Obstáculos no desenvolvimento da carreira musical

1
Leo Salazar · Recife, PE
13/6/2011 · 8 · 11
 

Não existe uma fórmula mágica para o sucesso no negócio da música. O principal motivo é que o talento, sozinho, não é suficiente para garantir esse sucesso. Existem outras variáveis que influenciam o resultado, dentre elas a incompetência empresarial, o abuso do poder econômico e a improbidade da gestão pública.

Resolvi criar uma lista com 10 fatores que impedem o desenvolvimento de qualquer carreira musical. É uma tentativa de diminuir os riscos de um investimento, em tempo e dinheiro, que não se pode recuperar jamais.

1. Não registrar as obras musicais

Comentário: que tipo de banqueiro não protegeria o seu patrimônio?

2. Não registrar as marcas (nomes e símbolos)

Comentário: é melhor entregar logo as chaves do cofre ao bandido!

3. Não celebrar acordos formais com os contratantes

Comentário: a coisa piora quando eles tem amnésia alcoólica.

4. Não possuir CNPJ

Comentário: ser informal é como viver na clandestinidade.

5. Não possuir nota fiscal própria

Comentário: o clandestino não pode exercer seus direiitos.

6. Não contratar direto com a Administração Pública

Comentário:o clandestino não pode exercer seus direitos.

7. Não estar protegido pela Previdência Social

Comentário: músico não pensa em aposentadoria porque acredita que vai morrer de overdose.

8. Não gozar de direitos trabalhistas

Comentário: afinal de contas, FGTS, férias e 13 salário é pra quem trabalha.

9. Não ter poupança

Comentário: ser boêmio de verdade é beber e fumar todo o cachê.

10. Não ter acesso ao crédito e aos demais produtos bancários

Comentário: endividamento só com a gravadora ou com o empresário, senão com ambos.

A ironia dos comentário é para provocar uma reação diante da gravidade desses fatores. Se você é músico e está nessa situação, é hora de decidir que posição tomar diante desse cenário. E meus parabéns para todos os músicos que superaram esses obstáculos e conseguiram desenvolver suas carreiras musicais!

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Oona Castro
 

Olá Leo,
várias dessas questões que você aponta poderiam ser superadas com o sistema do Empeendedor Individual que ganha até R$ 36 mil anuais http://www.portaldoempreendedor.gov.br/modulos/inicio/index.htm
Você conhece? O que acha disso?

Oona Castro · Rio de Janeiro, RJ 15/6/2011 18:59
sua opinião: subir
Oona Castro
 

Desculpem, esse link é melhor. http://www.portaldoempreendedor.gov.br/modulos/perguntas/empreendedor.htm

Oona Castro · Rio de Janeiro, RJ 15/6/2011 18:59
sua opinião: subir
Leo Salazar
 

Oi Oona! Você está coberta de razão, o MEI é a porta de entrada do músico na formalidade... veja esse video que fiz com Neilton Carvalho, guitarrista do Devotos e fabricante de amplificador valvulados: http://www.youtube.com/musicaltda#p/a/u/0/7BIwzsBqrcg
Ah, seu livro "Tecnobrega" foi muito importante para mim, parabens e obrigado!

Leo Salazar · Recife, PE 15/6/2011 21:08
sua opinião: subir
Olívia Bandeira
 

Muito bacana o vídeo com o Neilton, Leo, materializa os problemas e soluções a que você se refere no seu texto.

Conhece muitos músicos que tenham aderido ao MEI?

Abraços

Olívia Bandeira · Niterói, RJ 15/6/2011 22:28
sua opinião: subir
Leo Salazar
 

Oi Olívia, são 3.325 músicos inscritos como MEI no Brasil, esses dados são do SEBRAE, referentes a maio de 2011. Em agosto de 2010 eram 1.091, ou seja, houve um crescimento de 198% no número de formalizações em um período de 9 meses!

Leo Salazar · Recife, PE 16/6/2011 09:43
sua opinião: subir
Carnégie Bacelar
 

Procurei no banco de Atividades e não vi nenhuma que correspondesse a mùsico, cantor e compositor (excessão feita a "Animador de Festas") será que nos enquadramos nesta?
Quero colocar mais uma situação que compromete os profissionais e esta é a falta de profissionalismo quanto à cobrança do cachê que, dependendo do lugar (Estado) e do profissional (infelizmente), deixa a desejar; enquanto alguns primam em não descaracterizar outros não ligam muito ao que se quer como profissionalismo, algo de auto-sustentabilidade, se é que me faço entender; pagam para tocar ("artistas" que desconhecem a necessidade de uma profissão reconhecida como qualquer outra); questiono a fiscalização nos lugares onde se realizam os eventos, nas gravadoras; os organizadores públicos (Secretarias de Cultura) também pecam quanto a isto, a exigência da carteira de músico serve como exemplo. Sem querer ser negativista, o que se vê, em toda parte de nosso país, é a existência de órgãos que existem para fiscalizar e coibir totalmente inoperantes no propósito. Portanto, quero inscrever-me no MEI também, o que devo fazer? Adianta? Como vocês veem a situação no Estado do Maranhão?

Carnégie Bacelar · São Luís, MA 19/6/2011 14:53
sua opinião: subir
Leo Salazar
 

Oi Carnégie, a atividade de cantor/músico independente está na lista de ocupações permitidas do MEI, procure o SEBRAE de sua cidade para mais informações e esclarecimentos, a formalização é muito importante para o crescimento em qualquer atividade profissional.

Leo Salazar · Recife, PE 19/6/2011 20:02
sua opinião: subir
pinheiromusic
 

Olá Salazar!! Gostei demais deste canal! To devorando ele e tirando várias dúvidas. Já baixei seu livro tb e vou ler se Deus quiser ainda hoje. Dou aulas de violão na minha casa, mas sou informal. Gostaria muito de me formalizar, mas tenho procurado na rede alguém que tem as mesmas atividades que eu: "Aulas de Violão" pra ver como ele ficou depois de formalizado. Pra quem quer tocar em bandas é uma coisa, mas pra mim é outra. Queria saber se mesmo depois de me formalizar posso ter problemas por das aulas, por não ter licenciatura ou algo assim, embora minhas aulas sejam como um curso livre mesmo, não tenho vontade e nem poderia dar diploma. Procurei informações no site do Sebrae e do Empreendedor Individual, mas a informação nos dois sobre essa área é muito superficial. Me ajuda aí!! Abraços, sucesso e parabéns!

pinheiromusic · Valença, RJ 31/7/2011 11:18
sua opinião: subir
Leo Salazar
 

pinheiro, a denominação de sua atividade é instrutor de música, é assim que aparece na lista das atividades permitidas para Empreendedor Individual, e não precisa apresentar diploma no momento da inscrição nem após ela, uma coisa é uma coisa outra coisa é outra coisa, sucesso, saúde e paz, manda brasa!

Leo Salazar · Recife, PE 1/8/2011 08:33
sua opinião: subir
pinheiromusic
 

Entendi Salazar, mas minha dúvida maior é se algum professor de música licenciado, por ser formado e ter diploma, se sentir ameaçado com minhas aulas pode reclamar e eu ter problemas por só ser MEI e não ter qualquer diploma ou carteira da OMB, por exemplo. Eu estaria legalizado quanto ao governo por conbta do MEI, mas e quanto à dar aulas? Tenho que procurar outro orgão como a OMB? Fazer uma faculdade de música? Por exemplo, etc...

pinheiromusic · Valença, RJ 1/8/2011 14:09
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Carnégie Bacelar
 

Decisão do STF faz da música uma profissão livre no Brasil
A classe artística brasileira pode comemorar, pois o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na tarde desta segunda-feira (01) que os músicos não precisam do registro profissional, emitido pela Ordem dos Músicos do Brasil (OMB), para exercer a profissão. Em votação unânime, os ministros da corte decidiram negar o recurso da Ordem, que alegava ser o órgão competente para gerenciar a profissão no Brasil.

A Ministra Ellen Gracie, relatora da ação, afirmou que a "liberdade de exercício profissional é quase absoluta. Qualquer restrição só se justifica se tiver interesse público. Não há qualquer risco de dano social na música".

O caso chegou ao STF por meio de uma ação movida por um músico de Santa Catarina, que alegou ter sido impedido de trabalhar em seu estado por não ter vínculo com a OMB. Segundo o Correio Braziliense, o artista venceu todas as primeiras instâncias da batalha judicial, mas a OMB recorreu, até o caso chegar ao supremo.

Carnégie Bacelar · São Luís, MA 4/8/2011 08:23
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados