Uma noite no arrocha

1
Patrick Brock · Salvador, BA
9/4/2007 · 210 · 8
 

Conheça o tecnobrega da Bahia

"Eu vou votar no 25 meu bem". Quando Adelmo coloca o melô do PFL (atualmente Partido Democratas) no som, o pessoal só começa a reclamar depois de 5 minutos. Então lembram que é da eleição passada; alguns protestam e volta o tom meloso de Silvano Sales, o "arrocha", como o tecnobrega é conhecido em Salvador. A cerveja custa 1,70 e muitos bebem. Há casais jovens e homens solteiros sequiosos em busca de fêmeas.

Do outro lado, o Shopping Iguatemi. A 200 metros, a Catedral da fé da Igreja Universal. A festa espirra para a pista já meio vazia, embaixo de um viaduto e perto da passarela que transporta 40 mil pessoas diariamente. São 22h00 e a festa começou no bar "Canto do Dão". Às sextas-feiras, o pé-sujo desafia a Superintendência de Coordenação do Uso do Solo (Sucom, municipal), responsável por monitorar os decibéis excessivos. O bar, se muito, tem 6 metros quadrados de área útil, um balcão de fórmica arranhado e cartazes de mulheres loiras oferecendo
cada uma a sua marca de cerveja, com espaços para os preços. Um aparador de vidro e lâmina de alumínio oferece coxinhas e empanados rústicos de presunto ou hot-dog.

O bar é segrado - alguns até evitam cruzar o espaço ínfimo, muitas garrafas já se foram nos degraus, especialmente em dia de chuva, com a lama trazida pelos pés das pessoas. O que se ouve é um misto arrastado de seresta (com teclados e programação) e vocais românticos, quase sertanejos. O andamento é de uma valsa acelerada e de vez em quando entra um sax alto, solando. Os movimentos de dança exigem técnica complexa: quadris encaixados e mexendo-se em três tempos, sinuosamente. Um casal dança obscenamente, o homem sem camisa, a mulher de calça jeans enfiada na bunda e tamancos de salto.

A maioria dos freqüentadores reside no Cabula ou em Brotas. O bar encontra-se no centro da artéria mais valorizada da cidade, um complexo de viadutos e pistas de cinco faixas que liga a Avenida Paralela, eixo de crescimento da cidade, e a BR-324. Tamanho poder rodoviário não espanta os dançarinos e alguém mais ingênuo acharia que há um acordo tácito entre o asfalto, os carros e os auxiliares de serviços gerais, funcionários de concessionárias de serviços públicos, operários da construção civil e estudantes do ensino médio, que descem em algazarra dos colégios nas colinas de Brotas.

Ademir trabalha no bar há dois anos - na sexta-feira, o dono prefere não ficar de olho na venda de cervejas, atordoado pela zoada das sextas-feiras que repetem-se há doze anos, desde quando os matagais da zona foram desbastados e os pântanos drenados para ceder lugar ao novo centro financeiro da cidade. O movimento atinge o auge às 22h00 e morre à meia-noite, quando os dançarinos exaustos atravessam a pista, perigosamente, indo para a Estação Rodoviária e de lá a lugares mais distantes, periféricos. Os últimos engradados são empilhados no depósito mofado. O bar volta a exalar o aroma terroso de infiltrações passadas e presentes.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Guilherme Mattoso
 

esse texto ficaria melhor no guia... ou estou enganado....

Guilherme Mattoso · Niterói, RJ 5/4/2007 20:46
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
JuNiN
 

concordo com você guilherme ... patrick ainda dá tempo de concerta abrçs

JuNiN · Ribeirão Preto, SP 6/4/2007 13:27
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Thiago Camelo
 

Oi! No meu ponto de vista, o texto fica bem por aqui, já que retrata, de modo bem pessoal, o comportamento de pessoas em um bar curtindo uma manifestação cultural típica do estado.

Thiago Camelo · Rio de Janeiro, RJ 9/4/2007 14:43
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
DaniCast
 

Cinematográfico. Adorei!

DaniCast · São Paulo, SP 9/4/2007 20:18
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Acho que umas fotos do local iriam ficar muito boas, além de agilizar o texto, uma imagem vale mais que mil palavras...

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 10/4/2007 08:01
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Carlos ETC
 

Muito bom, Patrick!
Retrato espetacular! Por mim fica por aqui mesmo!
Abraço!

Carlos ETC · Salvador, BA 10/4/2007 20:17
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Marcelo V.
 

Ótima descrição!

Marcelo V. · São Paulo, SP 11/4/2007 13:55
sua opinião: subir
blequimobiu
 

Eu passo sempre por lá, um dia eu entro!

blequimobiu · Salvador, BA 11/6/2007 13:52
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados