forma, fôrmas, clichês & perguntas sobre 'como' destilar a alma nas tempestades

1
André Teixeira · Aracaju, SE
16/3/2008 · 94 · 8
 

Primeiro, caíram na mente
as lições do grandes Mestres:

a) conhece a Verdade e Ela te libertará - mesmo
que com mais pesados grilhões que seu contrário
te prendendo ao Pulso da alma -

b) "escrever, o que seja!, apenas com Sangue!" – até
a última gota desses mares de dentro sejam cada uma
outro Mar -

c) "para ser grande, 'ser' inteiro" – aí
resta-me juntar os cacos que a Verdade & o Sangue
retalharam-me,
e fixá-los com o Verniz do Verbo,
para o julgo da Traça
ou da Eternidade.

e) “a ausência da Forma também é um forma,
mas muito mais interessante”

Desse espremer-me – surREAListicamente
em esquinas e ruas da abstração sem forma ou
fôrmas –
empresto ao vento sabor de mim em letras
que a língua estala degustando
ou a mente transforma:
combustível!

Fluem – composições, letras,
fotos, fatos – a todo e qualquer
despudorado instante,
luxuriosamente em orgias
desses desgarrados pedaços
que teimam - e queimam! -
por querer ser poesia
ou qualquer outra coisa
que ajude a salvar os dias.

Sem cosméticos,
a idéia da Beleza disto
não é retocada e vai pra Feira
assim mesmo, de cabelo despenteado,
sem bengalas, encostas
ou enfeites para ‘letras’:
só serve-lhe de alicerce & base
a nuvem que deixa apenas suas sombras
e Saudade com gosto de raiz,
de rastros.

Depois disso tudo,
esse cair na mente das lições dos grandes Mestre
subiram ao espírito – ar, sopro quente! –
e o elevaram para o Espaço
cheio de dentes e engrenagens de Estrelas
que devoram balões
só de brincadeira,
antes do jantar.

Carpaccio do meu espírito
a servir devires com vinho e verve
supostos de todo o meu incompleto Ser.

Estilo?
mesmo também sendo um ‘estilo’
a falta de estilo,
é mais aprazível pelo gosto de liberdade
que deixa na boca da escrita
e perfumes soltos
em Jardins de sonho
que a chapada realidade
até tenta,
mas não consegue suportar.

Sobre a obra

PIERROFXZ me perguntou:

Ola pssoa!!

Me deixou curioso sobr seu forma d expressar:
Existe uma aproximação consciente com o surrealismo?
Como flui suas composições, é td d moment imediato ou amadurece no decorrer, termina td d uma vez ou no futuro distante volta a dar retoques, em scritos q ficam guardados por um tempo ?
Resposta estas sobr sua forma d expressar, q vai m permitir apreciar muit mais seu estilo...
At +, 1 abrço.


Me despedaçaria em outros tantos quantos fossem necessários pedaços para responder de novo... Cada uma de minhas poesias são feitas com esses pedaços de mim, colagens do Espírito que sente a Vida fluir em suas intangíveis veias, sangue feito de Luz que ainda não aplaca a escuridão de dentro.

compartilhe



informações

Autoria
André Teixdeira
Downloads
209 downloads

comentários feed

+ comentar
Cintia Thome
 

Carpaccio do meu espírito
a servir devires com vinho e verve
supostos de todo o meu incompleto Ser.



É ndre sureal mas a verdade quenavega dentro da gente e nos faz remar mais e mais com palavras...
Parabens Bato palmas.bj

Cintia Thome · São Paulo, SP 15/3/2008 19:31
sua opinião: subir
André Teixeira
 

Cintia Thome!!!

Obrigado pelas palmas... mas não é por elas que te respondo em +poesia aqui, é sim pela tua presença, sempre uma honra!.

SurREALambiqu&

Símbolos fluídicos,
signos invisíveis estrelas de fora
a guiar as de dentro
(impossív&inorteáveis constelações):
poesia espargida d'alma espremida em letras,
sentimento condensado,
cobertura de tempo.

Carpaccios, cozidos, assados,
churrascos, e o coração flambado...
a Beleza devora-me por dentro
a servir-me-lhe banquetes.

Espargírica essência em
dividir símbolos líquidos
dos signos gramaticais - carne
do sentimento - que devoram
os dentes - geralmente famintos -
dos olhos;
evolução dessa matéria expressa,
quinta essência,
cachaça!,
para ser pelo fogo
volatilizad'Alm&piricamente
degustada.

======================================

GRANDE cheiro!!!

André Teixeira · Aracaju, SE 15/3/2008 22:31
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Um cheiro pra ti também Poeta...um beijo...vou lá...

Cintia Thome · São Paulo, SP 15/3/2008 22:49
sua opinião: subir
PIERROFXZ
 

Ola nobre André!!

Eis o q eu fiz, com um questionar...
rahaha
Que venha ca_usar muitos desses...
At +, 1 abrço.

PIERROFXZ · Lages, SC 16/3/2008 13:34
sua opinião: subir
clara arruda
 

E um pedaço de vc vai ficar para sempre nesses belos versos.
Dei meu voto.neoqeav

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 16/3/2008 13:49
sua opinião: subir
Marco Bastos
 

A negação da forma, poesia que se olha no espelho, despenteada, como se a construção da forma fosse a negação dos conteudos. Prevalecem os conteudos libertários, que nenhuma poesia sufoca porque é essa a própria poesia, surrealista ou não.
abraços.
gostei, votei.

Marco Bastos · Salvador, BA 16/3/2008 20:30
sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

André!
Que venham então mais, desses desgarrados pedaços, perfumados, soltos, teimosos, estrelas a devorar balões... Em jardins de sonhos...
Que lindo.
abraços!

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 19/3/2008 20:32
sua opinião: subir
André Teixeira
 

...

A inadequação à forma
molda forma, bem sei:
horizontes e janelas abertas clichês.

Assanhado sonho ergue voo
no veio verde da tenra Verdade
que lhe escorre pelos dentes, água, mel, vinho...

Desgarradas descostruções
erguem vãos de sustentar veio abstratrator
de mover peitos montanhas em minas de cobre e ouro.

Nego apenas o vazio
que assombra ainda em eco
e sombras que ficaram embaixo de algo.

Dos libertários conteúdos
presos no meu grito, - assombro
apenas os passarinhos de dentro que já não voam...

podadas asas pelas tesouras do tempo,
voa espírito incendiado e mais do que incendiando
menir, em brasas, voos supostos com vinho barato e fumo,

me apresento em mais desregrados pedaços,
suados e cansados incensos, pele etérea do pensamento,
minha palavra real, norte & sul
& leste & oeste, um coisa só ocidentOriente,
como a terra e a água e o sonho da carne,
reticentes incisivas noites de jardins
jasmins e a flor do Sonho.

---------------------------------
Nydia Bonetti, obrigado pela presença e comentário_combustível de mais um 'desregrado pedaço' de mim: +poesia!

OBRIGADO!!!

GRANDE abraço!!!

André Teixeira · Aracaju, SE 20/3/2008 00:40
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados