Debate Laranjada - Anti-americanismo adianta?

1
MC Laranjada · Rio de Janeiro, RJ
11/3/2007 · 81 · 3
 

O Código Laranja realizará um debate virtual no Laranjada, seu programa de mensagem instantânea.

O assunto em questão é :

Anti-americanismo adianta?

O presidente George W. Bush faz uma visita à America Latina e chega ao Brasil, mais precisamente em São Paulo, na noite dessa quinta-feira. Por onde passa Bush recebe uma onda de manifestações contra a sua política externa. Os EUA com o título de superpotência hegemônica utiliza tanto de seu poder econômico, quanto bélico para administrar o cenário internacional de acordo com seus interesses.

Esse poder de controle é muitas vezes criticado pelos outros países que de sentem oprimidos e obrigados a aceitar certas condições impostas pelo governo americano. A política externa americana é claramente definida pelo lema “o que é melhor para os americanos” e isso é bem claro.

Mas será que um presidente que defende os interesses do próprio país está errado? Qual o valor do poder se você não utiliza quando necessário?

O Brasil certamente não está acostumado com governantes que defendam os interesses públicos. Na maioria dos casos a defesa acontece do interesse particular ou dá própria imagem, como pudemos observar na disputa Boliviana pelo aumento do preço do gás em que o presidente Lula saiu como “homem caridoso” e a população brasileira foi quem pagou a conta.

É compreensivo ser contra injustiças, violação dos direitos humanos, etc, mas será que ser anti-americano tem alguma serventia?

Hugo Chavez é a figura que encarna hoje na América Latina a posição anti-americana, anti-globalização, etc, mas isso não passa de teatro, uma vez que o dinheiro que financia as suas extravagâncias vem do petróleo venezuelano é vendido para os EUA. Isso faz com que o discurso anti-americano do presidente venezuelano seja vazio na prática, e funcione apenas para atrair os votos de eleitores que adotam essa filosofia anti-império. Os demais governos sulamericanos seguem essa mesma linha.

Durante o Império Romano, Roma era odiada pelo territórios ocupados, mas com a invasão vinham também uma série de melhorias de vida como inovações tecnológicas, estradas, saneamento, etc. Essas criavam uma enorme contradição entre nos cidadãos invadidos: ser contra a ocupação e desfrutar das melhorias trazidas por ela. Hoje em dia não é diferente com o império EUA. Odiamos quando eles utilizam da sua força econômica e bélica mas gostamos das suas inovações tecnológicas com internet, microondas, etc.

Se houve abusos nas prisões no Iraque, só soubemos delas por causa da imprensa livre. Se existem prisioneiro que não foram julgados violando os direito humanos, os americanos interviram na Iugoslávia para acabar com a limpeza ética praticada por Slobodan Milosevic. Isso demonstra que não há mal absoluto e muito menos um bem.

Mas o que é que se ganha sendo genuinamente contra os Estados Unidos? O que se ganha adotando essa política? O que traz mais benefícios a população, trabalhar contra os EUA ou a favor? A não adesão americana ao tratado que Kioto para tornar os americanos ainda mesmo populares? Até que ponto a política externa adotada pelo EUA beneficiam o comércio mundial e a manutenção de países democráticos?

Essas outras questões serão debatidas no Laranjada nessa sexta-feira, dia 09/03/2007, às 15:00 e ficará aberto durante todo o final de semana. Os colaboradores do Código Laranja participarão e todos os membros do Laranjada estão convidados.

Para participar deste debate basta estar cadastrado no Laranjada (http://www.codigolaranja.com.br/), entrar no blog messenger e você receberá automaticamente um convite para o debate. Para retornar a sala, basta clicar em ‘selecionar‘ e pesquisar a sala ‘Anti-americanismo adianta?‘.

Contamos com a sua participação!

Matérias relacionadas:
São Paulo pára para recepcionar George W. Bush
http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2007/03/07/294840722.asp



Maiores informações em www.codigolaranja.com.br

compartilhe

comentários feed

+ comentar
toinho.castro
 

esse debate poderia acontecer aqui mesmo, no overmundo, não? a idéia desse post poderia ser essa, e não simplesmente uma divulgação do debate no laranjada, que poderia seguir paralelamente, até com conexões via links. não acha?!

a idéia do overblog passa por aí, ser também um centro de discussões, de debates. a divulgação do debate poderia estar no guia ou até na agenda... uma vez que trata-se de um evento, ainda que virtual

o texto, como convite para um debate, poderia ser mais neutro. achei um tanto tendencioso. mas isso é só uma opinião... pode ser que sua idéia seja justamente essa, de ter um posicionamento sobre o assunto.

toinho.castro · Rio de Janeiro, RJ 8/3/2007 13:19
sua opinião: subir
MC Laranjada
 

Na verdade esse é um tema bem atual que pode ser discutido em qualquer lugar. Estamos na verdade tentando fazer as pessoas refletirem um pouco sobre esse tema. O texto é um pouco tendencioso sim, mas isso porque os motivos pela pouca popularidade da política externa americana serem bem óbvios e o anti-americanismo ser notado em qualquer esquina.

O motivo do debate ser no Laranjada é que lá é um local marcado com hora que podemos usar para discutir em tempo real, o que dá mais dinamismo nas discussões.

Se alguém tiver interesse participar, ou de ter o texto com o debate em si, é só me mandar um e-mail (guilherme.andrade@embria.com.br) que eu envio o texto na integra.

MC Laranjada · Rio de Janeiro, RJ 8/3/2007 14:50
sua opinião: subir
Roberto Maxwell
 

O proximo debate poderia ser sobre o Brasil e sua alta capacidade de culpar os outros pelos seus erros compulsivos e sua falta de politica interna. Seria excelente, embora nao fosse levar a lugar nenhum, afinal, de debatedores o Brasil esta cheio, assim como de corruptos.

Roberto Maxwell · Japão , WW 12/3/2007 07:45
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados