007. O objetivo de sua criação foi colocar à disposição do público local e turistas, peças artesanais dos ícones do artesanato do Estado, que foram reunidas num acervo de produtos culturais. As peças foram produzidas por 31 artesãos da Capital e do interior, que trabalham a cerâmica, madeira, fibra, tecelagem, cabaça, couro, madeira e osso, fibra e ferro entre outros materiais.

Figuram entre estes artistas manuais Ana Vitorino da Silva Leodério, Antônio Ricci, Araci Marques Vendramini, Cilso Tibúrcio, David Rogério Ojeda, Denílson Pinto de Oliveira, Elizabeth Antunes, Elpídio Alves de Freitas, Fânia Catarina Martins dos Santos, Indiana Marques, João Manoel da Silva, José Messias de Jesus, Julio César Nunes Rondão, Luiz Bernadino, Maria Cristina Orsi Casali do Amaral, Maria do Rosário de Freitas, Mariano Antunes Cabral Silva, Romeu Melgarejo, Sônia Maria Soares de Oliveira, Sérgio Augusto Ramos, Sotera Sanches da Silva, Vânia Cristina Soares Arguelho e Virgulino de Oliveira França. No acervo também estão representados o artesanato Figueira de Rio Verde de Mato Grosso, da Associação dos artesãos de Rio Brilhante – Arteboa, do Centro de Desenvolvimento Artesanal de Caarapó, do Núcleo de Cerâmica de Coxim, da Associação de Artesanato em Argila de Rio Verde (Riverarte) e das etnias Kadiwéu, Kinikinawa e Terena. Nele consta também a viola de cocho, instrumento de cordas registrado como patrimônio imaterial brasileiro pelo Intituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Segundo o presidente da FCMS, Américo Calheiros, esse catálogo visa divulgar a produção artesanal do estado além do espaço cultural para dar visibilidade ao trabalho dos artesãos. O material informativo será entregue gratuitamente no Centro Referencial de Artesanato de Mato Grosso do Sul para visitantes e turistas e também será distribuído em escolas e instituições culturais. A tiragem inicial é de 3000 exemplares. " O artesanato é uma generosa fonte de emprego e renda. O Estado tem cadastrado cerca de 5000 artesãos que são beneficiados pela atividade que melhora a qualidade de vida. O centro referencial é mais uma pequena peça que a Fundação de Cultura está inserindo na engrenagem que dá destaque ao artesanato e aos artesãos do Estado", explica. A gerente do núcleo de artesanto da FCMS, Alene Barbosa finaliza:"Desde o início da administração nos dedicamos à organização das peças e pensamos na melhor forma de divulgar nosso artesanato. Com isso estamos dando o devido valor ao trabalho minucioso destes trabalhadores da cultura. Serão incorporados gradativamente ao acervo novas peças que estejam sendo produzidas por outros artesãos".

O Memorial da Cultura e da Cidadania fica na Av. Fernando Corrêa da Costa, 559, centro, Campo Grande.

compartilhe

comentrios feed

+ comentar
Dutra
 

Belíssima iniciativa para compartilhar e valorizar o a riqueza dos artesãos e artesãs.

Dutra · Granja, CE 23/1/2009 11:12
2 pessoas acharam til · sua opinio: subir
Gisele Colombo
 

Dutra, muito obrigada por seu comentário. Iniciativas como a publicação deste catálogo devem se tornar exemplo para outras instituições culturais do Brasil! Abcs

Gisele Colombo · Campo Grande, MS 23/1/2009 11:21
1 pessoa achou til · sua opinio: subir
Luca Maribondo
 

Luca Maribondo · Campo Grande, MS 25/1/2009 16:14
1 pessoa achou til · sua opinio: subir
Calasan
 

Lindo trabalho! o resgate da cultura imaterial e material deve ser levado a sério. Muito bom vri isso partindo de iniciativa pública.
Diga-me Gisela, como ter acesso ao catálogo?

Calasan · São Paulo, SP 26/1/2009 13:32
2 pessoas acharam til · sua opinio: subir
azurrp roza
 

os catálogos são como ciencias e divulgadores das artes dos mestres do belo e do novo e do principiante. como faço para tê -lo acesso ão catálogo?
muito obrigado.

azurrp roza · São Paulo, SP 26/1/2009 15:13
2 pessoas acharam til · sua opinio: subir
Dutra
 

Moro no Ceará, tem com eu também ter acesso ao catalogo

Pois a idéia da mim dando outra idéia para minha cidade.

Dutra · Granja, CE 26/1/2009 21:35
sua opinio: subir
Gisele Colombo
 

Calasan, Roza e Dutra. Enviem para mim o endereço de vocês para a Fundação de Cultura enviar o catálogo para vocês. POde deixar aqui ou encaminhar no meu e-mail: giselecolombo@gmail.com. Obrigada pelos comentários!

Gisele Colombo · Campo Grande, MS 27/1/2009 09:06
sua opinio: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faa primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Voc conhece a Revista Overmundo? Baixe j no seu iPad ou em formato PDF -- grtis!

+conhea agora

overmixter

feed

No Overmixter voc encontra samples, vocais e remixes em licenas livres. Confira os mais votados, ou envie seu prprio remix!

+conhea o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados