Em Sergipe, primavera inicia com Jornada Ecológica

Zezito de Oliveira
Participantes reunidos no abertura da jornada - sexta-feira - 23/09/2011
1
Zezito de Oliveira · Aracaju, SE
3/10/2011 · 3 · 8
 

Unindo ciência, compromisso social e político, afeto, arte e espiritualidade.

OS BONS TEMPOS ESTÃO DE VOLTA.

Neste 25 de setembro de 2011, ao ultrapassar o portão que dá acesso às salas e auditórios localizados nos fundos da igreja São Pio X para participar do último dia da Jornada Ecologia e Espiritualidade, lembrei-me de bons momentos vividos na década de 80 e meados dos anos 90 do século passado no Rio de Janeiro, em Pernambuco e São Paulo, quando adentrava em alguns espaços eclesiais para participar de encontros, celebrações e eventos culturais.

Naqueles anos, havia um maior número de bispos, padres, irmãs e leigos da igreja católica, como também religiosos e fiéis de igrejas evangélicas históricas, a exemplo das Luterana, Metodista, Congregacional, Presbiteriana (os ramos denominados independente e unida), Anglicana e outras mais, buscando se associar de forma ativa e constante a pessoas que participavam de processos educativos, sociais, políticos e artísticos voltados para a construção de um mundo melhor, independente de crença religiosa ou ideologia.

Por esta razão, a sociedade brasileira avançou em muitas conquistas sociais, políticas, éticas e culturais.

SEXTA-FEIRA

Foi lembrando isso que Roberto Malvezzi, mais conhecido como Gogó, iniciou a sua palestra dialogada na jornada ecológica em 23 de setembro, com público de mais de 40 pessoas, em uma noite de clima agradável.

“Nos últimos anos, vocês tiveram contato com notícias frequentes referentes ao alto número de bebês ou crianças mortas no sertão, saques de gente faminta, êxodo em massa de nordestinos rumo ao chamado sul maravilha, frentes de emergência, carros pipa e etc?” Com essa pergunta Gogó iniciou sua participação na jornada.

Como a resposta foi negativa, Gogó, sem negar os méritos das politicas sociais de alguns governos, discorreu durante parte da noite exatamente sobre as maneiras de superação das constantes situações de dor, sofrimento, morte e desalento encontradas pela população sertaneja, organizada em associações e movimentos sociais apoiados por igrejas, organizações não governamentais e universidades.

Dentre as diversas soluções encontradas, Gogó destacou o programa de construção de milhares de cisternas no semiárido, uma iniciativa que pode ser conhecida com mais detalhes clicando aqui.

SÁBADO

Durante o dia de sábado, a fala do Gogó poderia ser rotulada de “assustadora”, principalmente por estar baseada em fatos comprovados pela ciência, alguns dos quais relativamente divulgados por meio da internet, revistas e programas de televisão especializados.

Foram informações sobre a destruição que nós, seres humanos, estamos causando à fauna, à flora e ao planeta como um todo.

Uma informação fornecida por Gogó é que a ciência e a religião já estão concordando em diversas explicações sobre a vida, o planeta e o cosmos.

Uma delas diz respeito ao fim do planeta terra e do universo, que têm prazo de validade, conforme já afirmavam alguns livros e conhecimentos ancestrais, inclusive o bíblico.

Disse ele : “se é verdade que isto acontecerá daqui a um bilhão de anos, não nos dá o direito de abreviar o tempo de existência das outras espécies e até de nós mesmos, que poderemos sucumbir muito antes do fim do planeta, caso não mudemos radicalmente o nosso modo de produção e de consumo.”

Em seguida, foi abordada a delicada questão das obras de transposição do Rio São Francisco, modelo vinculado a uma tradição governamental de longa data, destinada a favorecer os interesses do grande capital e das oligarquias que controlam a politica nordestina desde a época da colonização portuguesa.

Durante a sua fala, Gogó retomou alguns fatos ligados ao processo da greve de fome de Frei Luís, bispo da diocese de Barreiras, que arriscou sua vida em defesa do Rio São Francisco.

Sobre o estágio atual das obras, foram mostradas fotografias que retratavam a paralisação e, inclusive, o quase abandono de alguns trechos, representando prejuízo para o erário federal.

Disse mais: “dificilmente as obras serão retomadas em curto prazo, em razão da crise econômica global e do desgaste político do governo, que enfrenta muitos questionamentos da sociedade civil sobre a construção das usinas de belo monte e madeira jirau.

NOITE CULTURAL

Finalizando o dia de sábado, realizou-se a noite cultural, com a participação musical de Krânio e de Gogó. O primeiro, músico, cantor e compositor, mostrou um repertório de clássicos nordestinos inspirados na temática ambiental, além de canções autorais, deixando a todos e a todas com gosto de quero mais.

Já Gogó, que cantou por diversas vezes durante a apresentação dialogada, realizada na noite de sexta-feira e durante todo o dia de sábado, encantou ainda mais aqueles que o assistiam, apresentando outras músicas do seu repertório e de outros compositores nordestinos.

Para se ter uma idéia do sucesso, foram vendidos todos os CDs trazidos por Gogó (4 Elementos e Belo Sertão), além dos pedidos de encomenda, realizados por quem não conseguiu adquirí-los a tempo.

Durante a noite cultural, em alguns momentos, os presentes foram convidados a dançar em roda.

Quem se encarregou de chamar e conduzir o círculo de dança foi o casal Maxivel Ferreira e Maria Margarette, especializados no assunto.

DOMINGO

No domingo, a jornada foi encerrada com um estudo bíblico a respeito de como o livro sagrado dos cristãos aborda as questões relacionadas à terra, à água e aos demais elementos da criação e como nos inspirarmos nele para a defesa do planeta e da vida, de forma contextualizada e respeitando as outras tradições espirituais e filosóficas.

Nesta oportunidade, todos puderam concluir que o diferencial proposto pela jornada ecológica estava consumado, pois Gogó mostrou ser bem preparado também na dimensão bíblico teológica, e soube contribuir na compreensão de que precisaremos unir todas as dimensões da existência no enfrentamento da crise global, ora vivida pela humanidade como nunca antes em sua história.

Quando falamos em “dimensões”, queremos nos referir à ciência, ao compromisso social, à politica, ao afeto, às religiões e espiritualidades e às artes.

Por isso, podemos dizer que neste sentido a Jornada Ecologia e Espiritualidade alcançou seu objetivo, porque, pela primeira vez em Sergipe, o tema ecologia e espiritualidade foi tratado de forma ampla, integral, holística, considerando os aspectos científicos, sociais e políticos, afetivo, espiritual e artístico, como deve ser a busca por soluções dos problemas que afligem e desafiam a humanidade atualmente.

ANEXOS

A opinião dos participantes

Que Bom!

Quero mais!
Foi muito bom tudo que foi pregado na palestra. Foi ótimo!
Uma jornada com este tema, mais voltado a missão das comunidades eclesiais de base (CEBs) e toda a igreja
Que o Pe. Soares escolheu tão bela pessoa para nos apresentar este tema.
Por esta jornada! Pois foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida neste ano. Que bom ter aprendido coisas sobre a Ecologia da qual não tinha conhecimento.
Que o conhecimento que fica me leva a repensar a maneira que devo tratar a Deus e a natureza. Que bom que há pessoas como Gogó que está sempre disposto a nos ajudar a crescer.
Foi maravilhoso participar e hoje aprender muitas coisas.
A participação do povo, a acolhida, o almoço...
Termos outro evento neste formato. Excelente o tema
tratado na jornada; a dinâmica de Gogó; as danças; as músicas
Gostei de tudo, foi ótimo, uma beleza, umas maravilhas!
O desenvolvimento do encontro, a assessoria, o local, a organização
Que nossa igreja está sempre pronta para novas idéias como essa da jornada.


Que Pena!


Que acabou e que nem todos vieram, pois todos deveriam ter esta consciência cristã sobre a natureza e a criação.
Que foi pouco tempo.
Que já está terminando.
Que não pude participar de todos os momentos
Que já vai terminar. Seria bom que fosse mais prolongado.
Que acabou.
Terminou e as pessoas perderam estas maravilhas.
Pouca participação de pessoas.
Que acabou. Precisamos de outra formação, nunca é demais.
Continuar refletindo sobre o tema.
Que são poucos dias.
Apenas dois dias e uma noite. Que idéias como essas possam acontecer outras vezes.
Que acabou! Contudo tivemos estes conhecimentos.


Que tal!


Outras jornadas, formações com temas interessantes como esse.
Vir mais vezes. Fiquei feliz em conhecer Gogó e parabenizo pelo seu trabalho tão bonito de divulgação, ou seja, de levar um pouco de seu tão rico conhecimento também por ser tão bonito!
Para os próximos eventos incentivar mais a participação das pessoas, porque é muito importante o trabalho que Gogó faz.
Muito obrigado! Jesus o abençoe!
Não pararmos por aqui. Precisamos muito destas experiências.
Acontecer uma segunda jornada ou acatar a sugestão do Pe. Soares de irmos em caravana até Pernambuco em 2012 para protestarmos contra a implantação de usinas atômicas as margens do Rio São Francisco.
Foi muito bom! Obrigado!
Continuarmos sempre.
Marcar outro encontro. Parabéns a todos vocês que organizaram este encontro.
Continuar no próximo ano, realizando a II Jornada Ecologia e Espiritualidade com divulgação também em outras dioceses.
Marcarmos logo outros temas do próximo evento ou até mesmo uma procissão.
Que seja formado a partir desta jornada, um grupo de reflexão e trabalho acerca do que nos foi apresentado durante estes dias.
Implantar projetos como a jornada ecológica em comunidades mais carentes.
A graça de Deus nos uniu nesse encontro! Aleluia!
Multiplicar esse evento ecológico em nossa Arquidiocese. É um bem!



Textos para o aprofundamento de temas da I Jornada Ecologia e Espiritualidade, aqui


A Jornada Ecologia e Espiritualidade contou com o apoio cultural das seguintes empresas e instituições.

Centro Educacional Futuro Feliz
Gráfica Farias
(79) – 3215-6767 e (79) 9946-6767
graficafarias@oi.com.br
Rádio Cultura AM670– Clube do Ouvinte
www.cultura670.com.br
Fundação Aperipê (TV – FM 104.9 e AM630)
www.aperipe.com.br
Os organizadores da jornada ecológica e Roberto Malvezzi , concederam entrevistas aos programas:
No Ritmo da História (Aperipê AM), Nação Nordestina (Aperipê FM) e Giro da Noticia (Rádio Cultura).

Quem gostou da proposta da Jornada Ecológica, irá gostar também do
CURSO DE VERÃO 25 ANOS
RELIGIÕES CONSTRUTORAS DA JUSTIÇA E DA PAZ

Apresentação

O CURSO DE VERÃO é um programa de FORMAÇÃO POPULAR no campo sócio-cultural a partir da realidade e seus desafios, à luz da Bíblia, Teologia, Pastoral e do compromisso cristão na sociedade. É um ESPAÇO ECUMÊNICO E INTER-RELIGIOSO de convivência, partilha, troca de experiências, celebração e compromisso. Acolhe participantes empenhados na busca da unidade entre cristãos e do respeito e compreensão entre homens e mulheres de toda a família humana, no esforço para se transformar as pessoas e a sociedade na linha da justiça, solidariedade e defesa do meio ambiente.
É um curso realizado em MUTIRÃO. Pessoas, famílias, comunidades, movimentos populares e instituições educativas e religiosas colocam-se gratuitamente a serviço de sua preparação ao longo do ano e de sua realização, na PUC de São Paulo. O curso é organizado para um grande número de participantes. Oferece, ao mesmo tempo, atenção muito pessoal a cada cursista que é acolhido em grupos menores, dentro da metodologia da EDUCAÇÃO POPULAR, que combina reflexão e criatividade, arte e celebração, vivência e compromisso.
Em 2012, o Curso de Verão estará celebrando 25 anos de ininterrupto serviço aos setores populares nas Igrejas e na sociedade. Volta-se para o crescente pluralismo cultural e religioso e o desafio de se converter conflitos e intolerâncias em diálogo e cooperação, em favor da justiça, da paz e da preservação da vida humana e de toda a criação ameaçada pela destruição da biodiversidade, esgotamento dos recursos naturais e aquecimento global. O Curso dará ênfase à contribuição das diferentes espiritualidades na luta por outro mundo possível.

Inscrições abertas, aqui

compartilhe

comentários feed

+ comentar
ayruman
 

Ecologia e espiritualidade. Muito bom saber que temas assim estão sendo levados para nossa sociedade ainda tão atrelada
a este peverso mundo mecânico e materialista.


Que Deus ilumine a todos! Tenha um bom domingo.

ayruman · Cuiabá, MT 2/10/2011 15:52
sua opinião: subir
gteixeira
 

Precisamos de alguém como vc, por aqui, em Salinas da Margarida, me diga, como fazer para trocarmos algumas idéias desse tipo.
Tô a disposição.
Gteixeira

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 5/10/2011 13:46
sua opinião: subir
kfarias
 

Não desanime NUNCA do que fazes, não deixe esmorecer esse ardor, esse amor pelo mundo, a Natureza e pela Humanidade.
PARABÉNS POR ESSE BELÍSSIMO EXEMPLO QUE NOS DADO POR ESSE RINCÃO BRASILEIRO CHAMADO SERGIPE.

kfarias · Águas de Lindóia, SP 5/10/2011 21:46
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

G.
Podemos conversar através do e=mail zezitodeoliveira@gmail.com

Karo,

Muito grato pelas palavras, Sabia que teu coração de poeta iria vibrar com o resultado do evento.

Ayruman,

A jornada tem tudo a ver com os temas recorrentes em suas poesias e imagens. Valeu!!

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 6/10/2011 13:37
sua opinião: subir
gteixeira
 

Vc é um cabra arretado, bela jornada, tem tudo a ver, espiritualidae ecologia, temas atuallissimo.
Parabéns
Me visite, conheça a "Inatingível"

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 10/10/2011 22:13
sua opinião: subir
PedrOMonteirO
 

Querido amigo Zezito
Venho aqui lhe visitar,
De tanto sentir saudades
Não posso mais suportar.
Por isso digo que venha,
Ou então mande uma senha
Pra eu poder lhe esperar.

PedrOMonteirO · São Paulo, SP 21/10/2011 16:30
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Pedro,

Grato pelas palavras, pelo sentimento e pelo formato do texto.

Se puder, não se esqueça de participar e divulgar o curso de verão.]

Segue um link como sugestão para você e todos (as) que tem interesse em aprofundar a questão ecológica sob o prisma que apresentei no artigo acima.

http://leonardoboff.wordpress.com/

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 30/10/2011 12:50
sua opinião: subir
Vasqs
 

Opa, estive aqui, rapidinho.
Sempre ativo, né? , parabéns + essa!!!

ab

Vasqs · São Paulo, SP 3/11/2011 13:08
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Fé, arte e cultura. zoom
Fé, arte e cultura.
Também houve exposição e venda de artesanato reciclado zoom
Também houve exposição e venda de artesanato reciclado
Algém cantando perto de nós - Krânio e as músicas de temática ambiental zoom
Algém cantando perto de nós - Krânio e as músicas de temática ambiental
A dança religando pessoas,culturas e os elementos da natiureza zoom
A dança religando pessoas,culturas e os elementos da natiureza
Gogó (en)cantando zoom
Gogó (en)cantando
O que é bom também acaba. - domingo - 25/09/2011 zoom
O que é bom também acaba. - domingo - 25/09/2011

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter