ENDEREÇO: RUA CHILE S/N

Filipe Mamede
Rua Chile e os antigos trilhos do bonde
1
FILIPE MAMEDE · Natal, RN
25/7/2007 · 255 · 19
 


A Rua Chile, no antigo bairro da Ribeira, possui, dentro da geografia natalense, nuances que às vezes passam despercebidos pelos seus freqüentadores. Pois longe de ser, apenas, o logradouro de um simples conjunto de casas e prédios antigos, ela é, antes de tudo, a concentração harmônica de muitas sensações.

Diante do seu calçamento de paralelepípedos já muitos gastos e ainda marcados com a saudosa linha do bonde, pode-se conhecer um pouco mais da história potiguar. Foi ali, por exemplo, que o Rio Grande do Norte soube, oficialmente, da proclamação da República em 1889. “Homem público, dando provas de altas qualidades políticas e muito prudente, de grande tolerância, mas firme e enérgico, ponderado e seguro”, como afirmou o grande historiador brasileiro Rocha Pombo, o então governado Pedro Velho repercutiu a boa nova de uma das sacadas do Palácio do Governo.

Em outra ocasião, o palácio serviu de guarida para o Conde D´Eau. De passagem pela cidade, o, consorte da princesa Isabel, se hospedou na antiga sede do executivo estadual. Considerada por muito tempo como a edificação mais alta e imponente da cidade, anos mais tarde, o palácio da Rua Chile passaria a ser o endereço do Wander Bar, uma boate muito freqüentada pelos oficiais americanos durante a Segunda Guerra Mundial. Atualmente, no velho palácio/boate/sede de governo, funciona uma escola de dança.

O LARGO DA RUA CHILE

Por causa da proximidade com o Porto Naval, o primeiro cais da cidade, a outrora Rua da Alfândega e do Comércio era uma das principais vias de Natal no início do século XIX. A partir de 1850, foram erguidos prédios de pedra e cal, na sua maioria armazéns, destinados ao recebimento de algodão, açúcar e peixe seco. Localizada dentro da Zona de Preservação Histórica da Cidade, mesmo assim, quem caminha pela Rua Chile percebe duas realidades. No início da rua, muitos, dos antigos prédios estão sendo vencidos pelo tempo. As fachadas, antes coloridas, deram lugar ao limo e á falta de zelo.

Felizmente, ao findar a travessia pela via, a Rua Chile se reinventa. Adiante, a pequena alameda vira cenário de acontecimentos culturais e muita efervescência. Novas cores, novos ares, novas perspectivas. O Largo da Rua Chile, como é conhecido o local, dá abrigo á casas noturnas, bares e, ainda é palco de eventos como o ENE – Encontro Natalense de Escritores e, antigo endereço de um dos maiores festivais de música independente do país, o Mada – Música, alimento da alma.

HOMENAGENS

Em meados de 2002, a Rua Chile foi rebatizada. Pelo menos parte dela. O Largo da Rua Chile passou a ser Largo Boêmio Dr. José Alexandre Odilon Garcia, em homenagem ao jornalista, desportista, escritor e, sobretudo, boêmio Zé Alexandre. Nascido em 5 de maio de 1925, Zé Alexandre escrevia nas décadas de 40, 50 e 60, crônicas boêmias sobre a velha Ribeira, bairro que abriga a Rua Chile. Nada mais justo...

compartilhe

comentários feed

+ comentar
LAILTON ARAÚJO
 


AMIGO FILIPE!

Você consegue ser um cronista urbano disfarçado de historiador...

Gosto da forma como retrata o "antigo" e ao mesmo tempo: "O Largo da Rua Chile, como é conhecido o local, dá abrigo á casas noturnas, bares e, ainda é palco de eventos como o ENE – Encontro Natalense de Escritores e, antigo endereço de um dos maiores festivais de música independente do país, o Mada – Música, alimento da alma."

Quem busca história viva: aprende! Aprendi um pouco mais sobre Natal! Por outro lado - não sabia que existia uma vida cultural tão forte! Mande mais detalhes... O intercâmbio cultural é o segredo (talvez) do "Overmundo"... Acertei?

Parabéns pelo texto! É jornalismo sério e educa o Brasil!

Abraços.

Lailton

LAILTON ARAÚJO · São Paulo, SP 24/7/2007 17:53
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Que bom que gostou Laílton. Pois é, eu também acabo aprendendo...apesar de ter nascido por aqui, morei em São Paulo quase a vida toda. Eu vejo as coisas ao meu redor e tento multiplicá-las... isso é muito bom, sem falar do resgate que se faz das coisas boas que existem por aí. Quanto á rua Chile, além de ser charmosa, é um berço cultural permanente. Quanto ao Over, já disse uma vez e repito: verdadeiro escambo cultural.

Abraço.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 25/7/2007 07:55
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
LAILTON ARAÚJO
 

FILIPE...

Estou registrando meu voto...

Abraços.

Lailton

LAILTON ARAÚJO · São Paulo, SP 25/7/2007 10:31
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Higor Assis
 

Filipe.

Muito boa a matéria e bem esclarecedora pra quem não conhece como eu. Valeu fera !!!

Higor Assis · São Paulo, SP 25/7/2007 10:45
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Nivaldo Lemos
 

Pois é Filipe,

a exemplo do bairro da Lapa, aqui no Rio de Janeiro, a Ribeira também transpira história e, pelo que vejo, passa por um processo de revitalização após um longo período de abandono. Pelo que sei – tenho uma casa aí na cidade, onde morei e anualmente visito nas férias – a Ribeira foi o segundo bairro a surgir em Natal (o primeiro foi Cidade Alta), mas é considerada berço do seu desenvolvimento, sendo inclusive o primeiro a ter iluminação pública, em 1905, dois anos antes de ganhar o Teatro Carlos Gomes, hoje o belíssimo Teatro Alberto Maranhão. Rever suas fachadas e saber de sua revitalização cultural e arquitetônica me permitem sonhar com uma bela noitada nas minhas próximas férias e, quem sabe, acompanhada por uma deliciosa carne-de-sol e um chopinho gelado no Largo da Rua Chile, coração boêmio e bairro mais charmoso da cidade.

É isso aí, Filipe, suas matérias são sempre saborosas de ler, mas esta, como você pode ver, me despertou apetites bem mais prosaicos e me deixou na boca um gostinho de quero-mais.

Parabéns e um abração.

Nivaldo Lemos · Rio de Janeiro, RJ 25/7/2007 11:36
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Que bacana Nivaldo, bom saber que você tem uma casa por aqui. Pois é, a Ribeira é um saco à parte, cheia de histórias. O bairro é quase que 100% saneado, e diversos projetos de revitalização estão acontecendo hoje em dia. O teatro é um deles, a velha rodoviária da Ribeira também. Em breve o lugar será uma casa de cultura/museu... quanto ao chopinho com carne-de-sol, me convide... Um abraço.,

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 25/7/2007 13:59
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Nivaldo Lemos
 

Tá convidado. Na Ribeira, no Bidoca ou no Lira, mas tem que ser carne-de-sol de primeira. E chope gelado. Abraços.

Nivaldo Lemos · Rio de Janeiro, RJ 25/7/2007 14:26
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
CCorrales
 

F i l i p e,
Quanta história interessante a partir das ruas desse Brasil. Gostei bastante do ângulo das fotos.
Abraços

CCorrales · São Paulo, SP 25/7/2007 15:20
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Pois é Cíntia, agradeça às aulas de 'fotojornalismo', com todas àquelas 'Regra dos terços, profundidade, plano baixo, perspectiva, profundidade e etc'... por que a minha pobre máquininha, não é das melhores, mas é valente. Que bom que gostou. Um abraço.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 25/7/2007 15:32
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Amigo Felipe, Salve!
Gostei e está votadíssimo.
Abçs.

Benny Franklin · Belém, PA 25/7/2007 18:03
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Gostei muito, pois fiquei por aí uns 10 dias em 79, maravilhada com as cores, arquitetura e o natural...Texto que envolve história, bom mesmo!
VOTADO.

Cintia Thome · São Paulo, SP 25/7/2007 18:18
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Spírito Santo
 

Mais uma vez, muito bem, Filipe!

Abs,

Spírito Santo · Rio de Janeiro, RJ 26/7/2007 08:28
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Acabei esquecendo de falar dos Muitos Carnavais, evento que vem tentando resgatar o espírito dos saudosos carnavais do bairro da Cidade Alta e Ribeira. O circuito carnavalesco é recheado com bandas de frevo e de marchinhas, e desemboca lá no Largo da Rua Chile. Muito bacana.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 26/7/2007 09:27
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Francinne Amarante
 

que legal o texto, Felipe!
as fotos também.
puxa! quando fui a Natal,
não conheci Natal...
preciso que voltar com outros olhos...

bj
francinne

Francinne Amarante · Brasília, DF 26/7/2007 17:35
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Felipe, eu ja tinha visto, votado, revisto (sõ não re-votado porque não pode), estava lhe devendo uma palavra, aliás devendo a voce não, devendo a mim, o prazer da fala.
É um caçador de preciosidade, um fazedor da beleza no momento, um abraço andre

Andre Pessego · São Paulo, SP 27/7/2007 06:23
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Natacha Maranhão
 

Bela aula de história, Filipe!
Ainda não conheço sua terra, mas está nos meus planos. E desde já a Rua Chile está no meu roteiro!
beijo

Natacha Maranhão · Teresina, PI 27/7/2007 08:28
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Elizete Vasconcelos Arantes Filha
 

Caro amigo Felipe:
Não só gostei, como também indiquei para uma amiga professora de história da rede pública que está trabalhondo com seus alunos sobre os nomes das ruas do centro de Natal. Ela adorou o texto, a pesquisa e tudo o mais. Parabéns. Votei para publicação, e é uma pena se não for publicado, pois oferece vários elementos contextuais, visuais e culturais.

Elizete Vasconcelos Arantes Filha · Natal, RN 4/8/2007 13:51
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
CCorrales
 

Elizete, não se preocupe. O texto já está publicado. Para ser publicado definitivamente é preciso ter 60 votos e o texto já obteve 227 votos merecidos. Abs

CCorrales · São Paulo, SP 4/8/2007 19:49
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
baduh
 

Filipe amigo meu.
Pudera eu ser o dono de um grande jornal ou revista. Eu te soltaria por esse imenso e maravilhos Brasil de meu Deus, com um note book embaixo do braço e diria, brincando de ser Deus:
- Vai, Filipe. Vai e conta o Brasil para os brasileiros!
Cada narrativa, cada texto teu é uma viagem. Um livro que você escrevesse, sobre uma grande viagem, seria, com toda certeza, um clássico - e um livro de cabeceira para muitos.
Parabéns, prossiga firme, o teu caminho está corretíssimo!
Abração do
Baduh

baduh · Rio de Janeiro, RJ 14/8/2007 13:49
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Antigas Fachadas zoom
Antigas Fachadas
Outras fachadas zoom
Outras fachadas
Antigo Palácio do Governo zoom
Antigo Palácio do Governo
Antida sede do Clube de Regatas zoom
Antida sede do Clube de Regatas
Novas cores zoom
Novas cores
A Rua Chile se reinventa zoom
A Rua Chile se reinventa

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados