Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

OLAYR COAN,A CULTURA BRASILEIRA PERDE O DRAMATURGO

foto net
OLAYR COAN, Diretor Teatral e Ator
1
Cintia Thome · São Paulo, SP
7/1/2008 · 279 · 40
 

No último dia do ano de 2007 uma estrela foi apagada do "cenário" em São Paulo, perdíamos um valioso dramaturgo, ator e diretor de teatro, Olayr Coan. Um personagem sai de cena para não voltar, enlutando o meio artístico, porque não dizer, o Brasil.

Olayr Coan fez parte do Centro de Pesquisa Teatral (CPT), dirigido por Antunes Filho, em Macunaíma, Romeu e Julieta. Formado pela da Escola Dramática da USP. Ministrava cursos de interpretação teatral na Escola de Atores Wolf Maya e na Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP.

O artista é autor de muitas peças como "A Língua Perdida", "Onde Fica o Leste", "Papo de Anjo", "O Bar", "Em Falsete", "TV or Not TV", "Estranho Amor" e "A Traída". Dirigiu as peças "Cenas de Um Casamento", de Ingmar Bergman e "Oeste Verdadeiro", de Sam Shepard, com elenco formado por seus alunos da Escola Wolf Maya.

Como ator, em 1993, recebeu o Prêmio Shell de melhor ator com o monólogo “A Confissão de Leontina”, de Lygia Fagundes Telles, interpretando a jovem Leontina, em apenas um ato, um dos contos mais famosos de Lygia do livro "A estrutura da bolha de sabão”. Brilhantemente atuou na peça "Toda Nudez será Castigada”, Nelson Rodrigues, em 2006.

Um de seus últimos trabalhos, como autor e diretor foi a montagem da peça “Lua sobre o Tapete” que é a história de uma família que tem um pai violento que a abandona e todos os integrantes desestruturam-se.

Olayr dirigiu peças como "Veríssimo em Revista", de Luís Fernando Veríssimo, "Laranja Mecânica", obra de Anthony Burgess, o espetáculo "Drácula" - experiência de rádio-teatro inspirada no clássico de Bram Stocker -, no Teatro Cultura Inglesa, em São Paulo.

Olayr Coan dedicou mais de vinte anos à carreira artística, participando do filme “O Desmundo” dirigido por Alain Fresnot junto com Osmar Prado, Caco Ciocler e Simone Spolado e na TV “As Pupilas do Senhor Reitor”, um romance do escritor português Júlio Dinis, publicado em 1867.

Coan estava ensaiando a Peça “O Mala” uma comédia assinada por Larry Shue, com direção de Isser Korik. Com estréia prevista para ontem, dia 04, em São Paulo, a qual foi adiada a partir do seu desaparecimento prematuro, com mais uma, entre tantas fatalidades nas rodovias brasileiras.

Olayr Coan faria 49 anos nesta próxima segunda-feira, dia 07 de janeiro.

Lamentável.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Cintia Thome
 

.

Toda nudez será castigada - é uma peça teatral escrita por Nelson Rodrigues em 1965. Sua primeira encenação teve estréia no dia 21 de junho de 1965, no Teatro Serrador, do Rio de Janeiro, sob a direção do polonês Ziembinski e depois filme com direção de Arnaldo Jabor.

.
Laranja Mecânica - O best-seller de Anthony Burgess, A laranja mecânica, escrito em 1962, chegou ao Brasil na década de 70. Mais de quarenta anos depois, esta ficção não perdeu sua atualidade. Foi pensando nisto e na vontade de dar aos jovens de duas gerações posteriores a chance de conhecerem este sucesso do autor inglês.

No qual o protagonista Alex, um jovem delinqüente que vive em um futuro não especificado no texto e que usa uma linguagem própria, repleta de gíria. Para complementar o vocabulário de seus personagem, Anthony Burgess criou mais de duzentas palavras baseadas nas gírias dos ciganos ingleses, na própria língua inglesa, em expressões eslavas (algumas vezes alteradas semanticamente) e fez também associações de ideias, aglutinações de palavras e usou muito jargões rimados ingleses.Foi adaptado ao cinema por Stanley Kubrick em 1971
.
Macunaíma, obra de 1928, do escritor brasileiro Mário de Andrade, é considerado um dos grandes romances Modernistas do Brasil.

A personagem-título, um herói sem nenhum caráter, é um índio que representa o povo brasileiro, mostrando a atração pela cidade grande de São Paulo e pela máquina. A frase característica da personagem é "Ai, que preguiça!". A parte inicial da obra assim o caracteriza: "No fundo do mato-virgem nasceu Macunaíma, herói de nossa gente. Era preto retinto e filho do medo da noite.".
Considerado um romance épico, mas escrito sob a ótica cômica, utiliza os mitos indígenas, as lendas, provérbios do povo brasileiro e registra alguns aspectos do folclore do país até então pouco conhecidos.Esta obra valoriza as raízes brasileiras e a linguagem utiliza o modo de falar dos brasileiros, buscando imitá-lo na escrita, a partir de uma idéia que Mário de Andrade tem de uma "gramatiquinha" brasileira que desvincularia o português do Brasil do de Portugal, e que vinha se desenrolando no país desde o Romantismo. Por conta disso, são comuns as substituições de "se" por "si", "cuspe" por "guspe" entre outras.O episódio da "Carta pras Icamiabas", ao empregar o modo de expressão do português de Portugal antigo, implica numa crítica social, demonstrando que o português falado no Brasil é totalmente diferente demonstrando uma grande evolução diante da quebra de regras normativas totalmente arcaicas, apresenta uma quase disglossia entre o modo como a gramática manda escrever e como as pessoas efetivamente se comunicam.Foi adaptado para o cinema por Joaquim Pedro de Andrade em 1969. Também foi feita uma premiada peça de teatro, por Antunes Filho, encenada pela primeira vez na década de 1970 e que chegou a ser montada em vários países.

.CONFISSOES DE LEONTINA -LYGIA FAGUNDES TELLES -
Leontina teve uma infância pobre e difícil. Depois da morte da mãe e da irmã, consegue um emprego na cidade e, entre aventuras amorosas, desilusão e uma tentativa de suicídio, envolve-se com um estranho que mata em legítima defesa.Conto do livro"A estrutura da bolha de sabão".
Apenas algumas informações.
.




Cintia Thome · São Paulo, SP 5/1/2008 08:55
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Paulo Esdras
 

Lamentável, mesmo. Estas verdadeiras guerras que ocorrem em nossas estradas todos os dias apagam estrelas. Pena...

Paulo Esdras · Brumado, BA 5/1/2008 10:06
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Agradeço, em Sampa a tristeza é imensa.

Cintia Thome · São Paulo, SP 5/1/2008 10:11
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Saramar
 

Um jovem, um talento tão imenso, Deus do céu!
Sinto muito. O teatro brasileiro perde, como você diz e nós ficamos assim, meio bobos e tão tristes diante da tragédia.
beijos

Saramar · Goiânia, GO 5/1/2008 10:22
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Rosa Campello
 

grande perda, Cintia. Fiz breve carreira de atriz em Sampa e conheci-o, como admiradora do talento. Onde ele estiver, que esteja bem.

Rosa Campello · Recife, PE 5/1/2008 10:37
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Adriana Costa
 

É uma perda lamentável e muito triste para o Brasil e para a dramaturgia brasileira. Que Deus o tenha em bom lugar.
@>--

Adriana Costa · Brasília, DF 5/1/2008 11:08
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Rangel Castilho
 

Apagou-se uma estrela dos palcos
e ascendeu aos céus
como deveria ser...

Rangel Castilho · Anastácio, MS 5/1/2008 11:28
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
alcanu
 

Obrigado pelo toque, Cíntia, estou organizando um obituário, talvez você pudesse me ajudar, não consigo dados de um cômico chamado Vagareza, deve ter morrido, se você souber de algo, me informe. Preciso também da data de nascimento e local do Pagano Sobrinho, só tenho a data da sua morte. Essa homenagem que estou organizando provavelmente editarei no Blog do Overmundo e o Olayr com certeza já tem um verbete garantido. Muito obrigado pelo toque, com esse lance de festas, minha leitura foi pra escanteio, capice ? Um beijo, segunda falarei de amores complicadíssimos numa praia deserta...
Alcanu

alcanu · São Paulo, SP 5/1/2008 11:45
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Mestre Jeronimo - JC
 

Sarava pra quem segue pra Aruanda!!

Mestre Jeronimo - JC · Austrália , WW 5/1/2008 12:11
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Andre Pessego
 

É, o teatro no Brasil é isto. Desconhecimento. Acho que nem um povo é naturalmente tão rico em teatro. E acho na paralela que nem um pouco o desconhece tanto. E entendo mais, que o Brasil vem perdendo o grande alavancar de erguer-se não utilizando, não estimulando o teatro, não o aproveitando.
A industrialização do Brasil, se deu na rapidez e eficiência que se deu, via recursos teatrais. Que foi os SENAIs, que não um trande TEATRO, espalhado por todos os cantos.
- Imaginemos se tivesse morrido um BB, a comoção, impulsionada
pela grande imprensa,
mas somos brasileiros,
um abraço, Cintia e .....
Andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 5/1/2008 12:39
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Frazao my brother
 

A vida é um milagre.
Cada flor,
Com sua forma, sua cor, seu aroma,
Cada flor é um milagre.
Cada pássaro,
Com sua plumagem, seu vôo, seu canto,
Cada pássaro é um milagre.
O espaço, infinito,
O espaço é um milagre.
A memória é um milagre.
A consciência é um milagre.
Tudo é milagre.
Tudo, menos a morte.
– Bendita a morte, que é o fim de todos os milagres.


Preparação para a morte (Manuel Bandeira)

Frazao my brother · Anastácio, MS 5/1/2008 12:45
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Sérgio Franck
 

Cintia, dizem que quando uma estrela se apaga, outras constelações entristecem.

bjo.

Sérgio Franck · Belo Horizonte, MG 5/1/2008 13:22
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Até quando nossas estradas continuarão a ceifar vidas... Deus do céu, quanto descaso! Olayr sai de cena, para não voltar. Lamentamos juntos, Cintia...
bjo.

Nydia Bonetti · Campinas, SP 5/1/2008 13:57
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Rosa fico feliz que tenha conhecido esteartista. Fazia diferença e agora fará "a" diferenca
Adriana Costa, a dramaturgia perde e muito.Agradeço a tua chegada, principalmnete por este "menino" ter tido uma trajetória conjuntamente com com obras renomadas, com autoria de bons textos para teatro.

Rangel...O lugar não era esse aqui

Mestre Jeronimo - Saravá! Obrigado.

Alcanu, postei isto, pois li em todos os jornais, alguns blogs falando sobre Olayr Coan e coletei um pouco da obra do Diretor e Professor, que foi muito bacana, importante.

André Pessego - diante deste CV de Olayr, onde desfilam obras ou nomes, e viajei também na lembrança, como de Lygia F. Telles, Nelson Rodrigues,Ingmar Bergman Sam Shepard,Luís Fernando Veríssimo,Wolf Maya , Antunes Filho,Alain Fresnot , até o maravilhoso cineasta Stanley Kubrick . Quem não lembra de Laranja Mecânica? De Ziembinski na primeira montagem de Toda Nudez...?Mário de Andrade e Macunaíma? Bom um Prêmio Shell, é "o prêmio", mas o prêmio do BBB é o povo que elege...o povo...e o povo acha que "celebridade" é isso, ficar "trancafiado" em um espaço luxuoso, com mordomia, falando abobrinha por uns dois meses...será que este mesmo povo aguenta "um " ato de uma Peça como Toda Nudez será Castigada de Nelson Rodrigues? ou o monólogo de Confissões de Leontina, de Lygia?
O povo quer "show", não teatro. Pena!

Frank, muitos entristecem , mas a lembrança fica, ficará.Olayr Coan fez atores.Obrigado.

Nydia, o caso não é só a qualidade das estradas, mas sim a irresponsabilidade de alguns que dirigem.Bem sei.Obrigado e bjus.

Frazão - Trazendo Manuel Bandeira...é isso, fim dos milagres...
Perfeito. Obrigado pela colaboração.
Tudo é milagre.
Tudo, menos a morte.
– Bendita a morte, que é o fim de todos os milagres
.

.

Cintia Thome · São Paulo, SP 5/1/2008 14:34
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Juliaura
 

Ai! Tão novinho e bonitão ele.
Com carreira prenhe de coisa linda e bem feita e inteligente que deixa a gente com vontade de ter sido amiga de pertinho do coraçãozinho dele que parece tão bom assim nas fotinhas, e era, tenho certeza, porque fazia bem formando gente pra viver a vida do palco como ele viveu muito e dar o que falar do mundo além da tevê, que existe, e é bonito.
Não tenho acordo com o poetíssimo Manuel Bandeira (Aff! Quem sou eu?)
É que defendo como papá Bauer, que a morte depende da vida existir. Então pode dar fim ao milagre da vida, mas vida plena, bonita como do Olayr não tem morte que desfaça a obra dele, que estará entre nós, como está o próprio Bandeira.
Façamo em vida para a vida existir plena, como fazes existir Olayr entre nós aqui, Cintia, ainda que nos falte a presença física do guri.
Também tô cagada de medo que o Bauer ficou de vir para cá semana que vem de moto, de Porto Alegre a Florianópolis, e hoje pela manhã um tarado atropelou na 101 e matou motociclistas que estavam no acostamento parados se abrigando da chuva.
Ele fez aquela novela de título O dia do descanso de Deus e torço para que a divindade não pisque o olho como deve ter ocorrido para atragédia que deu chance para a morte levar a vida do corpo de Olayr.
Vou já, já aprender a rezar e começar logo.
beijin, entristecida de muito.

Juliaura · Porto Alegre, RS 5/1/2008 15:22
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
azuirfilho
 

Muito Triste, uma perda muito sentida.
A vida é mesmo uma passagem rápida.
Olayr é um exemplo pois lkevou uma vida realizadora.
Caprichou e se esforçou muito.
Fez tudo de bom que pode.
Está tranquilo onde estiver.
Viveu uma vida que valeu a pena.
Parabéns pela tão merecida lembrança.
Abração.

azuirfilho · Campinas, SP 5/1/2008 16:22
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
brigitte
 

Perda irreparável e lamentável, entristece a todos!
Parabens pela homenágem póstuma, merecida!
Abraçao

brigitte · Goiânia, GO 5/1/2008 19:08
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
anamineira
 

É mesmo triste.
O importante foi o que ele plantou em muitos corações com sua arte.
Um abraço.

anamineira · Alvinópolis, MG 5/1/2008 21:05
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
carlos magno
 

É uma pena que o teatro brasileiro tenha perdido aos 49 anos de idade o talentoso dramaturgo e ator Olayr Coan, minha querida amiga Cindia.
beijos.
Carlos Magno.

carlos magno · Rio de Janeiro, RJ 5/1/2008 21:39
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Matheus Muzy
 

Realmente, muito triste.
Parabéns pela homenagem...
Um abraço!!!

Matheus Muzy · Cordeiro, RJ 5/1/2008 21:40
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Pedro Monteiro
 


Cintia, muito oportuno teu destaque, pois se trata de um grande ator e diretor, assisti vários trabalhos dele.
O Teatro e a cultura estão de luto!
Abraços

Pedro Monteiro · São Paulo, SP 6/1/2008 11:10
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Perda lamentável!
Segue a vida e o palco, agora e senmpre, iluminar-se-á de outra estrela teatral.
Bjs.
Benny.

Benny Franklin · Belém, PA 6/1/2008 13:38
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
marilia carboni
 

Que tristeza Cíntia...tão jovem...tão lindo !!!!!
C certeza estará brilhando lá onde todos nossos queridos estão a nos olhar !!!!!
Mil beijos...

marilia carboni · Londrina, PR 6/1/2008 13:52
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Alê Barreto
 

Lamento a minha ignorância de não conhecer a obra dele, minimizada pela contribuição da Cintia aqui. Que ele esteja em paz e atuando, onde quer que esteja.

Alê Barreto · Rio de Janeiro, RJ 6/1/2008 16:42
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
apple
 

Merecida homenagem a uma pessoa que usou o seu tempo na Terra para trabalhar em prol da cultura brasileira.

Fica um sentimento de perda, mas também de gratidão pelo trabalho que ele desenvolveu.

Beijos

apple · Juiz de Fora, MG 6/1/2008 23:27
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Hoje, Olayr Coan faria 49 anos, mais de 20 dedicado a cultura brasileira. Grande lutador e defensor de melhores dias ao Teatro, basta percorrer pelos teus trabalhos como autor, ator e diretor.
Exímio professor. Mas tuas obras ficam. " A obra é longa, mas a vida é curta" , alguém já disse isso, não me recordo agora...

Cintia Thome · São Paulo, SP 7/1/2008 07:29
sua opinião: subir
Joana Eleutério
 

Cíntia,
Parabéns pelo seu talento para o jornalismo cultural. Já tinha visto o texto sem comentá-lo, no entanto. Vo(l)tei, lamentando a perda irreparável para o Teatro Nacional. Bjs.

Joana Eleutério · Brasília, DF 7/1/2008 09:27
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Marcos Paulo Carlito
 

Valeu Cintia!

Marcos Paulo Carlito · , MS 7/1/2008 09:57
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Felipe Henrique
 

Não estou mais atuante no overmundo, mais o seu convite é uma ordem!... gostei muito, parabéns!
Voto!

Felipe Henrique · Mesquita, RJ 7/1/2008 12:45
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Celeia Machado
 

Não conheci o Olair, mas lamento a sua saída de cena. Onde quer que ele esteja que tenha sido bem recebido e que esteja em paz.

Celeia Machado · Rio de Janeiro, RJ 7/1/2008 12:47
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
ana wagner
 

Dizem que o show tem que continuar.
Fizeste um belo tributo a uma grande estrela
de nosso teatro. Parabéns. bjs

ana wagner · Porto Alegre, RS 7/1/2008 12:54
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
ILZE SOARES
 

Muito boa a sua reportagem com esse artista. Pena o seu desaparecimento! Merecida homenagem.

bjos

ILZE SOARES · Salvador, BA 7/1/2008 13:54
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
marilia carboni
 

Vota c tristeza ...mas voto c amor !!!!
Mil beijos...

marilia carboni · Londrina, PR 7/1/2008 14:16
sua opinião: subir
marilia carboni
 

Voto c tristeza ...mas voto c amor !!!!
Mil beijos...

marilia carboni · Londrina, PR 7/1/2008 14:17
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
raphaelreys
 

Lamentavel que tenha voltado às suas origens no topo da sua carreira. Pinta de artista, um grande alma!

raphaelreys · Montes Claros, MG 7/1/2008 14:59
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Gente!

Agradeço de coração pelos comentários e votos, que assim fez Olayr Coan estar hoje, dia 07 de janeiro de 2007 na primeira página do Site Overmundo por já horas e assim uma maneira sem querer de homenage´-lo por toda a sua existência aqui, sua obra e no dia de seu anivérsário...neste dia 07 de janeiro.
Comovida estou pois sei o que uma mãe passa quando não há mais aniversários de um filho. Olayr, não tinha filhos, mas tem Mãe e irmãos, acho que uma coisa importante que não citei aqui.
Obrigado . Obrigado.Muito.

Cintia Thome · São Paulo, SP 7/1/2008 20:52
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Gente!

Agradeço de coração pelos comentários e votos, que assim fez Olayr Coan estar hoje, dia 07 de janeiro de 2008 na primeira página do Site Overmundo por já horas e assim uma maneira sem querer de homenage´á-lo por toda a sua existência aqui, sua obra e no dia de seu anivérsário...neste dia 07 de janeiro.
Comovida estou pois sei o que uma mãe passa quando não há mais aniversários de um filho. Olayr, não tinha filhos, mas tem Mãe e irmãos, acho que uma coisa importante que não citei aqui.
Obrigado . Obrigado.Muito.

Cintia Thome · São Paulo, SP 7/1/2008 21:12
sua opinião: subir
LAILTON ARAÚJO
 


AMIGA CINTIA...

É gratificante ler uma matéria em homenagem ao artista brasileiro...

O ano de 2008 chegou e trouxe surpresas... Algumas tristes! É uma viagem! É a vida! Já falava o poeta "Gonzaguinha"... Que também viajou...

Prefiro achar que cada missão tem seu tempo e finalidade...

As lembranças ficam... O talento e as obras culturais de cada
artista - um dia - terão o devido reconhecimento.

Segue um poema...

VISÕES DE TERÇA-FEIRA...

(Lailton Araújo)

Hoje é terça-feira e a noite chega
Igual à sombra do repouso eterno
E a viagem será mais confortável
Sem corpo... Como é fácil flutuar!
E perceber as emoções - fluindo
Como raios em plena tempestade

Serão eternas as nossas lembranças
E os dias não estarão no calendário
As mágoas estarão perdidas no ar
Pois o amor já habita a alma livre
É manta do Pai Eterno, protegendo
Mais um filho com sede de carinho

E as vozes dos que ficaram, pedem
Indulgência pelo irmão que viajou...
As flores são de respeito nas orações
E todos os santos serão procurados
Mas Deus... Escuta e sabe o porquê!
Deste segredo nunca ser revelado...

Os espíritos esperam a oportunidade
A nova missão virá por merecimento
Sendo luzes que brilham no universo
Os olhos na Terra vêem e admiram
Nunca conhecerão o grande mistério
Da reencarnação da alma no corpo...

...................

OLAYR COAN, Diretor Teatral e Ator...

Deus esteja com você!

..................

Beijão Cintia!

2008 de muitas realizações e letras!

Lailton Araújo

LAILTON ARAÚJO · São Paulo, SP 7/1/2008 21:25
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Lailton...

Uma oração...
Obrigado pelo comentário...lindo poema/letra...
Fechou mesmo!
Abçs.

Cintia Thome · São Paulo, SP 8/1/2008 13:31
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Matheus Muzy
 

Voltei para votar...
Desculpe o atraso, estou um pouco enrolado.
Abraços!!!!

Matheus Muzy · Cordeiro, RJ 11/1/2008 18:46
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Cena Lua Sobre o Tapete direçao de Olayr zoom
Cena Lua Sobre o Tapete direçao de Olayr
Olayr no Tablado zoom
Olayr no Tablado
Eliete Cigarini em cena A Lua sobre o Tapete zoom
Eliete Cigarini em cena A Lua sobre o Tapete
Olayr Coan no tablado zoom
Olayr Coan no tablado
Toda Nudez será Castigada com Olayr Coan zoom
Toda Nudez será Castigada com Olayr Coan

veja também

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados