Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Herança Africana

1
Pedro D-Lita · França , WW
26/1/2009 · 51 · 1
 

Movimentos periféricos

A herança africana influencia a nossa cultura desde os tempos coloniais até hoje. Mesmo com toda ignorância e estupidez dos escravocratas, a cultura da resistência, divulgada oralmente de geração em geração, sem o apoio e a força de veículos de comunicação, ganhou espaço e discípulos que se espalharam pelo mundo. Assim, movimentos periféricos como a capoeira, o maracatu, os blocos afro,o candomblé e, mais tarde, o hip-hop e o funk carioca (com o seu "tamborzão", um ritmo extraído do maculelê), fortaleceram-se e se consolidaram como parte da identidade nacional. E todos eles têm um caminho em comum: o surgimento nos guetos, como atividade marginal. E mais tarde a aceitação por parte da sociedade.

Em Paris, onde a presença africana é latente, consequência das ex-colônias francesas na África do Oeste, tive a oportunidade de encontrar pessoas que fazem parte da história da cultura popular de Pernambuco, estado que recebeu várias etnias africanas (os bantos, yorubanos, gêges e outras) para trabalhar nos canaviais, na Zona da Mata, na produção do açúcar.

Os terreiros de candomblé de Recife, para esquivarem-se da política de repressão do estado, transformaram-se em sociedades carnavalescas, como o maracatu. Os negros, disfarçados de nobres, reverenciavam a "Corte Real", mas na verdade evocavam os seus deuses. E assim continuaram por décadas, resistindo e sendo discriminados. E, como o samba e outras expressões artísticas que vieram do gueto, subverteram os padrões pela sua originalidade.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
claudia gomes
 

Texto interessante que nos lembra a presença da herança africana em várias partes do mundo! Muito bom!

claudia gomes · Salvador, BA 27/1/2009 17:49
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados