Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

O que são Políticas Públicas para a Juventude?

1
Jorge Daher · Ribeirão Preto, SP
16/11/2008 · 170 · 34
 

É na juventude que uma sociedade deposita as maiores esperanças de vivermos em um mundo melhor no futuro, por outro lado, é também neste segmento, de 16 a 29 anos, que infelizmente encontramos mais ocorrência dos principais problemas da atualidade.

Entre os jovens estão os maiores índices de usuários de álcool, cigarros e drogas; causadores e vítimas de acidentes de trânsito. Também são os jovens os que mais sofrem com o desemprego; e os que entram para a criminalidade.

Esta grande contradição entre a esperança nas novas gerações e a triste realidade urbana encontrada nas estatísticas, gera a necessidade de que o poder público e a sociedade civil definam planos e ações direcionadas a proteger, capacitar e gerar oportunidades aos jovens, de modo a mudar estes números. Este conjunto de planejamentos e ações dos governos com o apoio da população são as políticas públicas para a juventude, ou P.P.J.

Considerar as políticas públicas para a juventude ações direcionadas somente a um segmento da sociedade ou grupo de interesse, é um equivoco, pois os jovens podem ser considerados o futuro de todos nós, sendo que as ações geram conseqüências em toda comunidade. Beneficiando toda a família, melhorando a qualidade de vida nas cidades, diminuindo a criminalidade e contribuindo para a economia em geral.

Falar em PPJ é tratar de desenvolvimento de ações direcionadas em diversas áreas de interesse público. Por exemplo, na área de educação, possibilitando que as escolas, além do conhecimento formal, gerem capacitação e profissionalização aos estudantes.

Outro exemplo, são os incentivos ao esporte por meio do apoio aos atletas, construção de centros esportivos e parques, estas políticas públicas para a juventude na área de esportes geram excelentes resultados para a saúde e para a qualidade de vida.

Além das políticas que atingem as principais áreas de serviço público de uma cidade, como educação, saúde, empregabilidade e cultura. As PPJ também abragem assuntos novos de grande relevância como, por exemplo, as políticas de inclusão digital, que beneficiam todas as pessoas interessadas em adquirir conhecimentos sobre informática e internet, qualificando-as para o estudo e mercado de trabalho.

Diante de tudo é necessário que, antes que as condições dos jovens se tornem críticas e as conseqüências irreversíveis, ocorra um grande pacto entre os governos, os políticos, a iniciativa privada, organizações não governamentais e a sociedade em geral para elevarmos as políticas públicas para a juventude a um lugar de destaque no debate político brasileiro, ocupando definitivamente seu espaço no planejamento das cidades, Estados e do governo federal.

Conscientizando ainda, que além de previnir gastos reparatórios com o poder judiciário, com aumento da criminalidade, construção presídios e perda da qualidade de vida, os custos com o desenvolvimento de políticas púbicas para a juventude, não representam gastos e sim um grande investimento no futuro do Brasil.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Heitor Reis
 

Dou o maior apoio a esta causa. Sou militante de Direitos Humanos e reconheço a extrema necessidade de cuidarmos melhor de nossas crianças e jovens. Afinal, de nosso povo, que merece ter os mesmos direitos de um banqueiro.

Heitor Reis · Belo Horizonte, MG 16/11/2008 14:25
sua opinião: subir
Legionária
 

Retribuindo a visita...


bastante oportuna essa discussão. Com vovó já dizia "cabeça vazia, oficina do diabo". Mas vale lembrar que as ações das PPJ´s não devem visar apenas ocupar aquele horário "ocioso" das crianças e jovens. É ocupar, mas estimulando a sua criatividade, sua formação crítica e seu desenvolvimento intelectual. Não é só, p.ex, dar uma bola para que os meninos joguem futebol a tarde inteira: é conscientizá-los acerca dos benefícios do esporte, praticar a socialização e o trabalho em equipe. Essas políticas devem apresentar ações que surtirão efeitos tanto de curto quanto de longo prazo.

Legionária · Belo Horizonte, MG 16/11/2008 15:29
sua opinião: subir
José Cycero
 

Amigo overmano. Gostei por demais do teu artigo, realista e profundo. Tocando forte na ferida, como se diz. Uma verdadeir aradiografia sem rodeios das condições por que passam a juventude brasileira enfim, as codições reais e cruas do nosso país. Parabéns por seu trabalho, árduo que sei, mas que o faz diferente e importante para que possamos clarear com seu farol os caminhos para as possíveis soluções necessárias e imediatas. valeu grande overmano. Votado então. Até breve...

José Cycero · Aurora, CE 16/11/2008 16:06
sua opinião: subir
Juliana S. Valis
 

Excelente texto, concordo plenamente. Parabéns de verdade e receba meu voto.

Juliana S. Valis · Brasília, DF 16/11/2008 16:32
sua opinião: subir
Donna Miranda
 

Obrigada pela visita e parabenizando pelo texto. Concordo com voce em numero , genero e grau, tanto , que faço tudo para aplica-la onde trabalho, e graças a Deus, já demos largos passos, que me deixa muito feliz, pois no inicio encontrei muitas dificuldades. Hoje vamos crecendo na medida do possivel...aposto tudo no poetencial desta juventude , ansiada para mostrar que pode crescer e fazer crescer. Abraços !

Donna Miranda · Montes Claros, MG 16/11/2008 16:42
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Renata Rimet
 

Parabéns pela abordagem, você disse simplesmente tudo, precisamos agora é fazer com que nos ouçam...

Como disse Juliana, parabéns de verdade!!!!

R. Rimet

Renata Rimet · Salvador, BA 16/11/2008 17:02
sua opinião: subir
Ivan Cezar
 

Pois é, voce viu que seu texto tem muito a ver com minha crônica sobre APOSENTADORIA , na qual voce votou.
Há uma outra crônica também em votação a respeito do colapso no sistema financeiro, muito interessante. Recomendo que passe na fila de votação e leia ( não lembro agora o autor , mas votei porque me encantou )
Veja amigo - A sociedade brasileira está doente - doença da ganância e do egoísmo - com o tempero da acomodação . Na França os caras foram para a rua e quebraram , literalmente ...
Aqui no meu RS a gente reclama um pouco mais que a média brasileira, mas ainda é pouco ... Em Porto Alegre a GANÂNCIA tentou implementar as chamadas catracas eletrônicas, para desempregar centenas de "cobradores" que trabalham no transporte coletivo. Também a GANANCIA tentou implementar o "SELF SERVICE" (autoatendimento) nas bombas dos postos de combustíveis. NÃO LEVARAM !
Durante séculos as bebidas foram vendidas em embalagens de vidro. Um luxo ! - as distribuidoras davam centenas de empregos nas cidades e a natureza não recebia essa carga monumental de lixo ... Tudo sucumbiu à maldita GANÂNCIA . Concentração de dinheiro em poucas mãos e problemas no atacado, este o legado dos teóricos da livre iniciativa - do Deus Mercado - que defendiam o fim do estado .
Enfim, meu irmão, fico feliz de ver jovens despertando para esses problemas importantes para o futuro do País.
O serviço militar obrigatório - que todos os últimos governos esqueceram - cumpria um papel importantíssimo, pois para um jovem pobre na faixa dos 18 anos, o Quartel representava MUITO em termos de disciplina e de uma "mesada" paga pelo estado,o suficiente para comprar uma roupa - um tênia - ou levar a gata para uma cerva e uma pizza .... Nada demais ! , mas o suficiente para evitar a bandidagem e a revolta de uma legião de abandonados ...
E poucas são as vozes ...............................
Abraço

Ivan Cezar · São Sepé, RS 16/11/2008 17:02
sua opinião: subir
Maria Loussa
 

Daher,
Apreciado e votado.
Seu texto é sério e muito importante.
Parabéns!

Maria Loussa · Goiânia, GO 16/11/2008 17:07
sua opinião: subir
samuca santos
 

jorge,
belo texto, gritante e preciso,
além de necessário.
vai fundo que é raso.

samuca santos · Olinda, PE 16/11/2008 17:16
sua opinião: subir
Ivette G.M.
 

Ótimo texto, Jorge e seu grito de socorro para a nossa juventude é absolutamente necessário. Em um mundo de mudanças de uma rapidez vertiginosa, o desajustamento de todos nós, mas em especial dos jovens, é um grave problema. Não há espaço para eles. Há uma grande incoerência daquilo que se exige do jovem com o que se lhe eferece. As estruturas familiares, que sempre foram esteios para os jovens, hoje são inexistentes ou froxas. Poucas famílias ainda conservam valores para dar sustentação ao jovem que sofre pressões de todo lado. É um assunto que demanda muita discussão, mas discussões em que, ao final, se faça luz e mostre rumos. Parabéns,
Ivette G M. Votado

Ivette G.M. · Cotia, SP 16/11/2008 17:21
sua opinião: subir
Lila Su
 

Daher, é muito triste ver que nossa juventude já esteja tão desesperançada. O problema não é de pouca idade, mas sim de estrutura. Hoje, com 40 anos você é considerado "velho". E, o velho ao se aposentar passa a mendigo, pois não consegue sobreviver. Não é um problema de nosso país, pois a Europa vem enfrentando este problema de há muito. Agora, com a crise americana, alguns estão parando para pensar no assunto. Temos que mudar : nossa maneira de pensar, nossos objetivos, nossos conceitos. TEmos que trazer de volta a sinceridade, solidariedade, a familia, a religião e a moral. Do jeito como as coisas estão seguindo, não chegaremos a lugar nenhum. E, lembre-se, meu amigo, o futuro está em suas mãos. A minha geração já fez muita bobagem. Estamos passando o cetro e a coroa. Lute, brigue por seus direitos. E, o principal, dê o seu exemplo. Lila Su.

Lila Su · São Paulo, SP 16/11/2008 17:31
sua opinião: subir
claudia gomes
 

O tema do seu texto é ótimo. Se houvesse políticas sérias que aproximasse o esporte da educação básica, a realidade seria outra.
Eu sempre estudei em escola pública e sempre pratiquei esporte na escola. Hoje trabalho numa escola pública tão desprovida de recursos que tenho vergonha de expor a lista do que não temos, então prefiro citar a ausência de uma quadra de esporte e a luta constante para a implantaçãoda quadra, mas acho a mobilização dos jovens pouca. Eu pergunto sempre se eles merecem uma sala de aula sem vidros nas janelas, cheia de cadeiras destruídas e apatia na maioria das vezes é geral. Concordo plenamente com o Ivan césar temos a mistura de ganância,egoísmo e acomodação.

claudia gomes · Salvador, BA 16/11/2008 18:05
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Um país que pensa no futuro começa por dar condições satisfatórias para o crescimento (em todos os sentidos) de suas crianças e seus jovens.
Gostei do seu apelo.
abs

Sônia Brandão · Bauru, SP 16/11/2008 18:25
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

um texto de grande beleza.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 16/11/2008 18:27
sua opinião: subir
Lucas de Meira
 

gostei

!

Lucas de Meira · Curitiba, PR 16/11/2008 19:35
sua opinião: subir
Marcos Sosa
 

Jorge, bom tema e bem discutidas as questões. Já de Monteiro Lobato tínhamos uma frase elucidativa neste sentido: "Um país se faz com homens e com livros". Um século de distância, e uma idéia ainda por ser entendida e aplicada. Um abraço.

Marcos Sosa · Porto Alegre, RS 16/11/2008 19:49
sua opinião: subir
R.MENEZES
 

Parabéns pelo artigo e muito obrigado pela visita!!!

R.MENEZES · Rio de Janeiro, RJ 16/11/2008 20:07
sua opinião: subir
MariAlice
 

Quero agradecer seu voto na minha publicação, muito querido, obrigada, e quanto ao seu texto, voce apontou e acertou. Parabéns! Votei. Bjs

MariAlice · São Paulo, SP 16/11/2008 20:27
sua opinião: subir
James Mytho
 

Olá, meu estimado colega

Corroboro com tuas inquietações. Porém, sinto que é necessário ir mais além, buscando a conscientização das famílias. No casa que mal sustenta dois, não pode haver cinco.

Abraços !

James Mytho · Rio de Janeiro, RJ 16/11/2008 20:27
sua opinião: subir
JACINTA MORAIS
 

JORGE,
PARABÉNS!
Texto,maravilhoso.
Há sonhos que já nascem
Naufragados...
Mas devem existir barcos,
Para o resgate da "esperança"
Parabéns,
Boa semana.

PORTO ALEGRE-RS.

JACINTA MORAIS · Cascavel, PR 16/11/2008 22:00
sua opinião: subir
Stella Tuttolomondo
 

Oi Jorge, parabéns pela iniciativa! Votado!!

Stella Tuttolomondo · Rio de Janeiro, RJ 16/11/2008 22:31
sua opinião: subir
Eloy Santos
 

Desculpe-me, Jorge, se cheguei só agora. Tive problemas com o computador.
Seu texto, muito claro e objetivo, trata de uma questão fundamental da nacionalidade: a infância e a juventude.
Qualquer nação digna desse nome trata as novas gerações com carinho e atenção especiais.
Delas é o dia de amanhã.
Sua preocupação é meritória.
Receba meus sinceros cumprimentos.
Votei.
Com atraso mas votei.
P.S. Avise-me sempre que postar.

Eloy Santos · Rio de Janeiro, RJ 16/11/2008 23:59
sua opinião: subir
Sinvaline
 

Olá amigo que esse texto seja lido por muitos jovens e que compreendam como ainda se pode fazer um mundo melhor
bjs
sinva

Sinvaline · Uruaçu, GO 17/11/2008 08:32
sua opinião: subir
Rodria
 

votado!!!
uma boa causa a ser discutida!

Rodria · São Paulo, SP 17/11/2008 09:22
sua opinião: subir
Andre Luiz Mazzaropi
 

Parabens Jorge; nosso Monteiro Lobato á mais de 50 anos atraz dizia Um Pais se faz com Jovens e livros. Aos Jovens cabem lutar e brigarem se preciso para ver seu anceios atendios. Se queres vem um mudança, Lute amigo e Verá. Entre tantos exemplos o mais recente o americano Obhama, sonhou acreditou pois em pratica e o mundo viu a primeira mudança um Jovem negro na presidencia de seu pais, já haviamos visto isto com o torneiro mecanico Lula. Quem sabe e agora não com Voçe. O Brasil jovem precisa do Jovem como voçe.
Andre Luiz Mazzaropi
O Filho do Jeca
www.andreluizmazzaropi.com.br

Andre Luiz Mazzaropi · Taubaté, SP 17/11/2008 15:05
sua opinião: subir
jjLeandro
 

É o que deve fazer o governo, sempre: investir no jovem. Cada centavo investido em políticas que o atenda é pelo menos um real economizado em políticas reparadoras.

abcs

jjLeandro · Araguaína, TO 17/11/2008 15:39
sua opinião: subir
giselle sato
 

Precisamos usar a palavra como arma e lutar expondo as verdades. Se todos os jovens pudessem ter acesso ao seu texto, com certeza, parariam e iriam refletir sobre a vida.
E tomar outro rumo. O que está faltando é '' educação''...nossas crianças não estão estudando e o que será de um país sem cultura?
Siga em frente...conte com meu apoio.

giselle sato · Rio de Janeiro, RJ 17/11/2008 18:59
sua opinião: subir
Vilorblue
 

Gostei e votei..
Abç..

Vilorblue · Colombo, PR 20/11/2008 08:19
sua opinião: subir
Dalva Alves Paixao
 

Jorge,
como arte-educadora em ong em Goiânia, e também como mãe de dois adolescentes, parabenizo seu artigo.
Na ong, uma das coisas que mais me preocupavam, era ver jovens,
por demais jovens, ainda adolescentes, já em estágio de sequelas, por serem usuários de drogas.
Um deles, não participava da aula, ficava sempre no canto apático,
quando deixamos o desenho e passamos para a pintura, ele
acabou por fazer um coração - partido - e disse: "Professora, olha o que a vida faz com a gente..." Estava ali, a dor dele, a dor de todos nós.
abraço
dalva paixao
goiânia-GO

Dalva Alves Paixao · Goiânia, GO 23/11/2008 09:44
sua opinião: subir
Carlos Mota
 

parabéns pelo texto,
uma juventude sadia e politizada é diretamente
proporcional a um país forte e respeitoso aos seus
cidadãos
abraço,

Carlos Mota · Goiânia, GO 23/11/2008 10:03
sua opinião: subir
Igor Vitorino
 

Concordo que deve haver políticas públicas enfocadas na juventude, mas será mesmo que criação de diferentes públicos especializados de atendimento de direitos realmente garante a cidadania? Teremos daqui há pouco a política dos adultos?

Igor Vitorino · Vitória, ES 23/11/2008 11:44
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Jorge,
Parabéns!
Faço minha as palavras do Carlos.
bjs e votos

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 24/11/2008 00:10
sua opinião: subir
Carlos Zev Solano
 

Gostei. Teremos um futuro melhor?
Votado. Feliz Natal e ótimo 2009!

Carlos Zev Solano · Rio de Janeiro, RJ 22/12/2008 15:15
sua opinião: subir
LASS NEGRÃO
 

Muito pertinente o teu artigo. Sou educador, e fico triste por ver jovens nas salas de aula sem perspectiva de rumo, principalmente na escola pública. Continues engajado nessa luta em prol de uma educção emancipatória e geradora de cidadãos conscientes.

LASS NEGRÃO · Paulo Afonso, BA 27/3/2011 01:21
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter