Criançada ganha uma obra sem título

1
Paulo Gois Bastos · Vitória, ES
16/1/2009 · 98 · 5
 

Um livro sem nome? Sim. Essa é a proposta da psicóloga e educadora Maria Rita Sales com o seu primeiro trabalho voltado para o público infantil. A obra Um livro que precisa de um nome é uma produção independente e tem como personagem principal o próprio livro. A narrativa conta história da criação da própria publicação. O universo metalingüístico demanda a participação atenta e ativa dos pequenos leitores, pois eles, ao final, são convidados a colaborarem com a finalização da obra. O lançamento do livro será no dia 15 de janeiro, às 19h, na Livraria Logos do Shopping Norte Sul, em Vitória-ES.

Segundo a autora, a motivação para a feitura do livro veio de uma criança próxima: a sua própria filha. “Quando tinha oito anos de idade, ela me questionou por que eu não escrevia um livro infantil. Hoje ela já tem 13, mas fiquei inquieta com aquele pedido e por isso enfrentei o desafio de criar algo que buscasse despertar o interesse pela leitura entre as crianças”, explica Maria Rita.

Na história, é possível acompanhar como se dá a produção de um livro. O personagem-livro narra o seu processo de criação, do afeto pelo seu autor, da expectativa de logo estar nas mãos dos pequenos leitores. Da aventura que é ser um bloco de anotações, depois um punhado de folhas impressas, um arquivo no computador e por fim o livro – com capa, ilustração e brochura.

O personagem-livro convida os leitores à pensarem o próprio ato da leitura ao narrar a sua aventura. Dessa forma, a criança reflete sobre a sua própria ação ao embarcar na narrativa. A obra fala sobre a importância da leitura e acaba sendo um estímulo para os pequeninos começarem a criar o hábito de ler. Em um país onde cada habitante lê em média 4,7 livros por ano, segundo última pesquisa encomendada pelo Instituto Pró-Livro, essa é uma iniciativa valiosa.

De fundo, o livro traz temas como identidade, constituição de subjetividade, a importância das relações afetivas, a descoberta do novo, o auto-conhecimento, a corporalidade, a solidariedade e a vida em grupo. Como forma de melhor aproveitar a publicação, no final da obra há sugestões para que os educadores possam trabalhar cada um desses assuntos.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Bia Marques
 

quero ver isso de perto, tudo que incentive e oriente à literatura interessa e muito. sucesso na empreita!

Bia Marques · Campo Grande, MS 14/1/2009 17:05
sua opinião: subir
N.Lym
 

Owww que bacana!! Mt criativo! Adorei!
Votado!!=]

N.Lym · Fortaleza, CE 15/1/2009 00:31
sua opinião: subir
Dayvson Fabiano
 

Que legal, amiga. Parabéns pela idéia. Votadíssimo!!!

Dayvson Fabiano "Imorrível" · Recife, PE 16/1/2009 13:31
sua opinião: subir
Jorge Daher
 

Votado!!

Jorge Daher · Ribeirão Preto, SP 16/1/2009 14:30
sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

Publicado. Ótima iniciativa! Leitura se aprende em casa, no convívio com o livro. Um livro dialogando com as crianças, excelente idéia.
Abraços.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 18/1/2009 14:03
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados