Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

DANÇA DO VENTRE

1
Lílian Maial · Rio de Janeiro, RJ
4/9/2008 · 102 · 6
 

DANÇA DO VENTRE
Lílian Maial



Hoje assisti a uma apresentação de “Dança do Ventre de Senhoras Aposentadas”, numa comemoração de uma instituição de Previdência, que me comoveu.

Não eram senhoras cinqüentonas afogueadas ou exibidas, mas todas mulheres acima dos setenta anos, sem tentar camuflar as marcas do tempo, assumindo a terceira (já para quarta) idade, mas com uma alegria, um empenho, uma união e seriedade que dificilmente se encontra nos mais jovens.

Elas estavam a caráter, porém com trajes discretos, e cobertas por véus e kaftans, bem maquiadas, penteadas, descalças e esplendorosas. Os passos bem ensaiados, juntas, ali, como um grupo de amigas atemporais, deram seu recado, mostrando que não há limite de idade para se ser feliz ou simplesmente alegre.

Não percebi nessas mulheres o desespero de enganar o tempo, muito menos o ridículo de quererem aparentar o que não são. Não! Nada disso! Estavam ali se divertindo, brincando, exercitando a feminilidade, que não se perde com a flacidez ou a mudança física. Eram almas femininas e extremamente sensuais na inocência, na alegria, na integração de mente, corpo e espírito.

Como era uma apresentação em local público, naturalmente várias pessoas riram delas, debocharam de seus ventres flácidos e sem atrativos eróticos, ventres esses que já deram muito prazer, já acomodaram e protegeram muitos dos homens que poderiam estar ali. Mesmo esses, que inicialmente hostilizaram as doces e lindas damas, ao final as aplaudiram veementemente, porque perceberam a mensagem que estava embutida em cada passo tímido, em cada trejeito com as mãos enrugadas, em cada sorriso livre de máscara, numa entrega ao simples festejo de poder caminhar, dançar e encantar.

Aquelas senhoras lavaram minha alma, por vezes conturbada com a ameaça do tempo que passa, com os problemas que chegam e vão, com a lei do inquilinato da vida, que vem cobrar o aluguel e avisar do futuro despejo.

Elas simplesmente dançavam ao sabor das batidas marcadas da música árabe, como suaves borboletas bailando no ar, com seus pezinhos pequeninos, suas mãos de veludo e seus olhos de esperança, sua homenagem à vida.

Que suas vidas sejam sempre uma linda dança do ventre!

Salem Aleikum! (Que Deus as abençoe!)


OBS: Mais que simples movimentos de quadril, a dança do ventre é uma manifestação que permite à mulher redescobrir as suas forças femininas que o dia-a-dia e a repressão trataram de esconder.
É uma dança milenar que seguramente já existia na época dos faraós, onde as mulheres dançavam para louvar divindades femininas.
Com origem sagrada, esta é uma dança de celebração, em que comemoramos nossas alegrias. Ela é, acima de tudo, uma linguagem que usamos para interpretar as belas canções árabes que falam de amor, alegria e paixão. Através desta dança podemos expor sentimentos que encantam; aprendemos com o corpo e com o olhar a falar coisas que nem o mais habilidoso poeta consegue transmitir.

*********

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Lílian Maial
 

Obrigada, Sérgio!
Abração,
Lílian

Lílian Maial · Rio de Janeiro, RJ 1/9/2008 18:22
sua opinião: subir
Angélica T. Almstadter
 

Bravos Lili! Até pq sabemos que essa coisa de ser bela e lisinha para a dança do ventre não é o que a dança pede. Ela é infinitamente maior enquanto arte e manifestação, e que há bailarinas famosas e prestigiadas mesmo sendo mais velhas, gordinhas e com o ventre protuberante. A dança do ventre não é uma arte erótica, é uma arte que tem em cada tipo de dança uma significado e por ser milenar não pode ser tratada como se fosse exclusividade das beldades.
A dança do ventre tanto quanto as danças folclóricas são riquezas culturais que devem ser respeitadas como tais.
Beijoooooooooo

Angélica T. Almstadter · Campinas, SP 1/9/2008 20:44
sua opinião: subir
Lílian Maial
 

É isso aí, querida!
A situação aconteceu de verdade, e foi muito emocionante.
Obrigada e beijocas,
Lílian

Lílian Maial · Rio de Janeiro, RJ 2/9/2008 19:52
sua opinião: subir
alcanu
 

Imagina achar que a dança do ventre é erótica, quem foi que disse isso ?
A dança do ventre é uma coisa quase sagrada !
E todo homem é mentiroso !
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 3/9/2008 02:55
sua opinião: subir
Lílian Maial
 

Hahahaha
Vc é figura, Alcanu!
Beijo sagrado,
Lílian

Lílian Maial · Rio de Janeiro, RJ 3/9/2008 09:26
sua opinião: subir
Harah
 

Olá Lilian,
Meu nome é Harah,sou Bailarina e Professora de Dança do Ventre.Seu texto me emocionou muito,fiquei muito feliz em saber duas coisas:primeiro,que existem sim muitas profissionais
que se preocupam em preparar devidamente e elegantemente suas alunas,extraindo delas o melhor,independente da idade ou aparência física;e segundo,que existe platéia inteligente e sensível o suficiente para enxergar o belo e transcender através dele.Você faz parte dessa platéia,parabéns.
Peço,que se possivel,me autorize a compartilhar(com os devidos créditos) esse texto em meu blog:dancaharah.blogspot.com
Beijos,felicidades
Harah

Harah · São Paulo, SP 13/3/2009 17:32
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados