Laranja Mecânica

Achei no Google
Alex DeLarge, a cobaia.
1
Dewis Caldas · Cuiabá, MT
13/10/2006 · 3 · 8
 

Com o brilhantismo nas entranhas, depois do cultuado [Veja bem, cultuado] 2001 - Uma Odisséia no Espaço. Stanley Kubrick leva o público à uma Inglaterra futurista, causando controvérsia [e furor] no mundo do cinema. O ano é 1971, tempos em que Charles Manson é condenado a morte e seus seguidores à câmara de gás, cerca de 500 mil pessoas marcham contra a Guerra do Vietnam em Washington, a sociedade se bate e rebate sobre formas de reeducação social e a violência gereralizada, é lançado Laranja Mecânica [do original a Clockwork Orange] dando uma, como chamamos, chicotada psicológica, nos mesmos moldes de Lolita (1962), Dr. Fantástico (1964) e Nascidos Para Matar (1987), revelando uma sociedade que vive sobre uma hipocrisia manchada pelo desumano e pelo sulrrealismo comercial. O filme se passa em um futuro não muito distante, numa brilhante atuação de Malcolm McDowel, como Alex DeLarge, tão brilhante essa a ponto do próprio Kubrick, que dificilmente fala de seus filmes, dizer que se não contasse com McDowel para o papel principal, não teria rodado nenhuma cena. Na história, Alex é líder de uma gangue de delinqüentes que, após roubar, estuprar e matar, é preso pela policia e é usado como cobaia, num experimento que faria com que o indivíduo interrompese seus impulsos maldoso e violentos. Kubrick, com inexpugnável maestria e perfeição, cria um domínio artístico e paradoxal sobre a essência da sociedade, pondo-se a prova revelando uma sociedade tão violenta quanto Alex. Depois de ser preso, ele é o primeiro condenado a ser submetido a uma nova forma de punição do governo, no qual se diz tornar o criminoso alguém bom para a sociedade, a forma como isso é feita, é claro! É mais violenta que a corpórea, tentando narcotizá-lo, controlando sua mente deixando todas as suas experiências pessoais sem importância, não se pode mudar a concepção de um homem, nem sua essência, não adianta hipnotizá-lo. E isso, Kubrick nos prova com maestria. Uma das cenas mais primorosas que considero sublime é a cena do estupro, onde Alex cria um plano maquiavélico, arrombando uma casa e estuprando a mulher de um escritor ao mesmo que cantando Singin´in the Rain, do famoso “Cantando na chuva”, mostrando-se hostil, agressivo e maldoso o bastante para não se revelar possuir sentimentos bons. Outra boa cena [e bizzara] quando Alex e seu bando invadem uma casa onde mora uma dançarina, matando-a com um pênis gigante. Laranja Mecânica é um clássico, com todas as letras e surtos, preste a atenção na linguagem usada pelo bando, criada ainda no livro de Anthony Burgess, que mistura palavras em inglês, russo e gírias. Um filme bom desde roteiro até a execução.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Helena Aragão
 

Dewis, valeu pela colaboração. Só queria deixar claro que o Overmundo é um site dedicado à cultura brasileira. Você não está proibido de postar textos sobre filmes estrangeiros aqui, mas o tema fica um pouco deslocado da proposta (apesar de sermos todos fãs de "Laranja Mecânica"!). Faço esse comentário apenas no caso de você não ter entendido o foco do site. E torço para que continue colaborando (se curte cinema, seria ótimo saber sua opinião sobre filmes brasileiros - ainda é raro vermos críticas a lançamentos por aqui - ou sobre a situação do cinema no Brasil). Abraço!

Helena Aragão · Rio de Janeiro, RJ 11/10/2006 13:04
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Dewis Caldas
 

Ok! Helena, Obrigado pela Dica.
O proximo filme será "Narradores de Javé" um dos melhores brasileiros. Abraço

Dewis Caldas · Cuiabá, MT 11/10/2006 13:52
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
apple
 

Helena,

Não entendo bem sobre esse site ainda. Pode dar umas dicas para mim? Tipo "RSS", "Tags", conteúdos adequados também, ...


Dewis,

Assisti esse filme na faculdade! Adorei... Discutimos em Psicologia, acho...

Tem aquela questão da educação que pode se dar por punição ou incentivo. No caso do Laranja Mecânica, um deliqüente sofre uma tentativa de modificaçâo comportamental pelo sofrimento, obviamente.

Sou totalmente contra essa vertente educacional...Não acredito que gera bons frutos! Para mim, a pessoa pode mudar o comportamento, mas nâo sendo uma pessoa consciente e sem traumas.



apple · Juiz de Fora, MG 15/10/2006 01:09
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
apple
 

Passei com 100 em Psicologia... Hehe...

Aprendi algumas coisinhas... Adorava a área humana!

Logicamente que continuo buscando outras fontes...

apple · Juiz de Fora, MG 15/10/2006 01:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Dewis Caldas
 

Que bom, bem que vc poderia fazer algumas resenhas.

Abraços

Dewis Caldas · Cuiabá, MT 16/10/2006 11:16
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
apple
 

Quem sabe... Vou olhando o assunto que estou mais a fim de falar ... De repente, falo de Psicologia.

Não que entenda muito, mas freqüento grupos de estudo até hoje.

apple · Juiz de Fora, MG 16/10/2006 19:17
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Malu Xavier
 

Mas que coisa! Talvez eu seja uma DEMENTE, mas para mim o objetivo PRINCIPAL do Overmundo é a informação, a disseminação da cultura, seja ela brasileira ou não.
Pois eu acho que Dewis foi COMPLETAMENTE feliz nessa matéria.
Ora bolas! É através de meios de comunicação como este que o resto do mundo percebe o que o Brasil tem de bom a oferecer.
Deixemos de chatice e vamos mostrar a qualidade das coisas estrangeiras também, desde que não esqueçamos o que temos por aqui.
E fico no aguardo de mais algumas matérias a respeito de outros títulos do MESTRE Kubrick. Eu mesma fiquei inspirada para fazer uma aqui...

Malu Xavier · Olinda, PE 30/12/2006 17:36
sua opinião: subir
Rafa_31_ella
 

Poxa,
olhando as datas dos outros comentários ,li esse post bem tarde ,hein?!Mesmo assim gostei do que vc falou.Foi bastante esclarecedor.O professor de psicologia comentou sobre o filme hj e resolvi matar a minha curiosidade sobre ele.É realmente brilhante,incluindo a atuação do Malcolm McDowel.Além do que dá para enquadrar esse filme em vários campos de discussão. Seja político( a questão da liberdade),seja no estudo do Behaviorismo.Muito bom...Só para acrescentar,não gostei muito da atuação do escritor,achei uma tanto incômoda,Não sei,só me senti assim o vendo.
Bom é isso.Parabéns pelo post ^^

Rafa_31_ella · Aracaju, SE 25/3/2011 00:02
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados