Revelando as cidades - Mantenópolis (ES)

Ratão Diniz / Imagens do Povo / IMA
Sessão do Revelando os Brasis em Mantenópolis
1
Vitor Lopes · Vitória, ES
3/6/2007 · 313 · 8
 

Era tarde de sábado quando um caminhão pouco comum chegou a Mantenópolis, extremo noroeste do Espírito Santo. A cidade é pequena, poucas ruas e com economia voltada para a zona rural. A principal rua, uma homenagem ao ex-presidente Getúlio Vargas, abriga uma praça, alguns prédios, bares e muitas casas, a maioria em péssimo estado de conservação.


O menino Zequinha, de 10 anos, segura por uma pequena corda a égua Roxinha, que pertence ao seu avô. “Ela está cansada já, não aguenta mais andar. Mas como o trabalho é pouco, também brinco com ela”, confessa o garoto enquanto passa em frente a um bar repleto de homens em volta de uma mesa de sinuca.


Ao lado de um dos inúmeros bares da cidade, mora dona Divina de Oliveira Almeida, 66, com suas duas filhas, Sônia e Maria José. Dona Divina já perdeu três dos seus 12 filhos e outros três ela já não vê há mais de 10 anos. “Foram para Rondônia... nunca mais deram notícias”, afirmou sem conseguir segurar o choro espontâneo. Fazedora de um café que mói no próprio quintal, a senhora ia ao cinema na época em que morava no Rio de Janeiro. “Eu trabalhava de doméstica e ia ao cinema no Leblon, quando minha patroa deixava”.


Diferente de Dona Divina, o pedreiro Rogério Viana da Silva, 26, nunca foi ao cinema. Não tem tempo. Os únicos filmes que raramente vê são os que passam na televisão ou que o Seu Manoelzinho Loreno exibe de vez em quando pela cidade.


Seu Manoelzinho mora com a mãe, a esposa e dois filhos numa casa no final da Rua Projetada. Não tem geladeira e possui pouca infra-estrutura de saneamento. Dono de uma TV e dois videocassetes, Seu Manoelzinho está cansado de dar entrevistas para jornais. Já apareceu no programa da Ana Maria Braga (TV Globo) e no do Gugu Liberato (SBT). Foi recebido como herói em sua cidade, tendo até de fazer discurso no palanque da praça.


Parece impossível, mas Seu Manoelzinho, mesmo desempregado e com dificuldades para comer, é um dos mais ativos diretores de cinema do Brasil, já tendo produzido 40 longas. Os recursos? “Vem do próprio bolso e da ajuda dos amigos”, comenta. O morador mais ilustre de Mantenópolis realiza suas produções em um câmera VHS, tendo no elenco os próprios moradores.


Por conta desse lado pouco comum, o diretor passou para frente das telas e virou tema do documentário “O Sonho de Loreno”, da diretora Alana Almondes, uma das 40 contempladas na primeira edição do projeto Revelando os Brasis, que chegou no sábado dia 26 de maio a Mantenópolis para a terceira exibição do circuito itinerante que irá percorrer 25 mil km projetando os filmes selecionados pelo projeto.


O caminhão chegou e a cidade parou. Crianças acompanharam a montagem do telão, vendedores ambulantes trouxeram seus carrinhos com refrigerantes, pipocas e churrasquinhos no palitopara animar a platéia.


Na tela, os moradores conferem as histórias filmadas em outros três municípios do Espírito Santo, “Brilhantino”, de Ériton Berçaco (Muqui), “O Último Tocador”, de Valbert Vago (São Roque do Canaã) e “Bate-Paus”, de Jorge Kuster Jacó (Vila Pavão), todos com menos de 20 mil habitantes. “Nenhum com cinema”, complementa Beatriz Lindenberg, presidente do Instituto Marlin Azul, responsável pelo Revelando os Brasis em parceria com o Ministério da Cultura.


Certo de que o cinema pode mudar a vida e o olhar das pessoas sobre elas, Seu Manoelzinho resume o que a imagem pode realizar: “Eu trabalhava como pedreiro. Eu fico até com vergonha, mas já apareci na Globo e no SBT e hoje eu sou famoso. O cinema me dá tanta felicidade e tantas idéias que até esqueço os problemas que tenho”.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Ilhandarilha
 

Que legal que você esteve lá, Vitor. Muito bom o texto. tem um pequeno problema aqui: Por conta desse lado pouco comum, o diretor virou passou para frente das telas e virou tema do documentário “O Sonho de Loreno”, e um palavrinha que ficou grudada na outra em outro lugar. abraços

Ilhandarilha · Vitória, ES 31/5/2007 09:21
sua opinião: subir
Ilhandarilha
 

Esqueci de uma coisa: tem uma tag própria para o revelando os brasis: é revelando-os-brasis (assim, com ífem). É legal acrescentar. Assim sua matéria aparecerá toda vez que alguém abrir outra com a mesma tag.

Ilhandarilha · Vitória, ES 31/5/2007 09:28
sua opinião: subir
Helena Aragão
 

Legal, Vitor! Achei incrível essa história do Seu Manoelzinho morar na "Rua Projetada". É isso mesmo? Nossa!

Helena Aragão · Rio de Janeiro, RJ 31/5/2007 15:06
sua opinião: subir
anamineira
 

Seu Manoelzinho é mais um brasileiro que faz, mesmo sem muito recurso. SÓ PAIXÃO!!!!

anamineira · Alvinópolis, MG 31/5/2007 16:18
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Gisele Colombo
 

Legal a matéria. Gente simples tedo acesso à arte da telona! Abcs! Gi

Gisele Colombo · Campo Grande, MS 1/6/2007 15:52
sua opinião: subir
Lorena Tonini
 

Adorei o texto Vitor!
Parabéns!

Lorena Tonini · Vitória, ES 4/6/2007 11:15
sua opinião: subir
diginois.com.br
 

Primeiro a Helena e agora vc Vitor. Esse projeto eh sensacional e a cobertura do overmundo ta classe A!
abs!

diginois.com.br · Rio de Janeiro, RJ 4/6/2007 12:11
sua opinião: subir
Júlia Tavares
 

Oi, Vitor,
Parabéns pelo bom texto e pelo olhar atento aos habitantes da cidade. Se a trajetória de Seu Manuelzinho já foi explorada até pelo Gugu, precisamos mesmo mostrar outros aspectos dessa história. Você bem que podia descrever mais a relação desse pessoal com o cinema numa próxima reportagem..
Abraço!
Júlia.

Júlia Tavares · Belo Horizonte, MG 4/6/2007 16:41
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados