ÔNIBUS 174 - A realidade que supera a ficção

1
Vinicius Frigeri · Londrina, PR
26/8/2006 · 80 · 9
 

Eram dezenas de pessoas. Repórteres, cinegrafistas, fotógrafos e curiosos se amontoavam para acompanhar o que estava acontecendo. O “espetáculo” era visto também, ao vivo, em todo o país, graças às lentes e aos microfones lá colocados. Até as imagens das câmeras de monitoramento da Central de Trânsito foram utilizadas na tevê. Tudo foi devidamente mostrado. Todos os ângulos, gestos, palavras e atitudes, assim como num filme.

Como num bom filme, havia um bandido. Este, aos seis anos de idade, filho de pai desconhecido, viu a mãe ser degolada. Foi morar na rua. Quando adolescente, sobreviveu à chacina da igreja da Candelária, no Rio de Janeiro. Chegou a ser preso por várias vezes, mas sempre fugia. Ele era conhecido por uma característica que marcava sua face: Mancha.

Para completar o roteiro do filme, um ônibus com trabalhadores e estudantes foi seqüestrado e a polícia parecia incapaz de lidar com uma situação até então incomum: um seqüestro com reféns transmitido ao vivo.

Quem assistiu ao filme “O quarto poder”, com John Travolta, pode pensar que a história acima se trata de um plágio. Alguma vez você já ouviu a frase: “a vida imita a arte”? Ônibus 174 é exatamente isto.

O documentário relata o incidente de 12 de junho de 2000 no Rio de Janeiro que cuminou com a morte do seqüestrador Sandro do Nascimento e de uma das reféns, Geisa Gonçalves, com tiros disparados pelo bandido e pela polícia.

Com imagens das emissoras de televisões e gravações próprias, o diretor José Padilha constrói uma narrativa dupla que mostra o desenrolar do seqüestro e a trajetória pessoal de Sandro intercalados com depoimentos. A família, a tia e alguns amigos são entrevistados, além de policiais que participaram da operação (um com o rosto coberto devido à proibição de dar entrevistas por parte do batalhão), alguns reféns, o viúvo da vítima e, até, um assaltante “profissional”.

O filme é um soco no estômago, pois mostra uma realidade de sofrimento e violência que beira o surreal. Na ocasião do lançamento do filme, um repórter da Folha de S. Paulo resumiu o sentimento do filme:
“Não há roteirista, por mais delirante que seja, capaz de imaginar uma história tão absurda, cruel, dolorosa e tragicamente humana. Mais uma vez a realidade superou de longe a ficção.”

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Thiago Camelo
 

Li uma vez que no exterior as pessoas viam o filme - de fato - ansiosos como em uma ficção em que não se sabe o final. Deve ser muito louco mesmo assisti-lo sem saber o desfecho da "trama". Pena que esse desfecho é tão triste.

Thiago Camelo · Rio de Janeiro, RJ 24/8/2006 18:49
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Vinicius Frigeri
 

É impressionante ver o poder que imprensa teve neste caso. O documentário insinua que o seqüestrador só teve aquelas reações (como de mandar escrever com batom no vidro, botar a cabeça pra fora pra falar com os jornalistas etc) porque a mídia em peso estava presente.

Vinicius Frigeri · Londrina, PR 25/8/2006 00:33
sua opinião: subir
Carolina Pontes
 

Impressionante, é impossível você não repensar todos os seus conceitos a respeito do crime, e mais, dos criminosos!

Aula de Cinema inesquecível!

Carolina Pontes · Caruaru, PE 26/8/2006 19:05
sua opinião: subir
Carolina Pontes
 

Impressionante, é impossível você não repensar todos os seus conceitos a respeito do crime, e mais, dos criminosos!

Aula de Cinema inesquecível!

Carolina Pontes · Caruaru, PE 26/8/2006 19:06
sua opinião: subir
André Dib
 

Alô, Vinícius, meu conterrâneo! Ônibus 174 é um documentário que vem sendo muito estudado, até porque mais da metade dele é de imagens oriundas da poderosa imprensa televisiva. Mas a televisão brasileira não conseguiu, não quer conseguir, e nunca conseguirá fazer o mesmo exercício de auto-análise oferecido pelo documentário, que subverteu a maneira como as imagens foram veiculadas, jogando o feitiço contra o feiticeiro.

André Dib · Recife, PE 13/9/2006 04:48
sua opinião: subir
jujuba
 

Meu Deus! Dois professores meus da faculdade já falaram deste documentário! Eu PRECISO ver!

jujuba · Santo André, SP 3/2/2007 14:40
sua opinião: subir
Marcelo Melo
 

O mais lamentável é que boa parte das imagens da ação em si em torno do ônibus vêm das emissoras de TV que ficaram transmitindo (algumas por horas a fio) tudo ao vivo para o País inteiro. Será que teria sido diferente se não houvesse a TV por lá? Muito provavelmente Sandro teria sido sumariamente elminado mais cedo, não duvido disto...

Marcelo Melo · São Paulo, SP 14/2/2007 13:26
sua opinião: subir
Pazaomundotodo
 

O documentário é ótimo, acho que vcs nao percebem o que esse documentario quer passar pra vcs ele quer mostrar a realidade do nosso pais, desse mundo, que estampar na cara de vcs o sistema desse pais onde há uma imensa desigualdade social e essa desingualdade é tao grande que forma cidadoes como o Sandro, mostrou a vida dele como ele virou um criminoso, a importancia de estudar, e de certa forma que as pessoas nao deveriam reclamar da familia que tem porq tem gente que nem tem familia e passou, fome, frio, medo, na rua ficou desequilibrados, loucos e tendem a só fazer besteiras, mostrou tbm como a policia é uma raça desprezível e nojenta, asquerosa e que não merece nenhum respeito, odeio todo esse bando de policiais corruptos e tbm a população, não fica pra traz são tão criminosos quanto ele por quererem lincha-lo. " linchamento deveria ser crime porq vai contra as direitos humanos e do cidadão" sendo o cidadão qual for.

Pazaomundotodo · Rio de Janeiro, RJ 6/1/2011 22:54
sua opinião: subir
Joana Eleutério
 

Gostei do texto, Vinícius. convido-o para ler o artigo de minha autoria na Revista Ciências Sociais da UNISINOS/RS:

Ônibus 174: um olhar sobre a violência urbana e a exclusão social

Aguardo seus cometários, ok?

Grande abraço.

Joana Eleutério · Brasília, DF 12/9/2011 17:54
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados