Se toda (Itiberê Orquestra) Família fosse assim...

Marcella Azevedo de Almeida - www.itibereorquestrafamilia.com.br
1
Felipe Obrer · Florianópolis, SC
12/4/2007 · 302 · 50
 


Inspirado principalmente no prazer de ouvir, decidi agrupar o que estava disperso no Overmundo e falar um pouco sobre um pessoal que faz Música Universal* (ou Livre).

A sede da Itiberê Orquestra Família é no Rio de Janeiro, mas a música que produz já pode ser considerada patrimônio vanguardista do Brasil inteiro, com eco no mundo.

Um grande divulgador da música instrumental brasileira é Ricardo Sá Reston, que, embora ande meio desaparecido deste espaço overmundano, tem na rede o imperdível podcast (a nova rádio, por assim dizer) Miscelânea Vanguardiosa.

Aqui no Overmundo ele ofereceu, ou colocou na roda (não gosto do verbo "disponibilizar"), há meses, algumas músicas provenientes das Oficinas de Música Universal da Itiberê Orquestra Família, que tomo a liberdade de anexar a este texto para aumentar o alcance desse material tão legal que andava esquecido no meio de tantas colaborações (e viva a licença compartilhada!).



Uma tentativa que me deixou de cama

Lembro, há alguns anos, de ter tentado trazê-los pra tocar em Floripa. Acabei não conseguindo articular patrocínios e espaço, mas "vi" acontecer a vinda, por outras mãos (mais bem equipadas). Um professor do curso de música da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), cujo mestrado tratava justamente da IOF, arranjou não apenas um espaço adequado para eles tocarem (o Teatro Álvaro de Carvalho) como também aproveitou para propiciar que, durante a estadia de Itiberê e seus "filhos" na Ilha, ministrassem oficinas na própria universidade.

Até onde sei, foi tudo muito proveitoso, mas não consegui assistir à apresentação nem às oficinas. Fruto da simples chegada do inverno, ou somatização do desconsolo por não ter conseguido produzir a vinda deles -depois de conversar ao longo de meses com a Lúcia Casoy, esposa de Itiberê e produtora da Orquestra-, caí de cama derrubado por uma gripe forte, de desintoxicação. Acho também que a origem pode ter sido o excesso de cigarros de palha. Mas isso não vem ao caso. Sei que, enquanto amigos viviam uma experiência única, eu estava deitado, curtindo a minha gripe.



A cura

Acabei apreciando uma apresentação de perto e diretamente depois, numa viagem coletiva a São Paulo, no Sesc, com entrada a apenas um real (numa noite em que se apresentaram também Naná Vasconcelos, o próprio Hermeto Pascoal, que teve presença do Naná no palco, tocando zabumba, e por último Antônio Nóbrega, que encerrou pulando ao chão e convidando todos para uma ciranda... nada desprezível, não?) Nem liguei para a acústica meio metálica do ginásio, e tenho fresca na memória a frase do Hermeto: "Todo mundo é músico", reafirmando o título do disco Só Não Toca Quem Não Quer(1987).



Retomada do foco

Bom... o fato é que a Itiberê Orquestra Família hoje já está no segundo CD (o primeiro foi Pedra do Espia, de 2001, duplo), chamado Calendário do Som, também duplo, feito a partir de composições do Hermeto (O Calendário do Som é um livro com uma música correspondente a cada dia do ano).

Por falar nisso, a base do disco foi o livro com as partituras, mas Itiberê criou e pratica um método (será que pode ser chamado método?) que tem o nome de Corpo Presente. É tudo o que nos falta na vida cotidiana: presença. E é exatamente o que sobra aos músicos que fazem parte da Família. O conceito básico é que a partitura seja apenas uma referência, com a criação musical acontecendo de forma compartilhada entre os músicos e o maestro, sempre no agora.

A Orquestra é digna de admiração, já que não é fácil encontrar jovens com gosto musical apurado como ouvintes e, muito menos, como "fazedores" de música instrumental livre, de qualidade e energia viva, com uma transcendência cósmica.



Resumo da improvisação

Com descendentes assim, Hermeto pode até abrir mão de continuar o trabalho com seu Grupo (sendo Mundo Verde Esperança o último disco lançado com a formação, em 2003), e dedicar-se ao apaixonamento musical com a namorada, Aline Morena

Digam o que disserem (e falam por preconceito, porque Chimarrão com Rapadura é ótimo), Hermeto Pascoal já criou um legado muito valioso, que Itiberê Zwarg se ocupa em perpetuar, com aprofundamento e renovação.



________________________________________________________________

* "Música Universal foi o termo encontrado por Hermeto para descrever essa qualidade avançada de fazer música, poliharmônica, poli-rítmica e rica em combinações timbrísticas que, sem preconceitos, engloba todos os estilos, valoriza elementos da tradição musical popular brasileira e, ao mesmo tempo, ultrapassa a barreira entre a música erudita e a popular justapondo traços da música regional de todo o mundo, refletindo com isso sua universalidade." (fonte: www.itibereorquestrafamilia.com.br)


__________________________________________________________________

Os músicos da Itiberê Orquestra Família são:

Mariana Zwarg
Letícia Malvares
Karina Neves
Joana de Castro
Yuri Villar
Thiago Queiroz
Jonas Corrêa
Carol Panesi
Renata Neves
Maria Clara
Chico Oliveira
Mayo Pamplona
Luciano Câmara
Bernardo Ramos
Vitor Gonçalves
Ajurinã Zwarg


______________________________________________________________

Remissões (ou links):

Itiberê Orquestra Família

Podcast Miscelânea Vanguardiosa

Hermeto Pascoal e Aline Morena

Matérias de Helena Aragão sobre a Itiberê Orquestra Família

Vídeo

Songbook de Hermeto Pascoal no Overmundo - distribuição livre - 15 músicas organizadas e transcritas por Jovino dos Santos

As músicas postadas são faixas do CD "Caminhos da Paz" lançado em 2006 ao lado de um caderno de partituras documentando o trabalho das Oficinas ministradas por Itiberê Zwarg. (Obtidas de colaborações de Sá Reston)


Contatos da Itiberê Orquestra Família:

iofcontato@gmail.com

ou

luciacasoy@fonte.org.br

(21) 9231-8943 e 22250217


compartilhe

comentários feed

+ comentar
Thiago Camelo
 

Olá Felipe, tudo bem? Bacana sua colaboração. Retribuindo uma prática muito generosa sua por aqui (inclusive em colaborações minhas), segue uma pequena correção de digitação - "Bom... o fato é que a Itiberê Orquestra Família atualmente já está no segundo CD (o primeiro foi Pedra do Espia, de 2001, duplo), chamado Calendário do Som -também duplo-, a paritir de composições do...", ok? É "a partir". Grande abraço!!!

Thiago Camelo · Rio de Janeiro, RJ 9/4/2007 16:33
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Opa Thiago! Sobrou um "i". Ih... revisor de textos desatento, eu. Valeu pelo toque. Vou corrigir. Alguma outra sugestão?


Abraço grande também,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 9/4/2007 16:36
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Helena Aragão
 

Eles têm um tesão impressionante. E estão juntos há tanto tempo... Assistir a shows deles é maravilhoso. Ver o ensaio então é uma experiência! Valeu, Felipe!

Helena Aragão · Rio de Janeiro, RJ 9/4/2007 17:47
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Digo eu: valeu, Helena!

Abraço,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 9/4/2007 17:48
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Téo Ruiz
 

O Hermeto é um cara fora de série, não sabia desse trabalho dele. Também, ele faz (e fez) tanta coisa já. Ele agora mora em Curitiba, e de vez em quando a gente vê ele andando por aí. Bem legal o texto!
Abraços

Téo Ruiz · Curitiba, PR 11/4/2007 13:59
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Valeu, Téo. Já me contaram que o Hermeto aparece com freqüência num restaurante natural (não lembro agora o nome) aí em Curitiba. Sabe se toca em algum lugar periodicamente?

Abraço,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 11/4/2007 16:24
sua opinião: subir
Téo Ruiz
 

Periodicamente acho que não. Mas ele tocou de vez em quando no extinto Original Café, bem legal por sinal.
Abraços

Téo Ruiz · Curitiba, PR 11/4/2007 17:06
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Téo, o nome do café combina com ele. Ainda bem que o Hermeto permanece aberto. :)

Abraços,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 11/4/2007 21:17
sua opinião: subir
Egeu Laus
 

Sensacional a matéria Felipe. Completíssima! Deve ter um dado trabalho do catzo produzir. Obrigado!

Egeu Laus · Rio de Janeiro, RJ 12/4/2007 12:15
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Egeu, agradeço pelo reconhecimento.
De fato, devo ter aberto para editar (sem força de expressão) pelo menos umas 50 vezes. Deu trabalho, mas a sensação ao ver tudo pronto (e comentários como o teu) compensa.

Abraço,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 12/4/2007 12:45
sua opinião: subir
CCorrales
 

Felipe, essa sua colaboração está entre as melhores coisas que eu já vi aqui nesse Overmundo!
Abraços

CCorrales · São Paulo, SP 12/4/2007 17:31
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Uau! Mil obrigados! Sinceramente, me orgulho, porque deu trabalho mesmo.

Abraços,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 12/4/2007 17:34
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Mas tem muita coisa ótima espalhada por aí. É só procurar (foi assim que achei as colaborações do Ricardo Sá Reston, por exemplo).

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 12/4/2007 17:52
sua opinião: subir
Helena Aragão
 

Uma coisa muito boa de ver - e as fotos que você selecionou refletem isso - é o Itiberê regendo. É um espetáculo em separado. Ele pula, se joga no chão, canta junto... Deve perder várias calorias, hahaha. E funciona, pois a música sai encaixadinha.

Helena Aragão · Rio de Janeiro, RJ 12/4/2007 18:01
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
DaniCast
 

Excelente. Nossa, excelente mesmo.

DaniCast · São Paulo, SP 12/4/2007 21:34
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
markinho
 

tô com ccorales essa colaboração é uma das melhores que pintaram por aqui no overmundo.
valeu felipe deve ter dado trabalho mais ficou exelente!

markinho · São Luís, MA 13/4/2007 01:55
sua opinião: subir
Juva
 

Felipe, bom texto.

Não conheço a música universal da Itiberê Orquestra, mas tendo a ver com o Hermeto antevejo (anteouço!) que deve ser bom, muito bom.

grande colaboração a sua, de juntar esses links, sons, imagens.

abraço.

Juva · Olinda, PE 13/4/2007 07:31
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

A foto tá muito boa. Ilustra perfeitamente o seu texto. Abraço.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 13/4/2007 08:04
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Adroaldo Bauer
 

Ô Felipe,
Que belo tecido, Que paciência!
Quem já editou ou copidescou texto sabe o que é a faina.
É dura.
Tem tanto suor aí que pingaram aqui no Porto umas gotas salgadas, com certeza tuas.
Assisti umas duas vezes aqui ao Hermeto.
Não se fica parado.
Mexe o pezinho, o quadril, o ombro, a cabeça, quer-se sair tocando.
E a IOF?
Supimpa!
É um exemplo de como amansar a fera da cidade grande desconstruída dos signos do belo e do lúdico humanos.
Música contra a guerra, já li isso em algum lugar no milênio passado.
Boa!
Tá bombando, tchê!

Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS 13/4/2007 11:06
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Abraços a todos, e agradeço pelos comentários. Visitem os links, tem coisas interessantes...

Deixo aqui mais link para um vídeo, no qual o Hermeto toca (com o Itiberê presente) numa lagoa, garrafas, flauta, com participação especial de borboletas que quiseram dançar com a música.

Música da Lagoa

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 11:33
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Uma correção da matéria:

Falei com a Lúcia Casoy por telefone hoje, e ela apontou uma confusão que fiz. Esclareço então. As músicas que acompanham a matéria são produto das Oficinas ministradas por Itiberê nos Seminários de Música Pro Arte, e os músicos são alunos nesse projeto. Itiberê Zwarg é professor nos Seminários, e também regente (ou maestro, ou "pai") da Itiberê Orquestra Família.

Desfeita a confusão? Quem quiser conhecer a música produzida pela própria IOF, pode ouvri trechos no site. As músicas têm a mesma linha, mas é diferente a produzida pelos integrantes da Orquestra, que estão juntos (como disse a Helena) há vários anos, daquela (igualmente boa) feita por alunos dos Seminários.

Abraços e desculpem pela confusão.

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 12:29
sua opinião: subir
Maju Duarte
 

Salve, salve!

Adorei a matéria do Felipe e não poderia deixar de dar "pitaco" sobre a apresentação da Família Itiberê, em Floripa, no Teatro Álvaro Carvalho, ano passado. Então segue uma coluna que escrevi para o site GuiaFloripa (http://www.guiafloripa.com.br).
Abraços,
Maju.

Música para ouvir com os cinco sentidos 22/03/06

Nessa quarta-feira, o TAC recebeu a Itiberê Orquestra Família, que apresentou algumas músicas do multi-instrumentista Hermeto Pascoal, retiradas de seu livro Calendário do Som. Na obra, 367 partituras homenageam os aniversariantes de todo o mundo. A orquestra fez o lançamento do segundo CD do grupo, que leva o mesmo nome do livro de Hermeto, padrinho da orquestra e parceiro musical de Itiberê.
Ruídos melódicos, sons distorcidos, cada instrumento num tempo diferente. Cordas, instrumentos de sopro e de percussão tocando enfurecidamente, e em outros momentos de forma tranqüila. Todos e cada um numa harmonia muito particular. Compreender os arranjos de Hermeto e de Itiberê Swarg é um exercício para todos os sentidos de percepção. "Nossa música não é moderna. Ela não é do passado, do futuro ou do presente. Ela simplesmente é", comentou o músico Itiberê ao conversar com o público sobre o trabalho da orquestra.
O grupo, formado por 19 jovens músicos, impressionou pela presença no palco e pelo talento. Canções como 24 de janeiro e 23 de dezembro, além de outras composições de Itiberê chamaram a atenção do público, que com muito interesse e admiração vibrou do começo ao fim. De forma descontraída, a Itiberê Orquestra Família soube driblar pequenos problemas técnicos durante a apresentação. E de forma criativa, encerraram o show, saindo no palco pela lateral e passando ao lado do público. Poder assistir a um espetáculo como esse é poder interagir com outras formas de compor e de sentir a música. O êxito do grupo, que se apresenta nacionalmente e já fez turnê fora do país, deve-se à dedicação a preservação da cultura brasileira e à releitura de obras que fazem parte das nossas raízes.

Maju Duarte · Brasília, DF 13/4/2007 13:01
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Maju, legal teu comentário. Só um esclarecimento: essa apresentação da qual falas foi posterior à que cito na matéria, que não aconteceu no ano passado, mas sim há aproximadamente três ou quatro anos...

Abraço,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 13:05
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Repito, para que fique em evidência a retificação.

Uma correção da matéria:

Falei com a Lúcia Casoy por telefone hoje, e ela apontou uma confusão que fiz. Esclareço então. As músicas que acompanham a matéria são produto das Oficinas ministradas por Itiberê nos Seminários de Música Pro Arte, e os músicos são alunos nesse projeto. Itiberê Zwarg é professor nos Seminários, e também regente (ou maestro, ou "pai") da Itiberê Orquestra Família, mas são duas coisas distintas.

Desfeita a confusão? Quem quiser conhecer a música produzida pela própria IOF, pode ouvir trechos no site. As músicas têm a mesma linha, mas é diferente a produzida pelos integrantes da Orquestra, que estão juntos (como disse a Helena) há vários anos, daquela (igualmente boa) feita por alunos dos Seminários.

Abraços e desculpem pela confusão.

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 13:07
sua opinião: subir
capileh charbel
 


tem confraternizaçao latina no programa de radio numero ¨#6 do over radio.


capileh charbel · São Paulo, SP 13/4/2007 13:08
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Aêêêê!!!!!
Finalmente!

Adorei a notícia. Só é bom esclarecer que o crédito é dos Seminários de Música Pro Arte... eu fiz essa confusão...

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 13:12
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Já vi lá que pintou a opção de streamming, muito legal! E logo na abertura já música instrumental brasileira! Muito bom! Adorei mesmo...
Delícia.

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 13:16
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Mais uma correção: o segundo endereço de e-mail de contato da IOF (luciacasoy@fonte.org.br) não está ativo. Para comunicar-se com a Itiberê Orquestra Família, usar iofcontato@gmail.com

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 17:24
sua opinião: subir
CCorrales
 

Felipe, será que se vc pedir para o pessoal da técnica eles não corrigem o endereço de e-mail? Já vi casos assim sendo relatados.
Seria bom porque nem todo mundo lê toda a sequência completa dos comentários.
Abraços

CCorrales · São Paulo, SP 13/4/2007 17:48
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Pois é... pior que essa falha (passar um endereço que nào é mais usado) foi a de confundir as músicas postadas (achei que eram de oficinas da IOF, enquanto na verdade são de oficinas que o Itiberé ministra nos Seminários de Música Pro Arte).
Tem razão, vou tentar isso. Obrigado pelo toque.

Um abraço,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 17:51
sua opinião: subir
CCorrales
 

Esta colaboração é a que está em destaque no Link para o Overmundo na home do iG hoje!
Abraços

CCorrales · São Paulo, SP 13/4/2007 18:01
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Olha só...

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 18:03
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Repito, para que fique em evidência a retificação.

Uma correção da matéria:


Falei com a Lúcia Casoy por telefone hoje, e ela apontou uma confusão que fiz. Esclareço então. As músicas que acompanham a matéria são produto das Oficinas ministradas por Itiberê nos Seminários de Música Pro Arte, e os músicos são alunos nesse projeto. Itiberê Zwarg é professor nos Seminários, e também regente (ou maestro, ou "pai") da Itiberê Orquestra Família, mas são duas coisas distintas.

Desfeita a confusão? Quem quiser conhecer a música produzida pela própria IOF, pode ouvir trechos no site. As músicas são fruto da mesma escola universal, mas é diferente a produzida pelos integrantes da Itiberê Orquestra Família, que estão juntos (como disse a Helena) há vários anos, daquela (igualmente boa) feita por alunos dos Seminários.

Outra coisa que já disse em outro comentário mas repito: o único e-mail de contato com a Itiberê Orquestra Família é iofcontato@gmail.com

Abraços e desculpem pela confusão.

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 18:22
sua opinião: subir
Leandro Valle
 

Vide e-mail! Abrçs! parabéns!!!

Leandro Valle · Florianópolis, SC 13/4/2007 19:38
sua opinião: subir
Saramar
 

Felipe, que trabalho magnifício. Eu, que sou fã de Hermeto, estou aqui ouvindo as músicas e me arrepiando com essa beleza.
Sue texto é um primor de labura e bom gosto.
Muito obrigada. Creio que trabalhos assim como o seu reforçam muito a qualidade do Over.

Beijos

Saramar · Goiânia, GO 13/4/2007 19:45
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Leandro, Saramar, muito obrigado pelos comentários e a visita.

Abraços,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 20:11
sua opinião: subir
Spírito Santo
 

Exorbitantemente fantástica matéria, Felipe!
(Como se vê acima, digo isto com côro e orquestra!)
Continue assim, menino! Assim você vai longe!

Spírito Santo · Rio de Janeiro, RJ 13/4/2007 20:46
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Carlos ETC
 

Rapaz, que massa!
Quero ouvir com mais calma esse som!
Abraço!!

Carlos ETC · Salvador, BA 13/4/2007 20:55
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Antônio, obrigado! (mas quero ficar perto... :)

Carlos, que bom que apareceu e curtiu. Ouve o som (e aproveita pra passar no Miscelânea Vanguardiosa do Sá Reston também...) que é garantidamente "sem arrependimento".

Abraços,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 22:24
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Repito, para que fique em evidência a retificação.

Uma correção da matéria:


Falei com a Lúcia Casoy por telefone hoje, e ela apontou uma confusão que fiz. Esclareço então. As músicas que acompanham a matéria são produto das Oficinas ministradas por Itiberê nos Seminários de Música Pro Arte, e os músicos são alunos nesse projeto. Itiberê Zwarg é professor nos Seminários, e também regente (ou maestro, ou "pai") da Itiberê Orquestra Família, mas são duas coisas distintas.

Desfeita a confusão? Quem quiser conhecer a música produzida pela própria IOF, pode ouvir trechos no site. As músicas são fruto da mesma escola universal, mas é diferente a produzida pelos integrantes da Itiberê Orquestra Família, que estão juntos (como disse a Helena) há vários anos, daquela (igualmente boa) feita por alunos dos Seminários.

Outra coisa que já disse em outro comentário mas repito: o único e-mail de contato com a Itiberê Orquestra Família é iofcontato@gmail.com

Abraços e desculpem pela confusão.

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 22:25
sua opinião: subir
jjLeandro
 

Ótima colaboração, Felipe! Valeu a pena sim.
abcs
.
jjLeandro
.

jjLeandro · Araguaína, TO 13/4/2007 22:26
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Que valha o prazer, Leandro! Vamos deixar a pena pra outros... que tal?

Abraço!

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/4/2007 22:40
sua opinião: subir
José
 

Felipe!
Sem palavras... Perfeito!
Agradecido, José!

José · Criciúma, SC 14/4/2007 06:48
sua opinião: subir
Sarah Falcão
 

felipe, o texto está ótimo! muito bonito! e o título ficou perfeito, muito lindo =D
abração!

Sarah Falcão · João Pessoa, PB 14/4/2007 12:17
sua opinião: subir
capileh charbel
 

e ai felipe, só uma coisinha que eu fiquei em dúvida.
no programa de rádio o crédito está certo?
abraçao.

capileh charbel · São Paulo, SP 14/4/2007 18:25
sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Capilheh, no programa o crédito está certo, porque não foi especificado. Diz simplesmente que a música é do cd Caminhos da Paz, de oficinas ministradas por Itiberê Zwarg... a confusão que fiz na matéria foi dizer que as oficinas eram da IOF... Está tudo bem no programa, fica tranqüilo...

Sarah, muito obrigado... o mérito nem é meu, a matéria-prima era muito boa...

José, agradecido eu.

Abraços a todos,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 15/4/2007 11:54
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Sá Reston
 

Nossa!! Em primeiro lugar, muito obrigado Felipe por essa colaboração, como disse anteriormente em outra, ela é necessária!!

O trabalho da Orquestra é tão maravilhoso e eu fico imansamente feliz em ver tanta gente interessada em conhecer mais e degustando esses sons!!

Muito obrigado por me citar e a Miscelânea Vanguardiosa, fico realmente honrado por figurar nesse post tão bonito.

Com relação à confusão Orquestra X Oficina, pelo que vi já está esclarecido... A Oficina é um projeto educacional sediado na Pro-Arte, mas que graças à iniciativa de algumas pessoas (e da qualidade do trabalho, claro) conseguiu apoio da Petrobras para gravar um CD (do qual eu postei as músicas aqui) e lançar o Caderno de Partituras. A Orquestra é o projeto "principal" do Itiberê, onde os músicos são alunos por conta de sua enorme experiência, mas é um grupo com ensaios e apresentações regulares e que lançou os dois CDs duplos que você citou no Texto.

No mais, só alegria de ver esse som representado (e como!) aqui no Overmundo.

Grande Abraço a todos e Viva a Itiberê Orquestra Família!!

Obrigado grande Felipe!!

Sá Reston · Rio de Janeiro, RJ 15/4/2007 22:56
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Ricardo, muito obrigado pelas palavras e a presença.

Abração,

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 16/4/2007 13:53
sua opinião: subir
Marcus Costa
 

Muito boa a iniciativa. A IOF tem que ser divulgada, pois o trabalho que o Itiberê faz é maravilhoso. Uma aula dele na oficina vale por anos de estudo em conservatórios.
abs

Marcus Costa · Rio de Janeiro, RJ 6/7/2007 09:51
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Nos dias 9 e 10 de setembro tem shows da IOF no Rio.

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 30/8/2008 12:58
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

O ancestral Hermeto zoom
O ancestral Hermeto
zoom
zoom
zoom
zoom
zoom

áudio

Colcha de Retalhos

Instale o Flash Player para ver o player.

Olhando a Paisagem

Instale o Flash Player para ver o player.

Confraternização Latina

Instale o Flash Player para ver o player.

A cara deles

Instale o Flash Player para ver o player.

Pro Nenê

Instale o Flash Player para ver o player.

O Mar

Instale o Flash Player para ver o player.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados