Uma fusão de sabores do Sul

Guilherme Mattoso (Acervo do Instituto Souza Cruz)
Juventude rural reunida
1
Guilherme Mattoso · Niterói, RJ
29/2/2008 · 148 · 6
 

Entre os dias 15 e 17 de fevereiro, me despenquei de Niterói para o interior de Santa Catarina e fui participar do “II Acampamento da Juventude Rural das Encostas da Serra Geral”, no pequenino município de Rio Fortuna. Não não, amigos. Não sou jovem rural, mas tive o prazer de passar três dias aprendendo muito com essa galera esperta.

Organizado pelo Projeto Juventude Rural em Movimento (PJRM), o acampamento teve como objetivo a integração e mobilização dos meninos e meninas que participam do Centro de Desenvolvimento do Jovem Rural (Cedejor) nas próprias Encostas, no Centro-Sul do Paraná e no Vale do Rio Pardo, no Rio Grande do Sul.

O encontro reuniu cerca de 130 jovens às margens do Rio Chapéu e juntou num mesmo espaço paranaenses, gaúchos e catarinenses. Um baita intercâmbio entre as diferentes culturas da Região Sul do nosso País.

Palestras, gincanas, oficinas, banho de rio... teve de tudo por lá! E se não fosse a chuva, no sábado, o luau teria rolado facilmente. Foram três dias recheados de atividades e muita bagunça, mas o que mais me chamou a atenção mesmo foi o "choque" de culturas e, é claro, a comida!

---
Veja aqui a matéria que a galera do Patrola (RBS TV) gravou quando esteve por lá.
---

Italianos, poloneses, ucranianos, alemães, portugueses, índios e negros... a influência dos povos que colonizaram o Brasil esteve presente fazendo do acampamento uma pequena Babel com sotaques, costumes e gostos diferentes, mas tudo com um tempero bem brasileiro!

O símbolo dessa diversidade foi o jantar de sábado que contou com o sabor da culinária típica dos territórios onde o Cedejor atua, refletindo bem a pluralidade do acampamento. No menu, as tradições gaúcha, alemã e ucraniana foram representadas pelo o Arroz de Carreteiro, pelo Gümese e pelo Pierogue, respectivamente. Eu que não sou bobo experimentei de tudo...

Um pouco dos pratos

Arroz de Carreteiro: dispensa comentários. É um prato gaúcho ultra conhecido em todo o Brasil. Um clássico que vem com carne seca no capricho e um monte de temperos saborosos.

Gümese: delícia alemã feita com purê de batata, couve e carne suína desfiada. Pra mim, foi a grande revelação da noite. Engraçado é que não encontrei nada sobre o prato no Google.

Pierogue: esse mimo veio da Ucrânia. É uma espécie de pastelzinho cozido (lembra a massa da lasanha) com vários recheios e coberto por molho de tomate. Muito gostoso e delicado.

Depois do jantar, os jovens do Cedejor do Centro-Sul do Paraná mostraram um pouco mais da cultura paranaense com a Dança do Korovai, que é também um grande pão doce enfeitado com adornos, muito popular em festas de casamento da colônia ucraniana. A dança é um barato e o pão lembra muito o panetone.

Foi um privilégio ter esse contato com as novidades gastronômicas, fora a convivência com tanta gente diferente, com sotaques variados e uma outra visão de mundo. Uma visão de quem vive em contato diário com a natureza, colhendo os frutos do seu próprio trabalho e lutando para fazer do campo um lugar ainda melhor de se viver.


- Esse texto tem como base um pequeno artigo escrito por mim no site do Instituto Souza Cruz.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Andre Pessego
 

Guilherme, feliz inciativa. Olha, tem alguma coisa mesmo no teu nome com mata, mato, compo.
Mas um belo exemplo, este país começa a se ver.
um abraço, andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 28/2/2008 21:14
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Guilherme Mattoso
 

rsrsrs.

obrigado, andre. que bom que curtiu a matéria!

Guilherme Mattoso · Niterói, RJ 29/2/2008 09:10
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Adroaldo Bauer
 

Bonito o encontro. Oportuno registro. E continuo acreditando "na rapaziada", embora "o rojão" hoje seja outro, pois cada dia tem seu leão na esquina.
Arroz de carreteiro eu re_comendo (carne seca aqui é chamada charque, daí Charqueadas, um muncípio nosso que preservou o nome do lugar de trabalho da salga da carne de gado para a preservação durante o transporte por mulas ou carretas de juntas de boi, eleitas para a jornada conforme as distâncias a vencer).

Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS 29/2/2008 11:07
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Guilherme Mattoso
 

olá adroaldo,
valeu pelo eelogio e pelas informações extras!
abs.

Guilherme Mattoso · Niterói, RJ 3/3/2008 09:29
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Valeu pela colaboração Mattoso. Além da iniciativa, que é muito bacana, esses pratos aumentaram minha fome... um abraço.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 3/3/2008 09:47
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Living Brasil
 

Bacanérrimo! Adorei!

Living Brasil · São Paulo, SP 4/3/2008 02:30
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Rio do Chapéu, palco do Acampamento zoom
Rio do Chapéu, palco do Acampamento
Vários sabores em um só prato! zoom
Vários sabores em um só prato!
Dança do Korovai, orgulho dos jovens do Centro-Sul do Paraná zoom
Dança do Korovai, orgulho dos jovens do Centro-Sul do Paraná

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados