Manifesto Antropofago80 anos. Devore e crie o seu.

1
Reginamota · Belo Horizonte, MG
20/8/2008 · 82 · 4
 

Há exatamente 80 anos, no mês de maio de 1928, foi lançado o Manifesto Antropófago do escritor e pensador Oswald de Andrade, na Revista de Antropofagia n.1. Não estamos apenas comemorando uma efeméride, mas celebrando as idéias desse e de outros antropófagos que assumiram a condição de brasileiros para pensar o Brasil poeticamente, em imagens, palavras e sons.

O projeto de produção das vinhetas contendo alguns aforismos do Manifesto está sendo desenvolvido pela professora Regina Mota e pelos alunos do Curso de Comunicação Social da FAFICH/UFMG, no Laboratório de Mídia eletrônica – Labmídia. Foi um longo processo até que estivéssemos em condição de lidar com a matéria densa desse texto que se pretende fundador de uma nova tradição ao colocar o conflito como a possibilidade de mudança e transformação, pela destruição e recriação do outro, do diferente que se expressa na figura da alteridade.

Essa aparente simplicidade terminológica, no entanto, não facilita a tarefa de reinvenção que o grupo se propôs a executar, atualizando o manifesto pela pesquisa do seu veio de continuidade nesses oitenta anos. As vinhetas veiculadas na televisão (Redeminas e TVE Bahia) pretendem uma aproximação do público com as teses principais do manifesto, retratadas em sons e imagens familiares ou contemporâneos, numa demonstração da sua pertinência nos dias atuais. Vários procedimentos da cultura hacker, que se baseia no compartilhamento do conhecimento e na solidariedade, foram utilizados de maneira autodeterminada e fazem homenagem explícita aos criadores originais dos trechos de filmes, fotos, quadros e músicas utilizadas. Mas nem tudo que é reciclado, misturado ou devorado é antropofágico. Só o que for transubstanciado, e portanto passado pelo fator crítico.

Por isso, propomos também um sacrifício, como aquele que regia o ritual da guerra de vingança dos índios Tupinambá, no qual Oswald se inspirou: qualquer pessoa que se disponha pode capturar, devorar e recriar essas vinhetas que estão disponibilizadas no site (www.fafich.ufmg.br/manifestoa) do projeto, que servirá de meio de interação entre a equipe e os telespectadores/antropófagos. Uma curadoria vai escolher as vinhetas, que também serão veiculadas na televisão, possibilitando o contínuo processo de destruição, recriação e a conseqüente alteração de cada um.

Com isso achamos que estamos vingando nossos parentes, tantas vezes mal ditos e mal vistos pela cultura oficial e pelo reconhecimento acadêmico. Não se enganem, essa não foi a via vencedora mas continua sendo a mais fértil e certamente será a mais duradoura, porque nada mais é do que a expressão viva das forças psíquicas ancestrais adormecidas em cada um de nós.

O projeto está sendo desenvolvido por um grupo de jovens estudantes que ao tomar contato com essa força criadora despertou o seu instinto guerreiro que impulsionou a empreitada. São eles Bernard Machado, Bruno Oliveira, Bruno Fabri, Daniel Santos, Débora Rodrigues, Felipe Correa, Glauciene Lara, João Vitor Leal, Laura Guimarães, Marcelo Graciano, Maria Cristina Barbosa, Maria Tereza Dias, Mariana Congo, Nara Vargas, Nicole Fischer e Tatiana dos Santos Silva.
Veja o teaser no youtube -
http://br.youtube.com/watch?v=l2WWkVMymR4

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Higor Assis
 

Interatividade é o que há

Higor Assis · São Paulo, SP 20/8/2008 17:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Reginamota
 

Todos os videos podem ser vistos no http://www.youtube.com/manifesto80anos
e na home www.fafich.ufmg.br/manifestoa que é a plataforma de interatividade, para download das vinhetas e upload das colaborações.

Reginamota · Belo Horizonte, MG 21/8/2008 11:34
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
marcelograciano
 

Adorei participar desse projeto, pois mudou minha maneira de enxergar o outro e saber como aproveitar aquilo que ele tem de melhor. Recomendo a todos que participem tb... Uma ótima experiência. :)

marcelograciano · Belo Horizonte, MG 21/8/2008 14:06
sua opinião: subir
Rgralmeida
 

nhac!

Rgralmeida · Rio de Janeiro, RJ 26/11/2008 16:56
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados