Augusto Boal concorre ao Prêmio Nobel da Paz 2008

divulgação
Augusto Boal recebendo premiação em Dublin, no Abbey Theatre
1
Ney Motta · Rio de Janeiro, RJ
27/9/2008 · 173 · 13
 

Aos 77 anos, Augusto Boal não esconde o orgulho de estar entre os 197 candidatos ao Prêmio Nobel da Paz 2008. O nome do vencedor será anunciado em outubro. "Evidentemente, há pessoas de influência muito grande. Não tenho nenhuma expectativa de ganhar, mas estou extremamente feliz porque, entre os que apoiaram a minha nomeação, estão pessoas dos cincos continentes. Isso é extraordinário. É o reconhecimento da importância do Teatro do Oprimido", comemora.

A indicação de Augusto Boal pode ser entendida por sua frase, escrita em 1973 no livro Teatro do Oprimido e outras poéticas políticas: "Tenho sincero respeito por aqueles artistas que dedicam suas vidas exclusivamente à arte - é seu direito ou condição! -, mas prefiro aqueles que dedicam sua arte à vida."

A dimensão cosmopolita do teatro de Augusto Boal já data dos quinze anos, entre 1971 e 1986, em que esteve no exílio político. Nesta fase, Boal desenvolveu as experiências teatrais que lhe renderiam o reconhecimento internacional do público, da crítica, dos estudiosos e do meio teatral.

“Augusto Boal reinventou o Teatro Político e é uma figura internacional tão importante quanto Brecht e Stanislawsky”, afirma o The Guardian

"Boal conseguiu fazer aquilo com que Brecht apenas sonhou e escreveu: um teatro alegre e instrutivo. Uma forma de terapia social. Mais do que qualquer outro homem de teatro vivo, Boal está tendo um enorme impacto mundial", escreveu Richard Schechner, diretor de The Drama Review

Há muitos anos as proposituras do Teatro do Oprimido são objetos de teses de mestrados e doutorados e de cursos em diversas universidades pelo mundo.

Boal é autor, entre outros, dos livros: Teatro como Arte Marcial; Jogos para atores e não atores; e sua autobiografia Hamlet e o filho do padeiro. “Hoje já existem pelo menos 29 livros publicados no mundo inteiro sobre mim ou sobre o Teatro do Oprimido, em línguas que vão desde o inglês, italiano, alemão, até o hindi indiano e o urdu do Paquistão”, afirma Boal.

Suas idéias inspiraram os pontos de cultura de Gilberto Gil. Atualmente, numa parceria entre o Centro de Teatro do Oprimido e o programa Cultura viva do Ministério da Cultura, o projeto Teatro do Oprimido de Ponto a Ponto proporciona cursos de multiplicadores do Teatro do Oprimido, no Brasil e na África.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Eloy Santos
 

O Brasil, desgraçadamente, é um país sem cultura e de pouca educação. Sem memória.
Por isso, desconhece seus valores.
Augusto Boal é um deles. Leonardo Boff é outro.
E Celso Furtado? Josué de Castro? Paulo Freire?
Ao redor do mundo, o nome de Augusto Boal está ligado à prática do Teatro do Oprimido, que conduz mais e mais pessoas na afirmação de sua cidadania em lutas terríveis contra a discriminação e a tirania, como os horrores do racismo, do trabalho escravo, o sexismo e outras pragas humanas.
Esse campeão da liberdade merece, dos povos, as homenagens que se prestam aos melhores cidadãos do mundo.
Parabéns pela lembrança.
Augusto Boal tem que ser lembrado e reverenciado sempre.

Eloy Santos · Rio de Janeiro, RJ 26/9/2008 22:02
sua opinião: subir
Regina Lyra
 

Ney,
Cada vez mais encontramos e recebemos as distinções que merecemos. Augusto Boal é um cidadão do mundo. Recebe nossa reverência porque semeou cultura, luta, destemor e amor.
É com orgulho que leio participo deste texto e posso votar.
São matérias como esta que deveriam ir direto para publicação.
São de utulidade pública.
Grande abraço,
Regina

Regina Lyra · João Pessoa, PB 26/9/2008 22:44
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

muito bom saber disto,
abraço
andre

Andre Pessego · São Paulo, SP 27/9/2008 07:02
sua opinião: subir
clara arruda
 

Augusto Boal, brasileiro,carioca merece estar representando nosso país nesse grande evento.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 27/9/2008 08:29
sua opinião: subir
xYURIx
 

Muito bom saber disso!
Estou me deliciando na leitura de Técnicas Latino-Americanas de Teatro Popular, do grande!

boa sorte à ELE!

xYURIx · Aracaju, SE 27/9/2008 09:48
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

Faço meus, os comentários de caro Eloy Santos !...
Tantos brasileiros merecedores !...um deles sem dúvida, Augusto Boal, brasileiro "de prima" !...O Teatro do Oprimido, ultrapassa fronteiras e socializa de verdade !

Ótima e premiada matéria, caro Ney...Nossas congratulações !
abs

joe_brazuca · São Paulo, SP 27/9/2008 15:38
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
pressaonojuizo
 

Sou um dos 8 curingas da equipe de Boal e assim como todos os curingas, apoiadores, multiplicaodres, amigos e interessados no TO, tenho a nobilíssima missão de disseminar o método libertador do TO neste tão espezinhado país.

Apesar de morar no Recife, acordei às 03 da madrugada em João Pessoa, onde pernoritei vindo de Campina Grande. Tomei um café da manhã em Brasília e alomocei em São Luis (MA) fazendo um percurso que nos permite ver o quanto o TO já se espalhou por este país.

Temos cerca de 500 multiplicadores ativos no território nacional, levando o método aos mais distantes cantos deste pais de dimensões continentais.

Amanhã, atravessarei um rio, numa canoa para me encontrar com um pequeno grupo de multiplicaodores militantes do MST, atuantes no interior do Maranhão.

Essa travessia é mais que o cruzar de duas margens de um mesmo rio. É a confirmação de que, enfim, temos uma arte plenamente brasileira, livre, democrática e que luta pela vida e que enfim se enraizou na sua terra natal.

Boal já é o vencedor, e não será o diploma da academia que confirmará isso. A sua vitória é referendada pelas pessoas dos 75 países dos 5 continentes que lutam pela vida através do Teatro do Oprimido, transformando a realidade através da única experiência realmente democrática já vivida pelo ser humano.

Salve o Teatro do Oprimido!
Salve Boal!
Salve a vida!

Claudio Rocha
(Do Recife - PE, em Vargem Grande - MA)


pressaonojuizo · Natal, RN 27/9/2008 17:24
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Fabio Marcelo
 

Sou amante do Teatro e admirador nato de Boal, apos minha participação no curso de multiplicadores das técnicas de Boal pelo CTO, com os educadores Geo e Olivar, o ciclo se completou, hoje posso falar com orgulho que sou um discipulo de Boal e estou passando sua técnica com muita honra....

Sobre Boal ser um dos candidatos ao Prêmio Nobel da Paz 2008, posso resumir minha opnião em um trexo de uma entrevista que vi de Boal, onde ele fala sobre as técinicas do TO, e diz: "NAO FAZEMOS VIOLENCIA, APENAS REVELAMOS A QUE EXISTE", ora, nesse momento pensei: Boal deveria ganhar o Prêmio Nobel da Paz 2008, e olhe que eu nem sabia que ele era um dos candidatos....

VIDA LONGA A AUGUSTO BOAL

Fábio Marcelo
(Cia de Teatro Solidário de Brotas)
Salvador-Bahia

Fabio Marcelo · Salvador, BA 28/9/2008 00:43
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Nilciah De Paula
 

Acredito no trabalho e na luta desse grande guerreiro. Um dia depois de muito arroz com feijão...eu chego lá...rs...
Iniciei a multiplicação do Teatro do Oprimido aqui em Pouso alegre e mesmo com todas as dificuldades que venho enfrentando para desenvolver esse projeto artistico pedagógico na cidade...acredito que esse é caminho.
Axé com queijo, Xuá Xuá...
Boa sorte Boal e vamos que vamos!

Nilciah De Paula · Pouso Alegre, MG 28/9/2008 17:36
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Conheço um pouco de Boal, seu trabalho e a luta com o Teatro do Oprimido, sua luta democrática , agora colhe o que semeou. Excelente!

Cintia Thome · São Paulo, SP 28/9/2008 18:51
sua opinião: subir
Pedro Monteiro
 

Amigo Ney.
Augusto Boal é um cidadão do mundo.
Uma criatura muito especial, e o Teatro do Oprimido, uma importante ferramenta numa revolução cultural.
Tudo a ver...

Pedro Monteiro · São Paulo, SP 28/9/2008 20:14
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Yara Toscano
 

trabalho há 12 anos com Teatro do Oprimido. Trabalhei em diversos grupos: de presos, guardas de presídios, pessoas com transtorno mental, grupos em favelas, estudantes ... pessoas, enfim. O que eu já pude ver de transformação na vida das pessoas e de grupos através do Teatro do Oprimido, não está escrito. Pessoas que eram esquecidas, isoladas, e sem voz. Pessoas que sofriam e não conseguiam se relacionar de forma solidária. Pessoas que consumiam e não criavam. A transformação é certa, se fazemos um bom Teatro do Oprimido. Excelente Indicação de Augusto Boal. Um ser humano ímpar.

Yara Toscano · São Paulo, SP 2/10/2008 11:00
sua opinião: subir
mariozinho
 

Augusto Boal é um reconhecido semeador da paz, multiplicado nos quatro cantos do planeta, promove um diálogo que se estende em progressão geométrica através do seu método do Teatro do Oprimido.

mariozinho · Rio de Janeiro, RJ 8/10/2008 09:45
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados