Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Festejo de São Sebastião

Adriel Diniz
Time de Boa Vitória comemora o título do torneio
1
Adriel Diniz · Porto Velho, RO
27/1/2008 · 129 · 3
 

Dia começa cedo no beiradão. Baixando de barco, rabeta ou voadeira todo mundo vem. A Reserva Extrativista do Lago do Cuniã, no meio da Amazônia, é o palco do Festejo de São Sebastião. O lago, que dá nome à reserva é imenso, habitat de pirarucus gigantes e jacarés, muitos jacarés. A comunidade local é descendente dos índios Muras e de nordestinos vindos no primeiro ciclo da Borracha na Amazônia. Hoje, cerca de 500 pessoas vivem no entorno do lago.

Durante o dia, a festa é no campo. Pense um povo que gosta de bola. Mulheres e homens se espremem à beira do gramado pra ver a acirrada disputa entre times de comunidades ribeirinhas. A final deste ano foi disputada entre os times da Grande Família, formado por 15 primos da comunidade local e o selecionado do povoado de Boa Vitória. Jogo disputado e definido nos pênalts. Melhor para os visitantes, que levaram o título e a premiação de mil reais.

Depois disso, todo mundo vai tomar banho, se arrumar e passar perfume. Tem a missa, a procissão, seguidas do leilão e do bingo. Leilão? Isso mesmo. Bolos, galinhas e patos assados são disputados lance a lance pela gente do lugar. O dinheiro arrecadado é revertido em benefício da associação local para o festejo do próximo ano. E parece que em 2009 a festa vai ser boa, teve gente que pagou 73 reais num pato!

Aí o forró correu solto. Pela animação, nem se pensava o quanto que a maioria das pessoas viajaram pra chegar ao Cuniã. Distante cerca de 130 km de Porto Velho, capital de Rondônia, o que, para quem viaja pelo rio, equivale a dizer 8 horas de barco ou 4 de voadeira.
Deusuli, de 19 anos, é natural de Terra Caída, outra comunidade do Baixo Madeira. Ela andou duas horas no meio da floresta fechada e ainda atravessou o lago num motor rabeta pra dançar forró a noite toda. “Eu gosto, por isso não acho ruim a distância”. Incansável como ela, é o Careca, também conhecido como Gilberto Raposo. Ele é o presidente da Associação de Moradores do Lago do Cuniã. Um dos organizadores do evento, leiloeiro, cantou as pedras do bingo e ainda deu tempo de dar uns passos no salão. Careca falou da importância cultural de resgatar o festejo de São Sebastião no Lago do Cuniã. “Há trinta e um anos que não tinha o festejo”, lamentou. Ele, junto com Jorge Lopes, procuraram amigos, familiares e descentes de nativos do lago para que a festa voltasse a acontecer.

Para o professor Edson Silveira, mecenas da festa, a volta do festejo é uma conquista da tradição e do respeito pelo passado. “Minha avó nasceu nessa região, eu tenho minhas raízes aqui também”, disse.


A lenda


Cuniã em língua indígena significa "moça jovem". Segundo a lenda que, após diversos conflitos entre os índios e os brancos, os primeiros foram obrigados a fugir em canoas para não serem dizimados. Entretanto, uma jovem e bela índia foi capturada e mantida viva em função da sua beleza. Cuniã, porém, ficou muito triste. Numa noite enluarada enfeitiçou a todos e, enquanto dormiam, mergulhou nas águas do lago e nunca mais foi vista. Acredita-se que Cuniã se transformou numa cobra-grande, e está adormecida no poço mais fundo do lago (poço preto). Ela só acordará para defendê-lo. Se um dia resolver ir embora, o lago secará e exterminará todas as fontes de riqueza.


A volta pra casa


Na manhã seguinte, os barcos à beira do barranco esperam os exaustos festeiros, que retornam as suas casas de pernas cansadas e corações cheios de alegria. Com o corpo curvado pela idade, os passos lentos, mas não hesitantes, um senhor encaixa um foguete de artifício sobre o galho de uma árvore, apontando-o para cima, acende, se afasta. Quando os 12 tiros são disparados, decreta: acabou o festejo!

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Helena Aragão
 

HACKED by @KoubackTr

Helena Aragão · Rio de Janeiro, RJ 24/1/2008 15:12
sua opinião: subir
Val Barbosa
 

HACKED by @KoubackTr

Val Barbosa · Porto Velho, RO 11/2/2008 14:19
sua opinião: subir
Orisvaldo Tanniy
 

HACKED by @KoubackTr

Orisvaldo Tanniy · Teresina, PI 9/10/2009 09:54
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Imagem de São Sebastião zoom
Imagem de São Sebastião
Festa no salão de madeira até de manhã zoom
Festa no salão de madeira até de manhã
Edson e Careca falam sobre o festejo zoom
Edson e Careca falam sobre o festejo
Careca segura seu filho no colo zoom
Careca segura seu filho no colo
Apaixonados por futebol zoom
Apaixonados por futebol

veja também

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados