Cultura Popular na terra de Artur Bispo do Rosário

Ronaldo Sales
"TEM CHEIRO DE CULTURA NO AR" Slogan do Festival de Arte - Palco
1
Zezito de Oliveira · Aracaju, SE
2/5/2008 · 141 · 16
 

Em meados da década de 90, quando o então Ministro da Cultura Francisco Weffort esteve ministrando uma palestra na Universidade Federal de Sergipe (UFS), ele contou sobre as “surpresas maravilhosas” com as quais ele se deparava quando via e sentia a força da criatividade e, na maioria das vezes, também as formas de resistência cultural de nosso povo.

Segundo Weffort, era o melhor que o cargo de Ministro lhe proporcionava. E foi o que constatei quando estive no dia 20 de abril no povoado São José, em Japaratuba, para assistir às apresentações do IV Caatingarte — festival de artes daquela comunidade —, representando o Complexo Cultural “O Gonzagão” e a Ong Ação Cultural.

O convite foi formulado por Luciano Acciole, coordenador geral do evento, professor e atualmente vereador da cidade. Luciano é o tipo de ativista cultural honrado em qualquer lugar aonde ele for, e seu compromisso com a cultura popular chegou até nós a partir dos frutos que ele deixara em um dos Colégios onde trabalhou, no conjunto Jardim, região onde lecionei durante alguns anos, e que ajudaram a fortalecer as iniciativas culturais que apoiamos naquela localidade e bairros adjacentes nos anos de 2000 a 2006.

Falando ao jornal Tribuna da Praia, edição on-line, Luciano Acciole explicou os objetivos do festival da seguinte maneira: “estamos com este evento homenageando as mais bem sucedidas experiências no campo da cultura popular, razão de serem premiadas com o Prêmio de Culturas Populares, do Ministério da Cultura”, disse.

Segundo ele, com o Caatingarte, experiência contemplada com o Prêmio através do Movimento Reação, “oportunizamos aqui uma confraternização dos grupos premiados, quatro de Japaratuba (São João na Roça, Caatingarte, Reisado de Nego e Acompanhamento São Benedito) e dois de Pirambu (Reisado de Sabal) e Ilariô) com os demais grupos folclóricos da região”, acrescentou.

“Em Sergipe foram desesseis projetos contemplados, sendo quadro te Japaratuba e dois de Pirambu. Dos quatro de Japaratuba, dois são daqui do povoado São José, por isso este reunião da cultura popular nesta comunidade símbolo da resistência cultural”, completou.

Da nossa parte ao ser convidado para dirigir algumas palavras aos que se faziam presentes, afirmei, em primeiro lugar, que a festa estava linda demais, independente se estavam em baixo ou em cima do palco, pelo que pude conferir naquele momento.

Estavam belos os mestres e brincantes de todas as idades, com suas vestimentas multicoloridas e novas, como afirmou com satisfação a brincante Marilene: os instrumentos novos ou remodelados, as melodias (algumas do nosso conhecimento e outras, não) e o mais importante: a auto-estima lá em cima, como pude constatar através dos sorrisos estampado nos rostos.

Algumas líderes da festança, como Marilene e Vilma, do grupo São João na Roça, estiveram participando de Seminários e Encontro de Culturas Populares em Brasilia, em 2005 e 2006, e não se deixaram contaminar pelo clima de pessimismo de alguns técnicos e gestores culturais que nos acompanhavam e que eram ligados ao governo anterior. Muitos deles ainda ocupando posições de destaque, e diziam que aquilo não iria dar em nada, era tempo perdido, promessas vãs etc...

E foi isso que lembrei a Marilene. Quando cheguei ao local do acontecimento, disse: “Pois é Marilene, é tão bom ver o resultado da colheita que plantamos em Brasilia, através de debates, conversas, brincadeiras e apresentações. Veja só, como é possível plantar e colher ao mesmo tempo, como ter resultados satisfatórios imediatos, como queriam alguns, se nunca antes um governo como o do Presidente Lula dedicou tanto respeito, atenção e cuidado para com as culturas populares e com resultados que logo não tardaria aparecer.

E foi um dos temas que lembrei quando disse que quando os queridos Gilberto Gil e Sérgio Mamberti assistirem ao vídeo do evento eles constatarão que realmente valeu a pena escutar e investir para apoiar aqueles que acreditam e lutam para fazer deste país, um Brasil justo, belo e plural.

Percebemos também da parte do Prefeito Padre Geraldo (PT) o mesmo carinho e atenção que o governo federal manifesta pelos mestres e brincantes, e isso é materializado de diversas maneiras: participando das festas populares, trazendo os restos mortais de Artur Bispo do Rosário para a cidade de Japaratuba, local de seu nascimento, apoiando com recursos materiais e financeiros o próprio festival e a manutenção e subsistência dos grupos, destinando para esse fim, recursos públicos, todos os anos.

E é isso e mais que esperamos do próximo prefeito eleito, inclusive o mais forte candidato ao próximo pleito, Hélio Sobral, e que conta com o apoio de Padre Geraldo e Luciano Acciole, esteve presente e demonstrou que também percebe a necessidade de dar continuidade e de ampliar as iniciativas que visam fortalecer a identidade cultural do nosso povo, no intuito de atingir uma população com a mente massificada pela cultura do consumo imediato, como afirma a carta cultural da periferia elaborada no ano de 2005 em Aracaju e que contou com representação de seis municípios sergipanos.

E para concluir, gostei muito da proposta de incluir trabalhos com oficinas e rodas de conversa, pois, como tenho escrito há alguns anos, é necessário possibilitar o acesso aos meios de produção cultural, ou aprimorar os conhecimentos daqueles que detém o controle desses meios, como artistas, produtores e educadores populares, e não simplesmente investir altas somas de dinheiro tão somente para que os sergipanos continuem como meros consumidores, assistentes, expectadores etc.. daquilo que é produzido artisticamente em Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo e Belém.

Outro fato importante é a postura de atenção e respeito demonstrada pelos moradores que assistiam a todas as apresentações (em especial as da cultura tradicional). Percebi também que a mesma estrutura de som e palco para os grande shows também estiveram a serviço dos artistas populares. E, para concluir, a questão da diversidade cultural foi garantida com a apresentação da banda de reggae Reação, da Pagodant (pagode) e Legionários ( pop-rock).

Por tudo isso, ganhei o dia, a despeito de alguns contratempos para chegar ao local, e tenho certeza que foi um dos melhores momentos que vivenciei em 2008.

Agradeço a todos e todas que tornaram possível a realização do IV Caatingarte, inclusive aqueles que, por motivo de espaço, não tiveram os nomes citados acima. Por fim, agradeço especialmente ao jornalista e fotográfo Ronaldo Sales,
autor das imagens que embelezam esse post, pela atenção a mim dispensada.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Pedro Monteiro
 

Zezito, fiquei emocionado com o que li, e também já vi uma peça, sobre a vida do Artur Bispo do Rosário.
Viva a cultura Popular.
Abraços

Pedro Monteiro · São Paulo, SP 2/5/2008 19:15
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Artur Bispo...Este texto é importante e muito bem feito Zezito
Parabens mais uma fez pelo tema.
ab

Cintia Thome · São Paulo, SP 2/5/2008 19:17
sua opinião: subir
Marcos Paulo Carlito
 

Zezito, como sempre, suas colaborações são verdadeiras jóias da expressão artística, floclórica e popular do povo brasileiro.

Parabéns e grande abraço!!!

Marcos Paulo Carlito · , MS 2/5/2008 19:29
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Zezito de Oliveira · Aracaju (SE)
Cultura Popular na terra de Artur Bispo do Rosário

Maior Satisfação sou do Rio de janeiro e morei muitos anos em Jacarépagué e conheço a Colonia Juliano Moreira e amamos Artur Bispo do Rosário e sua Capa que respeitamos como réolica da Capa de Sáo Jorge ou do Manto Sagrado.
Uma Questáo de Carinho e Amor.
Gostei muito deste extraordinário Trabalho.
Tem muito merecimento.
É uma Grande contribuição para nós todos e o Overmundo.
Grande Abraço Amigo.

azuirfilho · Campinas, SP 2/5/2008 19:42
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Azuir,
Fiquei feliz em saber sobre o seu contato com a história da vida de Artur Bispo do Rosário, pelo fato de ter morado próximo a colònia Juliano Moreira.
Que tal presentear-nos com um poema sobre Artur Bispo do Rosário?

Abraço,

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 2/5/2008 19:50
sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Mais uma bela matéria, Zezito.
O ex-Ministro tinha toda razão. É maravilhoso sentir a força da criatividade e presenciar as inumeras formas de resistência cultural do nosso povo, que é bravo e resiste.
Grande abraço.

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 2/5/2008 21:12
sua opinião: subir
Renata Silva
 

QUE BOM ZEZITO PODER SABER QUE A " NAO PRESENCA" NO ESPETACULO FILHOS DE ARA NO TEATRO TOBIAS BARRETO, NA SEMANA DA DANCA. FOI SUBSTITUIDA POR ESSE BELISSIMO EVENTO.
JA TINHA A IDEIA QUE REALMENTE EST EVENTO DO CAATINGART SERIA UMA GRANDE MANIFESTACAO DA CULTURA POPULAR. DESSA FORMA PARABENS, A VC ZEZITO POR EXPANDIR A SUA VIVENCIA E AOS REALIZADORES DESTE RENOMADO EVENTO CULTURAL, VOTADO.

Renata Silva · Aracaju, SE 2/5/2008 22:53
sua opinião: subir
Rubenio Marcelo
 

Valeu, Zezito.
Obrigado pelo convite. Estou aqui. E gostei deveras do texto. Votei também.
abrs,

Rubenio Marcelo · Campo Grande, MS 2/5/2008 23:40
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Os depoimentos abaixo chegaram após a edição final do post acima e não pode ser publicado no corpo principal da matéria, porém vale a pena ouvir a voz de quem sonhou e realizou.Nunca é demais repetir: "Deus quer, o homem sonha, a obra nasce." Fernando Pessoa

"Foi uma experiência ímpar! Poder dar essa oportunidade para que o povo pudesse vivenciar esse reencontro com o que é seu...Foi algo muito prazeroso. Valeu a pena!

Allan Nobre , funcionário público, coordenador do MOVIMENTO REAÇÃO

"Ter aqui todos esses mestres , esses brincantes, esses artistas compensam todas as noites que perdemos em reuniões ...que venham o V CAATINGART "

Flávia Lima, 26 anos, agente de saúde, graduada em história, moradora da comunidade, brincante do Reisado e do São José, do São João na Roça, membro do Grupo Teatral Canudos em Movimento, Cantora, e coordenadora das oficinas do evento.

"Foi um momento mágico! Aliás tivemos vários momentos mágicos. O cortejo pelas ruas da comunidade com a saudação ao Mestre Zé de Jove, em sua casa. Foi como um "soco"...Já se percebia que tinha algo mágico acontecendo.Depois veio o Sergio Silveira (diretor de arte do filme "O Senhor dos Labirintos") que transformou uma roda de bate-papo em depoimento apaixonado sobre o Bispo do Rosário. Encantou e arrepiou! Então, à tarde, veio o momento mais tocante que foi aquelas vozes do Ilariou e do Reisado. Bateu uma dor no coração. Aí veio a explosão do choro de Marilene ( brincante do São João na Roça). Foi espetacular!"
Luciano Acciole, professor, idealizador do evento

"Agora eu entendo essa força que move Luciano, Marilene, Dona Vilma e a galera quando se refere a cultura popular! Foi muito gratificante!"
Marcos Rocha, estudante, vocalista do Legionários

"Uma festa para todos ! Crianças, jovens e adultos! Mexeu com a comunidade!
Estamos realizados! Foi muito bom! Tá bem aplicado o dinheiro que ganhamos!"
Marilene Moura, brincante

"Um trenzinho da cultura popular foi um espetáculo a parte! Vcs precisavam ver como mexeu com a criançada! Os palhaços do trem tinha uma mística com as crianças, tinha um cumplicidade..Por onde a gente passava..diexava uma inquitação, uma curiosidade...me realizei"Anderson Antonio, estdante, ator e animador do trem

"Um festa para ficar nas lembranças... Eu me orgulho de fazer parte desta resistência. Mesmo com tanto sacrifício e com tanta luta. Ave Maria! Não deixo de brincar , nunca!"Dona Vilma, brincante

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 3/5/2008 15:52
sua opinião: subir
Lili_Beth*
 

Querido Zezito:

Parabéns pelo trabalho primoroso!
Ganho o dia quando fortaleço minha crença de que esse é um povo que faz a nossa brasilidade crescer culturalmente.

Beijos_Meus*
*

Beijos_Meus*
*

Lili_Beth* · Rio de Janeiro, RJ 3/5/2008 18:26
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Recebi através do e-mail e compártilho com todos (as) vocês.
Olá, colega, que maravilha esta iniciativa,
fico feliz que Sergipe tenha sido bem contemplada com o Prêmio Culturas Populares, e principalmente PARABÉNS pelo Caatingarte, como VC disse em seu texto que li e remeti a vários amigos é muito importante para a difusão de nossa pluralidade cultural, afinal somos um povo só, numa riqueza ímpar de misturas de raças/culturas, estamos começando a ser nós mesmos, e sem dúvida alguma os organismos públicos têm comçeado a enxergar esta nossa realidade; então:
uma pequena comunidade onde trabalho com música/musicalização ha 3 anos, Centro Comunitário Tb foi contemplada, com resgate da cultura do mundo infantil, com brincadeiras de rua, de mãos, que as crianças e adolescentes resgatam e repassam p a comunidade, e mesmo na rua, na escola, para os professores, vamos iniciar em maio uma série de apresentações públicas; e como VC disse quando os nossos ministros assistirem ao vídeo verão com diversamente cultural é o nosso páis de norte a sul; parabéns a todos e vamos lutar para que o MinC venha divulgar os 260 premiados, afinal, são fotos, vídeos, Cds, e muito material q estamos enviando, não podemos apenas não é mesmo ficarmos por ai, seria muito interessante todos nos conhecermos e quiçá num futuro unirmos idéias, valores, e divulgarmos as diversas culturas brasileiras.

Sucessos, gostei bastante do texto do Overmundo,


abraços, Lilia Rosa

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 3/5/2008 21:08
sua opinião: subir
Lena Girard
 

Parabéns, menino! Claro que está votado.

Lena Girard · Belém, PA 4/5/2008 21:36
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Realmente não podemos deixar perder essas expressões culturais de nosso povo. Esses projetos incentiva a transferência das mais diferentes formas de culturas aos jovens que, com certeza, irão manter a tradição. por isso, é importante o apoio governamental. Mas é pena que esses festivais fiquem ainda muito restritos à região nordestina, sem a devida divulgação para o resto do Brasil. Seria, também, uma fonte de turismo, bem maior do que é hoje.
Excelente Zezinho. Cheguei tarde para votar, mas deixarei, de qualquer forma, o meu voto.
Abraços

Saavedra Valentim · Vitória, ES 5/5/2008 02:22
sua opinião: subir
Alê Barreto
 

Zezito, vc já é a minha referência sobre a cultura popular na sua região, parabéns, ótima matéria!

Alê Barreto · Rio de Janeiro, RJ 5/5/2008 11:07
sua opinião: subir
W@nder
 

É o Brasil transbordante em cultura popular... Parabéns por divulgar.
Abraços.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 5/5/2008 13:51
sua opinião: subir
João Bosquo
 

Já tinha votado e só agora posso falar um pouquinho: gosto dessa coisa de não-esquecer, de citar os nomes daqueles que já passaram, mas por alguma coisa ou outra, muitos fazem de conta que nem existiram. Parabéns. Parabéns também pelo texto rico em informações. abrçs.

João Bosquo · Cuiabá, MT 6/5/2008 07:46
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Luciano Acciole (centro) zoom
Luciano Acciole (centro)
Marilene (centro) zoom
Marilene (centro)
Vilma (em destaque) zoom
Vilma (em destaque)
adolescentes brincantes zoom
adolescentes brincantes
oficina de teatro zoom
oficina de teatro
oficina de máscara zoom
oficina de máscara

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados