BONECA DE PANO

Sinvaline
Messias e suas bonecas
1
Sinvaline · Uruaçu, GO
22/5/2010 · 48 · 18
 

BONECA DE PANO

Quando criança brincava com bonecas de pano confeccionadas com carinho por minha avó. Tenho ainda bem claro na mente os movimentos de seus dedos grossos e calosos criando a boneca tão sonhada. Meu trabalho era o de enfiar a agulha e ficar perto calada enquanto ela tecia nossos sonhos, foram momentos eternos.

A boneca de pano faz parte da história de muitas pessoas: Dona Maria, uma senhora de 62 anos confeccionou os bonecos “Geraldo e Geralda” que ornamentam a fazenda Tradicional no Memorial Serra da Mesa. Ela conta que sempre gostou de fazer bonecas. Primogênita de uma família numerosa e pobre, as meninas brincavam de casinha e desde pequenas costuravam bonecas de pano. Numa época de educação rigorosa até os brinquedos eram vigiados. Dona Maria cita:

- Certa vez eu fiz uma bonequinha de pano bem barriguda imitando minha mãe na sua 8ª. gravidez. Fiquei muito feliz, aquela boneca se tornou a preferida, dormia abraçada com ela!


E continua:

- Num dia de manhã cedo minha mãe me acorda e vê a buneca barrigudinha perto de mim. Sai resmungano e vorta com um chicote de couro; apanho até sangrar prometeno queimar a buneca e nunca mais inventar bobagem!

Visitando o Abrigo para idosos Flor de Acácia na cidade de Uruaçu- Goiás, conheci a Messias, foi um grande achado, ela chegou e ficou comigo para sempre.

Messias com 78 anos de idade, reside no abrigo há 22, não se sabe sua origem certa, apenas que é baiana e veio para Uruaçu ainda criança. Tem dificuldades para falar, anda meio capenga e pelos depoimentos dos funcionários mais antigos ela sempre foi empregada doméstica.

Imaginei Messias com sua fala enrolada e seu jeito de andar trabalhando como doméstica em plena era do coronelismo, ditadura e acima de tudo discriminatória.

Tentei entrar em seu mundo e uma multidão de bonecas de pano traduziu tudo.

Messias faz bonecas de pano o tempo todo, os detalhes dos vestidos remendados contam sua vida difícil. As bonecas são suas filhas, sua mãe e principalmente sua avó, dorme abraçada com elas.

Ela não vende, apenas doa alguma para alguém que lhe é simpático. A montanha de bonecas de pano há 15 anos atrás incomodou e alguém do abrigo resolveu queimar deixando algumas mais próximas de Messias.

Porem ela não desistiu, trabalha até tarde da noite e seu quartinho já está superlotado de bonecas outra vez...

A vizinha de quarto está nervosa com ela, resmungando:

- ...ela roubou minha saia pra fazer bunecas!!

Messias não ouve, só tem o cuidado de amarrar bem a porta do quarto com muitas cordas para ninguém entrar, seu tesouro está lá.

Tentando falar com Messias, só consegui entender uma história vaga de uma menina que gostava de bananas, melancia e foi levada pelo pai, ela repete efusivamente:

- Levou menina! Tomou, bateu, menina queria banana, melancia! O homem levou menina!

Os segredos de Messias estão atrás do enorme cigarro de palha que ela traga e solta a fumaça sobre as bonecas e diz:

- Bom, bom mamãe!

É como se abençoasse as bonecas e depois a si mesma com a fumaça...

Messias doou quatro bonecas para o Memorial Serra da Mesa, porem mais que tudo ela doou sua história contada com gestos e sorrisos, seu deslumbramento ao ver o monjolo socando na fazenda, o forno de torrar farinha, a prateleira antiga e o pilão. Esses instrumentos de trabalho lhe são bem familiares e como são!

Messias ignora o mundo lá fora, para ela existe o abrigo que é sua casa, especialmente o quarto onde o mundo é de bonecas e de sonhos...

compartilhe

comentários feed

+ comentar
catengo
 

Lindo, maravilhoso, tocante...! Me fez lembrar de minhas avós...

catengo · Brasília, DF 20/5/2010 11:45
sua opinião: subir
João Carvalho Faria
 

Sinvaline. O que dizer dessa historia? Que personagem bonita, simples e cheia de vida, tristeza, alegria. Humana. Muito humana. Como é humano o abandono dos nossos idosos, pais, mães, avós. Sozinhos no mundo, cada vez mais consumista e vazio, com pessoas vazias e tristes. Onde vamos parar? Quem sabe uma dessas bonecas de pano da Messias possa nos dizer.
Sinvaline, mais uma vez você faz brotar lágrimas com seu jeito e histórias de pessoas simples mas absolutamente humanas.
Parabéns!
P.S. Fico até com receio do tipo de sentimentos que pode me invadir quando leio um texto desses. Mas valeu. Abraço

João Carvalho Faria · Aparecida de Goiânia, GO 21/5/2010 10:37
sua opinião: subir
Sinvaline
 

Obrigada João, venha aqui conhecer a Messias e suas bonecas. bjs

Sinvaline · Uruaçu, GO 21/5/2010 10:41
sua opinião: subir
Helena Aragão
 

"Tentei entrar em seu mundo e uma multidão de bonecas de pano traduziu tudo". Imagino, Sinvaline! Achei as bonecas lindas e Messias muito expressiva. Valeu por nos colocar um pouquinho no mundo dela também. Abraço

Helena Aragão · Rio de Janeiro, RJ 21/5/2010 14:31
sua opinião: subir
Veronica Aldé
 

Como não chorar Sinva? São nossas maezinhas e avós, agora nós também... com nossas agulhas teimando sempre em dar pontos de poesia e amor...são virgilinas unindo os retalhos da vida, dando formas de afeto as coisas, formas de filhos, pra poder continuar sorrindo apesar de tudo...como a Messias...obrigada!

Veronica Aldé · Goiânia, GO 22/5/2010 17:18
sua opinião: subir
Sinvaline
 

João, lágrimas brotaram e vão brotar a cada dia que encontramos pessoas como a Messias....

Sinvaline · Uruaçu, GO 22/5/2010 17:22
sua opinião: subir
Sinvaline
 

Todos nós temos o nosso mundo das bonecas de pano da Messias... Helena valeu!
bjs

Sinvaline · Uruaçu, GO 22/5/2010 17:23
sua opinião: subir
Sinvaline
 

Vero que comentário lindo , me emocionei!

bjs

Sinvaline · Uruaçu, GO 22/5/2010 17:24
sua opinião: subir
sandra vi
 

super lindo sinvaline

sandra vi · Petrópolis, RJ 23/5/2010 16:38
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Tocante.
antigamante era assim...
cada boneca uma hiostória,e cada história, uma vida!
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 23/5/2010 17:37
sua opinião: subir
Marcia Mendes
 

Imagino que Messias seja a representação de tantos anônimos, andarilhos ou mesmo internos em casas de caridade. Quem são eles? De onde vem? O que pensam? O que desejam? O que ocasionou a fragilidade mental? Essas são perguntas muitas vezes vazias por não alcançarem respostas... e de sairam com certeza deixaram alguém... qual resposta ao desaparecimento... Quantas familias choram seus desaparecidos sem resposta. Sinvaline vejo que a Messias poderá ser o caminho para um novo olhar ao outro, no reconhecimento do humano. Parabéns!

Marcia Mendes · Uruaçu, GO 24/5/2010 13:59
sua opinião: subir
Ricardocostamar
 

Bonecas de pano faz lembrar bonecas de milho, quando não tinha uma brincava-se com a outra... Lá nas Minas gerais... ou propriamente no verdadeiro gerais... valorizava-se o brincar e não o valor da boneca.

Ricardocostamar · Novo Gama, GO 25/5/2010 08:33
sua opinião: subir
Sinvaline
 

Boa lembrança! Por aqui se diz da espiga de milho crescendo: O milho está enbonecando!
Abraços

Sinvaline · Uruaçu, GO 25/5/2010 08:55
sua opinião: subir
Sinvaline
 

Sim Márcia, a Messias é um pouco de todos nós...

obrigada

Sinvaline · Uruaçu, GO 25/5/2010 08:56
sua opinião: subir
Andre Lubec
 

Oi Sinvaline. Obrigado por compartilhar essa estória tão delicada.. Você escreve muito bem, em linhas muito sensíveis e humanas. Um abraço!
André Lubec

www.lubecpsicologia.wordpress.com

Andre Lubec · Brasília, DF 25/5/2010 17:05
sua opinião: subir
Denis Sen@
 

A infância é principal base da vida do ser humano.

Respeito a todas crianças e não a exploração infántil!

N´gunjo!

Denis Sen@ · Salvador, BA 26/5/2010 19:08
sua opinião: subir
Wuldson Marcelo
 

Bela história. Pode-se pensar em tristeza por causa da solidão, mas, então, ao parar e refletir vê-se tanta beleza em um mundo particular de bonecas de panos capazes de receber e doar amor.
Texto exato e deslumbrante, Silvaline.

Wuldson Marcelo · Cuiabá, MT 27/5/2010 17:48
sua opinião: subir
ayruman
 

Maravilha. Cheiro de Vida. Cheiro de Gente de carne e osso e sobretudo de Alma Bonita.
Luz e Paz . jbconrado.

ayruman · Cuiabá, MT 28/5/2010 10:20
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Bonecas zoom
Bonecas
Boneca que dorme com Messias zoom
Boneca que dorme com Messias
Bonecos Geraldo e Geralda confeccionados pelo d Maria Souza zoom
Bonecos Geraldo e Geralda confeccionados pelo d Maria Souza
Messias experimentando o forno de torrar farinha mandioca zoom
Messias experimentando o forno de torrar farinha mandioca
Uma baforada no cigarro de palha zoom
Uma baforada no cigarro de palha
Mãos que tecem zoom
Mãos que tecem

vídeo

Messias 8 Mb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados