Solto na Cidade entrevista Renata Kaiser

internet
Renata Kaiser e Titina Medeiros
1
Solto · Natal, RN
18/1/2009 · 218 · 4
 

ENTREVISTA: RENATA KAISER

Por Itaércio Porpino


A história do Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare se divide em antes e depois de “Muito Barulho por Quase Nada”. A peça, de 2003, marcou o início do amadurecimento profissional dos Clowns e tornou-se seu primeiro sucesso. Foi também a partir de “Muito Barulho...” que a trupe passou a explorar fortemente a música, uma marca de seu trabalho. Isso, afora os prêmios e o aplauso da crítica, justifica a volta do espetáculo nas comemorações dos 15 anos de atividades do grupo. A apresentação será nesta sexta-feira (28), às 20h, na Casa da Ribeira. A entrada é R$ 14.
Nessa década e meia, o grupo encolheu em tamanho e cresceu em qualidade, resultado do investimento em oficinas, cursos e na troca de experiências com companhias de fora do estado. Renata Kaiser, atriz e produtora nos Clowns, está desde o início. Do grupo que começou, formado por mais de 30 jovens, hoje restam apenas ela, César Ferrário (ator) e Fernando Yamamoto (ator e diretor).

“Estávamos no último ano do colégio e um professor nosso deu a idéia de montarmos um grupo de teatro para se apresentar na confraternização”, lembra Renata. De brincadeira despretensiosa entre colegas de escola, os Clowns viraram coisa séria. Mas o reconhecimento só veio depois de dez anos, com a montagem de “Muito Barulho por Quase Nada”, quando também Marco França juntou-se ao elenco como ator e diretor musical.

“Muito Barulho é um divisor de águas. Foi quando passamos a olhar o teatro de forma profissional. Também foi quando nos aproximamos de Eduardo Moreira, do Grupo Galpão de Teatro, principal responsável pela inserção da música ao vivo em nossos espetáculos”, diz Renata Kaiser.

A peça rodou o Brasil e voltou com seis prêmios, conquistados no Festival Nordestino de Teatro de 2004. Vieram mais premiações com outros espetáculos. “Fábulas” conquistou o prêmio do júri popular no XV Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga (CE), oito prêmios no Festival Nacional de Teatro de Pindamonhangaba 2007 (SP), quatro no I Festival Nacional de Teatro de Campos dos Goytacazes (RJ) e, em especial, os prêmios mais importantes da história do grupo: melhor direção (Fernando Yamamoto) e melhor ator (Rogério Ferraz) pela APCA 2007 (Associação Paulista de Críticos de Artes) e FEMSA/Coca-Cola.

O momento vivido pelos Clowns é tão bom que nem a saída de três membros, recentemente, abalou o grupo. "A gente pensou que o grupo ia se desfazer. Pelo contrário, ficamos mais fortes para botar pra frente os projetos e pensar em novos”, fala Renata. O grupo já está em campo captando recursos para a próxima peça, “Ricardo III”, que deve ser encenada no próximo ano. Pelo empenho demonstrado nos demais trabalhos e na luta para construir a Casa da Ribeira, projeto dos Clowns, a expectativa é das melhores.

Veja mais: http://www.soltonacidade.com.br

compartilhe

comentários feed

+ comentar
José Cycero
 

Gostei e votei com prazer.

José Cycero · Aurora, CE 18/1/2009 20:03
sua opinião: subir
MAXXIMA
 

LI E VOTEI....SUPER ILUSTRATIVO...

MAXXIMA · São Paulo, SP 19/1/2009 03:59
sua opinião: subir
Ivette G.M.
 

Não conheço o trabalho dos Clows, mas vou passar a prestar mais atenção. Ótima entrevista. Esclarecedora.
Votei para que o texto fique editado.
Ivette G M

Ivette G.M. · Cotia, SP 19/1/2009 13:46
sua opinião: subir
clara arruda
 

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 19/1/2009 19:42
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados