Olhares! Público Encantado - "A Hora da Estrela"

Direitos Reservados
Capa do Livro e Dossiê - Clarice Lispector
1
Higor Assis · São Paulo, SP
1/6/2007 · 209 · 41
 


“As pessoas saem com um sorriso largo e um brilho intenso nos olhos, as crianças adoram Clarice– diz a Técnica de Museu, Arleide, 45 anos. A exposição – A Hora da Estrela – Sobre Clarice Lispector está trazendo suspiros até nas crianças, que passam pelo museu da língua portuguesa, localizado no centro da capital paulistana.

A mostra que fica até o mês de setembro, trás diversas atrações e fatos instigantes, que cativam o público a ingressar na vida e literatura de um estilo tão pessoal como a de Clarice Lispector.

Nascida na pequena cidade de Tchetchelnik, na Ucrânia, em 10 de dezembro a menina Haia Lispector ainda com dois meses de vida vem com sua família e desembarca no Brasil. O amor, que ao longo dos anos aprendeu a ter pela língua portuguesa faz com que Clarice se sentisse mais brasileira do que muitos nascidos por terras tupiniquins, porém por muito tempo a escritora teve o pudor de se permitir estrangeira, mesmo já a própria massa de leitores ter lhe concedido por direito sua identidade brasileira.

“Amo a língua portuguesa. (...) Eu até queria não ter aprendido outras línguas: só para que a minha abordagem do português fosse virgem e límpida” – trecho do livro A Descoberta do Mundo, que está na mostra.

Logo ao entrar no primeiro andar você se depara com imensas telas com o rosto da Escritora em branco e preto, atrás das imagens do seu rosto, frases celebres e intensas de alguns dos seus livros. As pessoas entram, olham para cima e ficam de boca aberta até se deparar com a outra sala. As estudantes Eliane, 22 anos e Tamires de 19, ficam entusiasmadas – “Ela é muito linda, não conhecia ela, agora vou ler todos seus livros” – comenta as jovens com olhares hipnotizados pelas telas.

Numa boa técnica usada pela produção da mostra, uma sala totalmente branca com uma cama no centro surge em contradição a sala escura, a inicial. As paredes marcadas em gravura com frases fortes dão o aspecto mais que claro da entrega de Clarice para a literatura. Um mundo branco e preto é colocado à prova pelos curadores, talvez para habituar os visitantes e entre um jogo de luz e uma sala escura, as frases da indagadora e também jornalista - “Não, não estou falando em procurar escrever bem: isso vem por si mesmo. Estou falando em procurar em si próprio a nebulosa que aos poucos se condensa, aos poucos se concretiza, aos poucos sobe à tona – até vir como um parto a primeira que a exprima”.

A coordenação geral da mostra ficou com Júlia Peregrino a curadoria foi por conta de Júlia e o Poeta, Ferreira Gullar. A maioria das fotografias é do acervo Clarice Lispector e Fundação Casa Rui Barbosa. Os documentos exibidos pertencem a Paulo Gurgel Valente e estão sob a guarda da Fundação Casa Rui Barbosa.

Outra que ficou encantada foi a Estudante e Secretária, Rosimeire Domingues, 38 anos. Fã de carteirinha seu olhar deixa evidente, que é apaixonada pelas linhas escritas por Clarice Lispector, ela diz que tem “Clarice como inspiração de gaveta” – logo a seguir percebe outro cômodo da exposição idealiozado só por gavetas com objetos pessoais da escritora, numa inspiração solta um grito, “que lindo” – já inquieta a secretaria.

Está terceira sala traduz bem os caminhos que a também jornalista percorreu em vida. “São duas (2000) mil gavetas e (65) delas abrem trazendo um pouco da vida da escritora, com escritas de Lispector, reportagens, documentos oficiais” – explica um dos monitores do museu.

Ao fundo se ouve uma voz alta com um leve sotaque, claro um sotaque inigualável! Clarice em sua última reportagem, para a TV Cultura. A entrevista só pode ser passada após sua morte, foi um pedido da escritora. Entre tantas gavetas, um telão, um sofá. No braço do sofá uma maquina de escrever antiga, quase intocável e despercebida pelo público fazia a decoração do espaço. As pessoas assistiam a reportagem como se aquela exclusiva maquina não tivesse percorrido pelos dedos e colo de Clarice e acabava passando desapercebida por muitos.

Os olhos arregalados por curiosidade no inicio da mostra, agora trazem olhos maravilhados, entusiasmados com tanta graça acolhida, mesmo no fim uma última olhada para trás e uma breve lembrança, dos poucos passos dados, porém as várias emoções vividas, por frases, pensamentos e lembrança sobre Clarice Lispector.

“Oh Deus, que faço desta felicidade ao meu redor que é eterna, eterna, eterna, e que passará daqui a um instante porque o corpo só nos ensina a ser mortal ?” – Clarice Lispector.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Leandróide
 

Que beleza de matéria, Higor! Senti que estava na exposição com as tuas descrições e depoimentos colhidos de visitantes.
Parabéns!
Abraço do Leandroide.

Leandróide · Florianópolis, SC 30/5/2007 16:45
sua opinião: subir
Ilhandarilha
 

Higor, que bacana a matéria. Emocionante, de fato. Me deu mais vontade de ir à Sampa pra conhecer o museu. Dá uma olhadinha no texto novamente, que tem alguns pequenos problemas para acertar, como por exemplo, a palavra concebido, no fim do parágrafo 3, etc. Um abraço!

Ilhandarilha · Vitória, ES 30/5/2007 20:34
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Leandróide!

Valeu amigo, realmente é muito linda a mostra, as pessoas realmente saem com graça nos olhos e um largo sorriso. Vale apena conhecer a exposição.
Um abraço!

Higor Assis · São Paulo, SP 31/5/2007 08:27
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Ilhandarilha!

Pode ir então viu! Tenho certeza que vai adorar, peguei cada detalhe que eu consegui e foi bacana ouvir ao fundo a moça gritando toda eufórica com as coisas que via sobre Clarice Lispector.

Quanto ao erro, fico agradecido pela dica, até coloquei o significado da palavra em tag. Agora seu etc não entendi, tem muitos erros ?

Higor Assis · São Paulo, SP 31/5/2007 08:29
sua opinião: subir
Ilhandarilha
 

Vejo que corrigiu a palavra. Estava escrito originalmente concebido, no lugar de concedido (aliás, o link que colocou na palavra leva à página inicial do dicionário, e não ao significado). O meu etc se refere a algumas vírgulas e coisinhas assim. No mais, o texto está bem emocionado, como gosto de ler. Um abraço.

Ilhandarilha · Vitória, ES 31/5/2007 08:39
sua opinião: subir
Higor Assis
 

O Ilhandarilha, não posso dar moleza né! Infelizmente o site volta está condição da página mãe. Fiz ainda um teste, mas como você disse voltou. Um pena, mas vale a dica. Agradecido hein!!!

Higor Assis · São Paulo, SP 31/5/2007 08:44
sua opinião: subir
Marluce Freire Nascasbez
 

Higor Assis,

Que matéria mais linda, parabéns!

Um aBRAÇO, Marluce

Marluce Freire Nascasbez · Carnaíba, PE 1/6/2007 09:11
sua opinião: subir
Egeu Laus
 

Beleza de matéria, Higor!
Irei a São Paulo na semana que vem e levo a matéria no bolso!
Abraço!

Egeu Laus · Rio de Janeiro, RJ 1/6/2007 09:33
sua opinião: subir
Jan Moura
 

Muito bem escrita a matéria. E Clarice é realmente uma escritora fabulosa, e seu livro A Hora da Estrela, não é um clássico a tôa. Marcou minha vida, já devo ter lido pelo menos umas 4 vezes. E a cada leitura descubro outros significados, outras texturas.... e cada vez me emociono com o trágico final de nossa Macabéia. Abraços. Parabéns.

Jan Moura · Cuiabá, MT 1/6/2007 09:42
sua opinião: subir
Spírito Santo
 

Bela matéria, belo trabalho, Higor!
Claríssimo!

Spírito Santo · Rio de Janeiro, RJ 1/6/2007 12:21
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Marluce.

Muito Obrigado, outro abraço.

Higor Assis · São Paulo, SP 1/6/2007 12:36
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Egeu.

Tenta agendar sua visita a sp intercalando com o encontro dos colaboradores daqui, vai ser bacana. A pauta está em conversas.

Valeu pelo comentário!

Higor Assis · São Paulo, SP 1/6/2007 12:37
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Jan Moura.

Valeu amigo pelo comentário. Realmente o livro é cheio de descobertas, maravilhoso.

Higor Assis · São Paulo, SP 1/6/2007 12:40
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Spirito.

Valeu amigo, um elogio seu é muito gratificante.

Higor Assis · São Paulo, SP 1/6/2007 12:40
sua opinião: subir
Gisele Colombo
 

Higor, muito legal sua matéria. Li Clarice na adolescência e sempre e de cara me identifiquei com sua obra. Me deu muita vontade de ver a exposição. Abcs Gisele

Gisele Colombo · Campo Grande, MS 1/6/2007 15:22
sua opinião: subir
Priscila Silva
 

Excelente, sempre é bom ler textos que falem sobre esse espetáculo de escritora. Adoro Clarice. Me deu uma vontade imensa de ir para Sp mas infelizmente estou muito longe daí! Fazer o quê, né? rsrs

Obrigada por fornecer um texto tão bom, Higor!

Priscila Silva · Cabo Frio, RJ 2/6/2007 07:36
sua opinião: subir
CCorrales
 

Caro Higor
Clarice nunca é demais. Uma boa matéria no Overmundo nunca é demais. Obrigada pelo convite para passear por aqui.
Abraços
Cíntia

CCorrales · São Paulo, SP 2/6/2007 09:42
sua opinião: subir
cacá neves
 

Parabéns, não só pelo assunto escolhido, mas também pelo texto, graças a ele e a minha imaginação, pude sentir o verdadeiro sentimento de estar em uma exposição tão enaltecedora.
abraço

cacá neves · Recife, PE 2/6/2007 16:47
sua opinião: subir
Rafael Costa
 

a exposição do guimarães foi perfeita.
imagino que essa também deva ser; o museu começou muito bem: os dois maiores nomes da nossa literatura.
nãopossomorrersemvistaramontagemdaclarice

Rafael Costa · Belo Horizonte, MG 3/6/2007 10:10
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Gisele Colombo .

Pois, vá menina você vai adorar. Agradecido pela mensagem!

Higor Assis · São Paulo, SP 3/6/2007 18:13
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Priscila Silva .

Eu que agradeço pela simpatia.

Higor Assis · São Paulo, SP 3/6/2007 18:14
sua opinião: subir
Higor Assis
 

CCorrales.

Verdade Clarice nunca é demais!

Higor Assis · São Paulo, SP 3/6/2007 18:16
sua opinião: subir
Higor Assis
 

cacá neves.

Eu que agradeço pela cordialidade.

Higor Assis · São Paulo, SP 3/6/2007 18:18
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Higor Assis
 

Rafael Costa.

Valeu amigo, não perca hein!!

Higor Assis · São Paulo, SP 3/6/2007 18:19
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Excelente matéria Higor. Clarice foi leitura obrigatória no meu vestibular, e depois disse meu interesse pela autora aumentou. Muito bem escrito e essa exposição ,com certeza, é um ótimo programa. Um abraço.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 4/6/2007 09:05
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Ah, as fotos ilustram muito bem a reportagem. Resgates como esses devem ser feitos sempre.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 4/6/2007 09:07
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Higor Assis
 

Filipe.

Valeu amigo, se puder venha a SP ver a exposição.
Um abraço!

Higor Assis · São Paulo, SP 4/6/2007 09:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Higor, não seria por falta de vontade (risos), "do jeito que dinheiro tá caro", infelizmente, terei que ficar por aqui mesmo.
Um abraço.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 4/6/2007 09:17
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Guilherme Mattoso
 

muito bom! com clarice não tem erro!

Guilherme Mattoso · Niterói, RJ 4/6/2007 10:01
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Robert Portoquá
 

Valeu Higor. Parabéns pela matéria!
Clarice realmente merece esta exposição.
Você fez um trabalho magnífico, detalhes das salas depoimentos de visitantes material (fotos) para consulta, e links que enriqueceram muito a matéria.
Minha leitura predileta de Clarice é A Maça no Escuro, recomendo
Ótimo trabalho, abração.

Robert Portoquá · Adamantina, SP 4/6/2007 16:06
sua opinião: subir
Daniel Duende
 

A matéria ficou muito boa!
Queria ter a oportunidade de visitar esta exposição. Espero que ela aconteça também em algum lugar que eu esteja.

Abraços do Verde.

Daniel Duende · Brasília, DF 4/6/2007 23:47
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Guilherme Mattoso.

Valeu amigo!!!

Higor Assis · São Paulo, SP 5/6/2007 08:32
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Robert.

Valeu amigo, obrigado pelo depoimento.

Higor Assis · São Paulo, SP 5/6/2007 08:32
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Daniel Duende.

Lhe convidei, pois sei do seu fascínio por Clarice. Valeu amigo!

Higor Assis · São Paulo, SP 5/6/2007 08:33
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Muito Bom!!!
Fiz uma primeira leitura e pelos comentários percebi que todos disseram o que eu pensei.
Principalmente a vontade de ir até aí.
Valeu!!!

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 5/6/2007 17:00
sua opinião: subir
Lais Espanca
 

Eu sou uma criança que adora Clarice.
Tenho feito visitas frequentes ao Museu.

(pausa, pois não sei descrever o que sinto)

Como sempre, adorei seu texto.

beijos

Lais Espanca · São Paulo, SP 26/9/2007 15:44
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Higor, Higor, que perda essa minha! Tão perto e tão longe, mas nem mesmo por aqui fiquei sabendo. Desinformação total, certamente. Porque aqui estava e está!
Bom, mas pude me deliciar um pouco com a tua bela reportagem, e sobrtudo com tão rio=cos detalhes descritos. Quese estive lá, pude imaginar cada cômodo, cada espaço e gavetas.
Linda exposição em homengem a essa tão querida brasileira, sim! Porque naturalidade não é só uma questão nascimento, mas de identidade e afiniade com o lugar.
Muito bom, parabéns! Valeu a dica da leitura.
Grande abraço!

Branca Pires · Aracaju, SE 26/10/2007 13:07
sua opinião: subir
Susan Lopes - Cia. Ânima de Teatro e Performance
 

Pois estive em São Paulo e não consegui entrar na exposição. Totalmente lotado. Pena mesmo. Meu espetáculo nasceu do conceito de It que Clarice aborda em Água Viva. Sou doida por ela.

Susan Lopes - Cia. Ânima de Teatro e Performance · Bauru, SP 26/10/2007 13:18
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Branca e Susan.

Fico muito agradecido pela passagem por aqui e pelos comentários. Bj no coração.

Higor Assis · São Paulo, SP 26/10/2007 14:16
sua opinião: subir
Z.A. Feitosa
 

Você transmite amor pela escritora e, por suposto, pela obra literária. Quando li "Laços de família", fiquei definitivamente preso aos livros. Quando conheci "A maçã no escuro", o gosto pela literatura se acendeu na minha alma. Quando me deixei tocar pelo monólogo interior que permeia "A Hora da Estrela", agradeci aos céus a graça de gostar de ler! Digo essas frases em louvor à sua escrita, que é tão encantadora quanto a obra da Clarice Lispector! Força e luz, Higor! Abraços

Z.A. Feitosa · Marizópolis, PB 2/5/2008 01:41
sua opinião: subir
Ge Dias
 

Oi, Higor. Li o seu texto. Pena que não vi essa exposição. Ainda está acontecendo? Clarice é isso mesmo: provoca paixões intensas e caleidoscópicas, como ela própria. Abraços

Ge Dias · Várzea Paulista, SP 13/7/2009 11:17
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

A Maquina de Clarice zoom
A Maquina de Clarice
Receita de Clarice para viver melhor ás 24h do dia zoom
Receita de Clarice para viver melhor ás 24h do dia
Carta de Carlos Drumond de Andrade à Clarice zoom
Carta de Carlos Drumond de Andrade à Clarice
Clarice Lispector como adorava estar zoom
Clarice Lispector como adorava estar

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados