Informação e Desenvolvimento Sustentável

Cristiano Melo
Que a camada de Ozônio continue a existir...
1
Cristiano Melo · Brasília, DF
27/10/2008 · 252 · 30
 

Vive-se hoje um processo de transformação ou crise global, o qual pode ser indicativo da emergência de uma nova lógica civilizatória, baseada em novos valores, novos modelos societários e novos padrões de acumulação. O sentido da mudança permanece, até o presente, em grande medida incerto e imprevisível (Albagli).

Notavelmente estamos inseridos num mundo em transformação onde os traços constitutivos desse processo são as chamadas “revolução científico-tecnológica” e a crise ambiental.

A primeira vem desde o século XIX quando há a necessidade de uma nova maneira de transferência de dados dos produtores aos consumidores desses dados, criando-se uma linguagem própria dentro de espaços próprios (WERSING E NEVERLING). Essa revolução vem atuando sobre a transformação da base técnico-produtiva das economias, associada às mudanças na organização da produção e do trabalho (Albagli).

A segunda impõe novos padrões de relacionamento com a natureza e seus recursos, projetando-se particularmente a proposta do desenvolvimento sustentável, sob pena de se sucumbir à falta de recursos no planeta. Segundo Enrique Leff , durante uma Conferência sobre Desenvolvimento Sustentável na UNB, a crise ambiental é um problema de conhecimento, e que os problemas do meio ambiente são um resultado histórico das formas como temos compreendido o mundo e a natureza. “A ciência fracionada não pode dar conta do tema”, considera LEFF.

A crise ambiental torna-se também globalizada, atingindo conseqüências no mundo inteiro, como exemplo: o buraco na camada de Ozônio, mudança climática global (efeito estufa), poluição dos ambientes marítimos, a destruição das florestas e a ameaça à biodiversidade.

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – HISTÓRIA E GEOPOLÍTICA

Historicamente o chamado “movimento ambientalista” surge na década de sessenta com um início de uma consciência ambiental.

Em 1972, houve a Conferência das Nações Unidas sobre o meio Ambiente Humano e Meadows escreve o seu famoso tratado “Limites do Crescimento”.

Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento - Relatório Brundtland (nosso futuro comum) em 1987 – aqui há a consolidação do termo “desenvolvimento sustentável” .

2ª Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano no Rio de Janeiro – 1992 com a confecção da Agenda 21

Protocolo de Kyoto em 1997 – Rio +5. Este protocolo entrou em vigor em 2005 e obriga 35 nações industrializadas a reduzirem suas emissões de gases a 5% inferiores ao que emitiam em 1990, com prazo entre 2008 e 2012, sendo que os EUA não assinaram o acordo.

Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável em Johannesburgo em 2002 – Rio +10. Há a análise da Agenda 21, constatando-se que a sua aplicação estava bastante deficiente na grande maioria dos países; segundo a análise dos países desenvolvidos e de multinacionais que participaram pela primeira vez de um encontro desse assunto é de que a reunião avançou em muitas questões enquanto que a análise dos países com menor força política e menos desenvolvidos e das ONGs é que “perderam de vez a batalha”.

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – DEFINIÇÕES

É o desenvolvimento que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade de as futuras gerações satisfazerem as próprias necessidades (Brundtland).

Segundo Gladwell (1997), os participantes do Diálogo Interamericano sobre Administração de Águas, realizado em 1993, aceitaram na declaração de Miami uma variante desta definição: “...Devemos satisfazer as necessidades atuais em detrimento da capacidade da capacidade das futuras gerações de satisfazer necessidades similares...”. A diferença entre necessidades similares e próprias pode ser significativa, pois as necessidades de gerações futuras podem ser diferentes da geração atual.

A definição de desenvolvimento sustentável sugerida no documento Cuidando do planeta Terra – Uma Estratégia para o Futuro da Vida (UICN/PNUMA/WWF, 1991) é:”melhorar a qualidade de vida humana, respeitando a capacidade de suporte dos ecossistemas que nos mantêm”

Esclarece o documento as diferenças entre termos que têm sido utilizados como se tivessem o mesmo significado de “desenvolvimento sustentável”:

-crescimento sustentável – contradição de termos, pois nada que é físico pode crescer indefinidamente.

-utilização sustentável – aplicável apenas a recursos renováveis, utilizados em taxas que se limitem à sua capacidade de renovação.

É um processo contínuo de melhoria das condições de vida, enquanto minimiza o uso de recursos naturais, causando um mínimo de distúrbio ou desequilíbrio ao ecossistema (Rattner).

Na visão ecológica do desenvolvimento sustentável de Munasinghe (1993), a ênfase é na preservação da resiliência (mecanismo de flexibilidade e adaptação dos ecossistemas, para suportar uma modificação do ambiente) e habilidade dinâmica dos sistemas para adaptar-se às mudanças, mais que a conservação de algum estado “ideal”.

INFORMAÇÃO E SUSTENTABILIDADE DO DESENVOLVIMENTO

Na Agenda 21, existe um capítulo todo direcionado ao papel da Informação no processo de implementação do desenvolvimento sustentável, além de enfatizar essa questão em todos os seus demais capítulos.

O Capítulo 40 parte do princípio de que, no desenvolvimento sustentável, todos são usuários e provedores de informação considerada em sentido amplo, incluindo dados, experiências e conhecimento.

A Agenda 21 propõe duas áreas-programa nesse campo – uma voltada para diminuir o gap de informações entre os diferentes atores e a outra orientada para ampliar a disponibilidade de informações em geral, sugerindo para tanto um conjunto de ações:

- a melhoria da coleta e do uso de dados;

- o estabelecimento de um arcabouço institucional que favoreça a integração entre informação ambiental e informação sobre desenvolvimento;

- o fortalecimento da capacidade de sistematização e disseminação da “informação tradicional”, particularmente das comunidades locais;

- a organização de informação útil ao processo decisório, transformando avaliações científicas e sócio-econômicas em informação adequada aos diferentes usuários;

- o estabelecimento de padrões e métodos para o melhor gerenciamento de informações;

- o desenvolvimento de documentação sobre informação;

- o estabelecimento e o fortalecimento das redes eletrônicas.

Visando responder a pelo menos parte dessas demandas, uma das principais recomendações da Agenda 21 na área de informação diz respeito à necessidade de se desenvolver o conceito de indicadores de desenvolvimento sustentável.

O uso de indicadores é considerado útil no processo decisório, porque simplifica e substitui dados muito extensos e textos descritivos por medidas estabelecidas de comum acordo. O valor dos indicadores como instrumento de política é considerado ainda maior, quando eles são utilizados em combinação com metas estabelecidas no âmbito de políticas nacionais.

Em um primeiro momento, esses indicadores teriam como objetivos principais: melhorar o gerenciamento do processo de implementação do desenvolvimento sustentável; identificar as carências (gaps); organizar atividades para suprir essas carências. A médio e longo prazos, os indicadores de desenvolvimento sustentável seriam úteis para:

- explorar a relação entre diferentes variáveis que são relevantes no modelo de desenvolvimento sustentável;

- padronizar a coleta e a análise de informações, facilitando sua apresentação para os tomadores de decisão;

- alertar os tomadores de decisão sobre questões prioritárias, orientando a elaboração de políticas públicas;

- servir de base para um sistema de prevenção (early warning).

Com base nessas recomendações, e a partir da organização de uma série de reuniões técnicas, sugeriu-se um menu preliminar de indicadores objetivando monitorar os progressos, nos diferentes países, em direção ao desenvolvimento sustentável. Esses indicadores foram agrupados em três grandes categorias, visando dar um primeiro passo na direção de um processo interativo:

1) indicadores de tendência: indicam atividades humanas, processos e padrões que têm impacto sobre o desenvolvimento sustentável.

2) indicadores de status: indicam o estado ou a situação do desenvolvimento sustentável.

3) indicadores de resposta: indicam opções de política e outras respostas às mudanças no status do desenvolvimento sustentável.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

A informação é um instrumento fundamental no processo de contextualização de desenvolvimento sustentável;
Há uma necessária alteração do ponto de vista do pesquisador/formador de conhecimento (sensibilização crítica) no processo de pesquisa científica.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. ALBAGLI, S. Informação e desenvolvimento sustentável: novas questões para o século XXI. Ciência da Informação – vol. 24, n° 1, 1995.
2. CASTELLS, M. O poder da identidade. Ed. São Paulo: Paz e Terra, 2000
3. CORAZZA, R. I. Tecnologia e meio ambiente no embate sobre os limites do crescimento: notas à luz de contribuições selecionadas de Georgescu-Roegen. FACAMP, Campinas, 2005.
4. LEFF, E. A crise ambiental é um problema de conhecimento. Aula Magna, UNB, CDS, 2003.
5. LESTIENNE, B. Rio +10: II Cúpula Mundial sobre o Desenvolvimento Sustentável. Johannesburgo, 2002.
6. MORIN, E. Da necessidade de um pensamento complexo. França. EDIPUCRS, Porto Alegre, 2000.
7. NEVELING, U., WERSIG, G. Os fenômenos de interesse para a ciência da informação. Information Scientist, 9(4):127-140, Dec. 1975.
8. SCHAUER, T., RADERMACHER, F., J. Igualdade e diversidade na era da informação. Global Society Dialogue, Alemanha, 2003.
9. WEGNER, P.Z. Caracterização dos recursos naturais e uso do solo da área de proteção ambiental da represa do Alto Rio Preto, Rio Negrinho – SC. UFSC, Santa Catarina, 2000.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
celina vasques
 

Amigo e Poeta Cris, na tua informação pude encontrar valiosa colaboração para aprendizado do assunto tão importante e verdadeiro!
Houve uma época que trabalhei no INPA, (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazonia)já naquela falava-se muito ali do assunto, exaustivamente, para conscientização...porém são poucas as divulgações, e esse é um assunto muito importante e que deveria ter uma repercussão grande entre as camadas populares!!!
Muito bom e oportuno teu texto, muito bem construído!
Parabéns querido cris!
beijo no coração!

celina vasques · Manaus, AM 26/10/2008 12:16
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
alcanu
 

Parabéns pela sua iniciativa, Cris de entrar nesse tipo de esclarecimento,mesmopor que a empresa onde trabalho envereda, embora timidamente nessas coisas, uma obrigação, creio, de todos
nós !
Irretocável e impecável, adorei de cabo a rabo, meu amigão !
Um abraço !

alcanu · São Paulo, SP 26/10/2008 12:50
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Ailuj
 

Muito bons seus artigos Cris e tomara que todos lessem e tivessem essa conscientização e nem acho que as divulgações sejam poucas,o que existe é muito desinteresse das pessoas em ler sobre o assunto e muita ignorancia ainda nas camadas populares
Pasme, mas ja viajei com uma amiga [tres filhos fazendo faculdade]Ao passarmos perto de um rio [São Lourenço,RJ]ela estava tomando uma garrafinha de agua e a jogou dentro do rio,quando lhe alertei sobre isso, ela falou que tudo isso é bobagem que não seria uma garrafinha plástica que faria os gelos dos polos derreterem,fiquei quieta pra não brigar
Xeros meu querido

Ailuj · Niterói, RJ 26/10/2008 16:05
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
walnizia santos
 

Cris, meu amigo,
Que artigo maravilhoso. Uma verdadeira e fértil semente para o esclarecimento e conscientização de tantos que, por descaso
ou mesmo falta de oportunidade, não tomam contato com informações tão significativas para a vida dos homens e do planeta.
Parabéns, querido. Tenho orgulho de você e me sinto vaidosa
por você ser um pouquinho meu, desde que, no momento exato do caminho, a vida me fez sua amiga.
Beijos carinhosos.

walnizia santos · Brasília, DF 26/10/2008 18:09
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Cristiano.

Um trabalho rico e de maior relevância para o bem da humanidade.

Parabéns e sucesso em seus novos rumos.

Abraços

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 27/10/2008 05:19
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
ayruman
 

Grande amigo . Que belo, necessário e verdadeiro texto. O caos está estabelecido mas o Capitalismo voraz, fecha os Olhos como se isto fosse um simples fato insignificante.
Estamos preparando nossas leitos para uma longa noite do Armagedom.
É sempre bom lembrar que estamos construindo para as próximas gerações esta cruel realidade. Lembrando ainda que as gerações do Futuro, somos Nós Mesmos... Ou Não?
Uma boa semana... Luz e Paz. jbconrado

ayruman · Cuiabá, MT 27/10/2008 10:16
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Ailuj
 

Abrindo a votação com prazer
Xeros e boa semana

Ailuj · Niterói, RJ 27/10/2008 10:29
sua opinião: subir
JACK CORREIA
 

Cristiano, te parabenizo pela pesquisa e pela iniciativa de trazer este postado ao Overmundo, aliás, penso que este tipo de discussão deve estar sempre incluso nos meios de comunicação para que a conscientização no mundo sobre o meio ambiente atinja um patamar cada vez mais expressivo. Este é o primeiro passo, e não menos importante que o seguinte: ação! Abraços e merecidos votos.

JACK CORREIA · Crato, CE 27/10/2008 10:55
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

votando cris...
muito bom
parabéns.

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 27/10/2008 12:58
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 27/10/2008 15:08
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Cristiano.
Maravilhoso trabalho de divulgação e conscientização.
Em Manaus, algumas empresas já estão colocando em
prática este projeto, principalmente no interior.
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 27/10/2008 16:59
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Legal, arquivando pra reler.
- Pra pensar-se
abraço
andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 27/10/2008 18:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Branca Pires
 

Branca Pires · Aracaju, SE 27/10/2008 18:19
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Agradeço a todos que comentaram e que comentarão sobre o texto. Aponta para uma preocupação com o tema e que como a jack muito bem lembra, é um passo para a próxima etapa: ação!
abraços a todos

Cristiano Melo · Brasília, DF 27/10/2008 18:24
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

TODOS NÓS TEMOS QUE NOS RELACIONAR MAIS VERDADEIRAMENTE COM A NATUREZA, COM MAIS RESPONSABILIDADE. pENSAR MELHOR NO QUE FAZEMOS TODOS OS DIAS
PARABENS CRIS.

Cintia Thome · São Paulo, SP 27/10/2008 19:55
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Claudia Almeida
 

:)Cris depois volto para ler mais.

Claudia Almeida · Niterói, RJ 27/10/2008 20:14
sua opinião: subir
celina vasques
 

celina vasques · Manaus, AM 27/10/2008 21:45
sua opinião: subir
clara arruda
 

Marcando presena,já tinh votado.beijos filho.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 28/10/2008 00:45
sua opinião: subir
delen
 

Cris amigo ,

Que belo postado , um rico trabalho , além de um excelente texto , deixa um momento de reflexão , parabéns deixo aqui meu voto e admirações. Abraços...

delen · Cotia, SP 28/10/2008 02:47
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Orisvaldo Tanniy
 

Belíssimo trabalho.Parabéns!

Orisvaldo Tanniy · Teresina, PI 28/10/2008 08:50
sua opinião: subir
Orisvaldo Tanniy
 

Gostei e votei.

Orisvaldo Tanniy · Teresina, PI 28/10/2008 08:51
sua opinião: subir
graça grauna
 

perdão pela chegança meio tardia, meu amigo Cristiano. Mas só deu pra aparecer agora pra registrar meus votos e minha admiração por seu trablho. Bjos, Grauninha

graça grauna · Recife, PE 28/10/2008 11:26
sua opinião: subir
walnizia santos
 

walnizia santos · Brasília, DF 28/10/2008 11:50
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

EdimoGinot · Curitiba, PR 28/10/2008 15:29
sua opinião: subir
Gyothobat
 

Seu texto traz à discussão um tema que suponho inédito no Overmundo, o do Desenvolvimneto Sustentável. E embora neste espaço predomine a informação cultural é interessante abordar um assunto que perpassa todos os temas, inclusive o da cultura e o da informação, como você faz o link no seu texto

E como informação é mesmo essencial para o DS aqui vai uma dica para quem se interessa pelo tema das mudanças climáticas:

Seminário de Apresentação
4º Relatório do IPCC - Impactos, Adaptação e Vulnerabilidade às Mudanças Climáticas Globais

Programa
Será realizada a apresentação sobre as principais conclusões e recomendações do 4º Relatório do IPCC e de suas implicações para as políticas públicas em escala mundial e local, em particular no Brasil.

Cronograma das atividades
Data: 29/10/2008
Hora: 14h30 às 17h30
Local
Auditório do Ipea - subsolo - Setor bancário sul - Edifício BNDES - Brasília - DF



Palestrantes:

Dr. Jean Palutkof - IPCC;
Dr. Oswaldo Canziani - IPCC;
Dr. Martin Parry - IPCC;
Dr. Carlos Nobre - INPE

Gyothobat · Brasília, DF 28/10/2008 23:09
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

chegeui tarde pra ver o sol nascer e este libelo pela natureza que vc defende e combina com a revolução pelo afeto.

Compulsão Diária · São Paulo, SP 29/10/2008 06:55
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Orisvaldo Tanniy
 

Muito bom.Votado.

Orisvaldo Tanniy · Teresina, PI 29/10/2008 08:51
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Só para constar, em matéria do Correio Braziliense de hoje, 29 de Outubro de 2008, na página 25, a matéria trata sobre o aquecimento global e que, ontem 28 de Outubro de 2008, foi o dia mais quente desde 1963 na capital federal. pela primeira vez se ultrapassou os 35º C, que, associados, a uma umidade de 13%, imaginem o incômodo à população, e não há previsão de que estas temperaturas, fora de época, alterem nos próximos dias.

Cristiano Melo · Brasília, DF 29/10/2008 09:02
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Nivaldo Lemos
 

Cristiano,
em que pese o formato acadêmico - ou por isto mesmo -, seu texto é um arrazoado muito bem feito sobre a questão ambiental e nos oferece um rico manancial de informações essenciais para uma tomada de consciência do problema. No início dos anos 90, eu trabalhava no ISER (com o Rubem César Fernandes) e participamos da Eco-92. Desde então, o que era esperança vem transformando-se gradualmente em niilismo frente à degradação ambiental do planeta e à atitude irresponsável dos países ricos, especialmente os EUA. Daí a importância de mais informação. De minha parte, continuo na luta por transformações políticas e socioeconômicas que redimam o homem e o mundo - e aí se incluem as lutas específicas para conter a destruição do planeta e para criar alternativas de produção auto-sustentáveis. Neste sentido, recomendo-lhe dois sites aos quais tenho recorrido com freqüência para me informar sobre essas questões: o Instituto Transnacional e a Rede de Informação Tecológica Latino-Americana. Espero que goste. Parabéns pela matéria.

Um abraço.

Nivaldo Lemos · Rio de Janeiro, RJ 31/10/2008 15:45
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Muito obrigado caro Nivaldo, eu conheço o segundo site, vou experimentar/experienciar o segundo.
Pelo seu comentário, percebe-se o seu envolvimento com a questão/tema o que muito me alegra, por vezes ficamos desestimulados como remar contra a maré. Seu comentário é como um sopro de fôlego por aqui.
Obrigado
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 31/10/2008 16:36
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados