CARTA DOS CINECLUBISTAS DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM

Francisco Weyl
DIÁLOGOS CINECLUBISTAS – A fala das práticas.
1
etetuba · Belém, PA
21/8/2009 · 8 · 7
 

A experiência da troca de conteúdos e vivências proporcionada pela participação nos DIÁLOGOS CINECLUBISTAS – A fala das práticas - Relatos de experiências e rodas de diálogos, evento livre, democrático e independente, realizado nos dias 17, 18 e 19 de agosto de 2009 em locais onde são desenvolvidas as mais diversas praticas cineclubistas em Belém e em Ananindeua, trouxe para os seus participantes a certeza de que o CINECLUBE é um espaço de construção de aprendizados e diálogos democráticos e necessariamente uma ferramenta educativa capaz de formar consciências e culturas poéticas e visuais, pelas quais o ser humano pode vir a criar e a produzir um novo pensamento, assim como a arte na sua plenitude política e libertária.

Nesse sentido, nós, abaixo-assinados, realizadores, produtores e técnicos, atores e atrizes, cineclubistas, críticos e pesquisadores, exibidores e amantes do cinema, representantes de projetos e organizações com forte atuação em Belém e em Ananindeua, resolvemos tornar pública a CARTA DOS CINECLUBISTAS DA REGIÃO METROPOLOTANA DE BELÉM, com o objetivo de refletir, compartilhar e sugerir idéias e propostas para fortalecer o cinema, o audiovisual e o cineclubismo no Estado do Pará.

CONSIDERANDO:

* Que a dimensão continental e a diversidade cultural amazônidas são fatores que devem ser referenciados de forma a que sejam rompidas as amarras impostas pelo processo colonizador que cria padrões culturais e mediáticos - internacional e nacional -, que dificulta o direito à produção do conhecimento pelos povos de nossa Região;
* Que a produção e a difusão audiovisual que considerem identidades e modos de vida na Amazônia são premissas básicas para que instauremos um processo de construção de novas perspectivas poéticas e visuais capazes de fazer frente às referências audiovisuais impostas pela indústria cultural;
* Que é inalienável o direito dos realizadores paraenses garantirem que os seus filmes sejam vistos pela comunidade, do mesmo modo que é também inalienável o direito do povo paraense e amazônida de ter acesso às obras cinematográficas e reflexões críticas produzidas na Região e no mundo;
* Que esta consciência também é uma garantia de fortalecimento do atual momento, pelo resgate da memória do cinema e do imaginário de si mesmo;
* Que o atual estágio de amadurecimento coletivo das organizações culturais autônomas amazônidas está em sintonia com o avanço dos movimentos sociais;
* Que o CINECLUBE tem características colaborativas e solidárias, pelo que as suas atividades são desenvolvidas de forma democrática, mediante compromisso ético e cultural, sem fins lucrativos;
* Que as ações de caráter cineclubista dependem de atores voluntários que não economizam esforços para realizar as suas intervenções, na medida em que são amantes do cinema e acreditam na construção de uma cultura visual poética e estética capaz de propor a reflexão crítica amazônida e democratizar a cultura cinematográfica mundial;
* Que os praticantes do cineclubismo consolidam e ampliam os circuitos de exibição e fortalecem uma cadeia produtiva (audiovisual e intelectual) solidária, com investimento na economia local, de modo que para as práticas cineclubistas são fundamentais e para a divulgação das obras cinematográficas, na medida em que as tornam conhecidas da comunidade.

PROPOMOS:

1. Apoio a campanhas e iniciativas promovidas pela Federação Internacional de Cineclubes (FICC) e pelo Conselho Nacional de Cineclubes (CNC);
2. Implementação de políticas públicas de fomento e fortalecimento da atividade cineclubista no Estado de Pará;
3. Estadualização dos editais nacionais do audiovisual;
4. Inclusão de ações de fomento à atividade cineclubista no Plano Estadual de Cultura e nos editais que venham a ser lançados no campo audiovisual paraense;
5. Inclusão da participação de pessoas físicas em editais cineclubistas (o fomento estatal deve assimilar à dinâmica e a complexidade cineclubista como um movimento que não necessariamente está vinculado a entidade com corpo jurídico consolidado);
6. Criação da bolsa-cineclube;
7. Criação de bolsas de pesquisa em cinema e cineclubismo;
8. As ações governamentais devem necessariamente interiorizar as ações cineclubistas;
9. Fortalecimento da Rede Paraense de Cineclubes, fazendo distribuir informação, artigos, cartas, manifestos e vídeos em redes sociais, listas de discussão de redes afins, estreitando a comunicação entre outras redes de cineclubes na Região Amazônica e do mundo;
10. Criação da Comissão Organizadora da JORNADA PARAENSE DE CINECLUBES, com designação de autonomia para desenvolver uma proposta estrutural de realização da mesma;
11. Criação da Federação Paraense de Cineclubes;
12. Apoio as organizações sociais que desenvolvem ações cineclubistas no Estado do Pará;
13. Estímulo à criação e acompanhamento de novos cineclubes, dentro de uma política de economia solidária, embutida em uma estrutura de formação, pesquisa, reflexão, produção, exibição, distribuição e preservação da cultura audiovisual paraense e amazônida;
14. Apoio à deslocamento para participação dos cineclubes paraenses nos eventos estaduais, nacionais e internacionais;
15. Investimento em publicações referentes ao movimento cineclubista, como artigos, críticas e material impresso de divulgação coletiva das programações;
16. Investimento no Circuito Paraense de Cinema em toda a rede de cineclubes, estadual, nacional e internacional, em parcerias diretas com instituições e empresas;
17. Investimento na distribuição e exibição do acervo de produções do audiovisual paraense e amazônida;
18. Digitalização e disponibilização à comunidade, inclusive pela inernet, do acervo do Museu de Imagem e Som – MIS;
19. Promover intercâmbios para fortalecer a rede solidária cineclubista;
20. Inclusão das organizações de cineclubes nos colegiados de decisão das políticas públicas do setor cultural;
21. Participação das organizações de cineclubes nos espaços públicos cinematográficos (Cine-Teatro Líbero Luxardo, Maria Silva Nunes, Cine Acyr Castro e Cinema Olímpia);
22. Inclusão de propostas cineclubistas em projetos como Escola Aberta e outros desta natureza;
23. Criação da CINEMATECA DO PARÁ, com estrutura para consulta e empréstimo de acervo, assim como a criação de um banco de memória e da história do audiovisual e do cineclubismo paraense.
24. Estímulo às práticas cineclubistas em espaços urbanos (praças, ruas, feiras);
25. Investimento em circuitos cineclubistas com a produção audiovisual desenvolvida pelas comunidades paraenses;
26. Fomento aos circuitos cineclubistas itinerantes;
27. Estímulo à produção e difusão cineclubista de filmes destinados ao público infantil;
28. Estímulo à produção e difusão cineclubista de filmes que tenham como tema as comunidades tradicionais;
29. Uso da licença “CREATIVE COMMONS” como política de fomento à produção audiovisual;
30. Distribuição em “CREATIVE COMMONS” dos produtos audiovisuais resultantes de fomentos estatal;
31. Fortalecimento de experiências cineclubistas desenvolvidas no âmbito da administração pública, como o CINE-UEPA, CINE-EGPA, CINE PEDRO VERIANO, SESSÃO CULT, e outras;
32. Investimento para o MAPEAMENTO da produção audiovisual e das práticas cineclubistas paraenses.

ENCAMINHAMENTOS:

* Apresentação e discussão da CARTA DOS CINECLUBISTAS DA REGIÃO METROPOLOTANA DE BELÉM com os gestores da administração;
* Divulgação CARTA DOS CINECLUBISTAS DA REGIÃO METROPOLOTANA DE BELÉM por todos os meios possíveis;
* Convocação do movimento cineclubista paraense para a instauração da Comissão Organizadora da JORNADA PARAENSE DE CINECLUBES, com designação de autonomia para desenvolver uma proposta estrutural de realização da mesma, conforme pauta já discutida e definida coletivamente por este movimento, e pactuada por todos os setores para o dia 11 de setembro de 2009, às 15 horas, na Casa da Linguagem.

Independentemente destas propostas que formulamos para que as mesmas sejam levadas ao debate da sociedade e apresentadas aos gestores das instituições públicas culturais bem como a empresas que têm responsabilidade e compromisso com a formação da comunidade, a CARTA DOS CINECLUBISTAS DA REGIÃO METROPOLOTANA DE BELÉM está aberta para novas adesões e construção de novas propostas.

Belém, 19 de Agosto de 2009

Assinam a CARTA DOS CINECLUBISTAS PARAENSES:

Cineclubes:
1. CINECLUBE ALIANÇA FRANCESA
2. CINECLUBE AMAZONAS DOURO
3. CINECLUBE ARGONAUTAS
4. CINECLUBE CENTRO CULTURAL BRASIL ESTADOS UNIDOS (CINE CCBEU)
5. CINECLUBE CINEMA NA UTOPIA
6. CINECLUBE CORREDOR POLONÊS
7. CINECLUBE NANGETU
8. CINECLUBE REDE APARELHO
9. CINE MOCULMA

Projetos:
10. PONTO DE CULTURA ANANIN
11. PONTÃO DE CULTURA REDE AMAZÔNICA DE PROTAGONISMO JUVENIL
12. PROJETO AZUELAR
13. PROJETO CINEMA DE RUA
14. PROJETO IDADE MÍDIA
15. PROJETO MAZAGÃO
16. PROJETO RESISTÊNCIA MARAJOARA
17. REVISTA PARÁ ZERO ZERO
18. CARAVANA DIGITAL: JUVENTUDE CONECTADA PELA CIDADANIA

Organizações:
19. ARGONAUTAS AMBIENTALISTAS DA AMAZÔNIA
20. ASSOCIAÇÃO PARAENSE DE JOVENS CRÍTICOS DE CINEMA (APJCC)
21. CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM EDUCAÇÃO POPULAR (CEPEPO)
22. COLETIVO MARGINÁLIA
23. FÓRUM DOS POVOS E DAS COMUNIDADES TRADICIONAIS
24. INSTITUTO NANGETU DE TRADIÇÃO AFRO-RELIGIOSA E DESENOLVIMENTO SOCIAL
25. MOVIMENTO CULTURAL DA MARAMBAIA - MOCULMA

compartilhe

comentários feed

+ comentar
smartins3
 

Bacana o trabalho. Vou repassá-lo.

smartins3 · Niterói, RJ 19/8/2009 23:45
sua opinião: subir
nilbertoborges
 

O Cineclube Ludovicense estará ativado muito em breve!
São Luís/MA
Abraço!

nilbertoborges · Santarém, PA 20/8/2009 07:56
sua opinião: subir
azuirfilho
 

etetuba · Belém (PA)
CARTA DOS CINECLUBISTAS DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM
Mestre Poeta um Trabalho valoroso de uma Turma Admirável.
DIÁLOGOS CINECLUBISTAS
Troca de vivência e de todo mundo evoluir e aprimorar as obras e obter melhores resultados e fazer o mundo ser melhor e a vida valer a pena.
Parabéns pelo admirável Trabalho.
Abração Amigo.

azuirfilho · Campinas, SP 20/8/2009 21:07
sua opinião: subir
Crodia
 

Artur
Conte comigo para toda divulgação que venha a sacudir essa terra de Nazica!

Crodia · Belém, PA 21/8/2009 07:42
sua opinião: subir
wiene
 

realmente, só assim pra praticarmos nossa vocação e nosso amor pela sétima arte - NOS UNINDO!
Parabéns pela iniciativa

wiene · Cuiabá, MT 24/8/2009 13:58
sua opinião: subir
Mirtes Carvalho
 

Etetuba, adoro fazer cinema, viver no meio, dialogar propostas e criatividade.
A UNIÃO FAZ A FORÇA.
Parabéns. Voces conseguirão tudo o que pleiteiam.
Sucesso e Bjs, Mirtes Carvalho

Mirtes Carvalho · Rio de Janeiro, RJ 24/8/2009 19:59
sua opinião: subir
Karol Sotelo
 

Ótima iniciativa para democratizar a produção e o consumo de artes no Brasil. Já passou da hora de deslocar o monopólio cultural do eixo Rio-SP.

Karol Sotelo · Brasília, DF 4/1/2011 18:43
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Relatos de experiências e rodas de diálogos zoom
Relatos de experiências e rodas de diálogos
Relatos de experiências e rodas de diálogos zoom
Relatos de experiências e rodas de diálogos
Relatos de experiências e rodas de diálogos zoom
Relatos de experiências e rodas de diálogos
Relatos de experiências e rodas de diálogos zoom
Relatos de experiências e rodas de diálogos
Visita ao Cineclube Nangetu zoom
Visita ao Cineclube Nangetu

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados