Internet no Santa Marta

1
Augusto Gazir · Niterói, RJ
6/4/2009 · 167 · 5
 

Por Marianna Araujo, publicada originalmente no Observatório de Favelas

Desde segunda-feira, dia 9 de março, está disponível para os moradores do morro Santa Marta, sinal gratuito para acesso à internet banda larga. A favela, que fica localizada no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro, é o segundo ponto da cidade a receber o serviço, por meio do projeto Santa Marta Digital. O governo do Estado, através da Secretaria de Ciência e Tecnologia, já havia implantado o mesmo sistema em toda a extensão da praia de Copacabana.

Foram instaladas 16 antenas para transmitirem o sinal de internet via rádio, no intuito de que computadores localizados em qualquer ponto do morro possam acessar a rede. No entanto, o serviço ainda carece de manutenção para funcionar plenamente. José Mário Hilário, presidente da Associação de Moradores, explica que há problemas na instalação. “As antenas já foram instaladas, mas ainda há pontos cegos”, conta. Segundo a assessoria da Secretaria de Ciência e Tecnologia, os pontos cegos se devem a dificuldades técnicas impostas pela topografia do morro e a previsão é que sejam reparados nos próximos dias.

Acesso restrito

É preciso observar que a distribuição gratuita do sinal não garante que os moradores possam utilizar a internet. O presidente da Associação lembra que aqueles moradores que já possuem computadores, têm ainda que adaptar suas máquinas para captar o sinal. “O serviço não garante o acesso de todos, mas já é muita coisa pra quem não tinha nada. Estamos tentando conseguir receptores para os moradores, num valor mais acessível”, explica José Mário. Sobre isso, a secretaria de Ciência e Tecnologia informou que há uma predisposição do governo do Estado de facilitar a compra desses equipamentos e que já existe um processo de negociação.

Para a moradora Luciana Carla, pedagoga que coordena o pré-vestibular comunitário do Santa Marta, o serviço é um avanço para sua comunidade, mas não resolve o problema do acesso. “Acho que o serviço é bom, apesar de eu não usar porque já possuo internet na minha casa e também porque onde moro ainda não está disponível. O problema é que a maioria das pessoas não tem nem computador e quem tem precisa comprar uma placa. Por isso, eu não sei até que ponto os moradores acabam tendo acesso”, questiona Luciana.

Além da oferta de sinal, o projeto Santa Marta Digital prevê oficinas de iniciação em internet para os moradores do local. A secretaria montou uma sala com 8 computadores numa praça da comunidade, onde são oferecidas as oficinas das 8h às 22h todos os dias da semana. Esses pontos de acesso estarão disponíveis por três meses, quando o container onde funciona a sala, bem como os computadores, devem ser retirados do Santa Marta. Segundo a assessoria da secretaria, essa etapa do projeto não tem a intenção de oferecer computadores para os moradores, mas dar a oportunidade de muitos deles aprenderem a utilizar a internet. Por conta disso, os computadores serão retirados no mês de junho. O mesmo aconteceu à época da implantação do Orla Digital, em Copacabana.

Expectativa de novos serviços

De acordo com a secretaria, a próxima etapa do serviço de sinal gratuito para internet deve contemplar a orla dos bairros de Ipanema e Leblon, na Zona Sul. Em maio o projeto deve chegar à comunidade de Cidade de Deus e em junho à Rocinha e à Baixada Fluminense.

O Santa Marta Digital chega à comunidade juntamente com outras iniciativas do governo do Estado, que tiveram início em dezembro do ano passado após a ocupação permanente da comunidade pela polícia. Desde então, um conjunto de serviços públicos têm sido oferecido aos moradores. Luciana Carla afirma que já “é possível ver uma maior mobilização do Estado e a chegada de alguns serviços”.

“Estamos brigando para que tudo aconteça. Hoje, estamos na expectativa do lixo, que é o maior problema da comunidade junto com a questão da energia elétrica. São só 10 garis, para 12 mil moradores. Queremos chegar a 17, que ainda é pouco, mas já ajuda”, conta o presidente da Associação de Moradores, José Mário.

A comunidade do Santa Marta é a primeira favela com acesso gratuito à internet. A proposta do governo do Estado é que a próxima seja a Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio, que já está ocupada pelas forças policias desde novembro de 2008, a exemplo do Santa Marta.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Hermano Vianna
 

olá Augusto e Marianna: muito obrigado por publicar esse texto aqui no Overmundo. Tinha muita curiosidade de saber como o projeto estava andando.Seria ótimo que novos textos acompanhassem seu desenvolvimento. Perguntas que poderiam ser respondidas em próximos textos: qual a porcentagem das casas no Dona Marta já têm computador? Quantos desses computadores já estavam conectados à internet? Quantos passaram a utilizar o wi-fi? Quais são os sites mais acessados? Como é o padrão de utilização da internet dentro das casas? Como o uso do computador é compartilhado por pais e filhos? O uso de internet diminuiu o uso da TV, do rádio, do telefone etc.? A chegada do wi-fi diminuiu o movimento das lan-houses locais? Muita pergunta! O assunto é realmente muito interessante e o projeto muito importante! Abraços!

Hermano Vianna · Rio de Janeiro, RJ 4/4/2009 13:22
sua opinião: subir
ronaldo lemos
 

Ola Augusto e Marianna, muito legal mesmo o texto. Tambem tenho uma questao. Sera que as lan-houses podem usar o acesso publico de wi-fi nos seus computadores? Sera que a qualidade da conexao seria boa o suficiente para isso? Pergunto porque um paliativo para os problemas descritos no texto seria novas lan-houses abrindo, usando o wi-fi publico como fonte da conexao e cobrando um valor baixo pelo acesso dos moradores. Com isso, mesmo que nao tem computador em casas poderia se beneficiar da rede que foi implementada. Enfim, qualquer noticia sobre isso seria otimo e obrigado mais uma vez pelo texto.

ronaldo lemos · Rio de Janeiro, RJ 4/4/2009 16:06
sua opinião: subir
Hermano Vianna
 

outra ideia: conectada a comunidade do Dona Marta bem que poderia colaborar com o Overmundo com dicas do morro para o Guia do Rio de Janeiro, dicas de eventos culturais locais para a Agenda do Rio de Janeiro, notícias sobre a produção artística local para o Overblog, exemplos da produção artística local para o Banco de Cultura - usando a tag "dona-marta" tudo ficaria facilmente encontrável numa busca, que ajudaria a revelar para a internet o que anda acontecendo na cultura da comunidade

Hermano Vianna · Rio de Janeiro, RJ 4/4/2009 16:56
sua opinião: subir
graça grauna
 

parabens pela iniciativa

graça grauna · Recife, PE 4/4/2009 19:45
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
joao xavi
 

sei que acontecia um evento no morro chamado hip-hop santa marta, organizado pelo fiell e que caminhava para uma expansão com a realização de um cineclube e outras atividades como o multirão de grafitti.
as últimas notícias que tive foi que a polícia havia apreendido o equipamento de som usado no evento. espero que agora, com esse novo olhar que o poder público parece estar lançando sobre o morro, as coisas voltem a acontecer normalmente.

joao xavi · São João de Meriti, RJ 8/4/2009 15:18
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados