Rennó entrevista Marcos André Carvalho Lins, poeta

1
Carlos Gomes · Recife, PE
22/4/2008 · 153 · 15
 

"há poetas demais no escuro" - Alberto Infante, Diário Austral.

"críticas não são pertinentes, são arte, eu sou uma artista!" - Barbara Woolfer, Revista de Cinema.

"uma das revelações do site Overmundo!" - Oscar & Pablo, Caderno Cultural.

"delicadeza, inocência e alma de trovador." - Clarice Flor, Suplemento Palavra.

"viva o grande poeta, abracadabra!" - Anônimo, Fã Clube.

"jovens e pretensiosos..." - Poeta Anônimo, Clube de Literatura dos Corações Solitários do Sargento Carrero.


O poeta Marcos André Carvalho Lins, recifense, é um dos poetas mais lidos do site Overmundo, também é integrante de um movimento cultural intitulado "abracadabra".

Júlio Rennó: Se fosse possível, você viveria com o ofício de poeta?

Marcos: Sim, e me daria por muito satisfeito. Mas vale lembrar que o poeta não faz apenas versos, e põe letras no papel. O verdadeiro poeta põe letras na vida, doma a existência, e isso é que é fascinante em ser poeta, apossibilidade de agir com apenas uma caneta ou um teclado, agir através das metáforas, dentro e fora doambiente social , ou seja, o poeta tem que ter a letra dentro de si, também.

Rennó: Você já recebeu alguma crítica violenta? Ou gentileza, às vezes, pode machucar mais?

Marcos: Nunca. Mas não me importo com o que me machuca ou não vai me machucar, todas as críticas são pertinentes dentro do contexto em que se inserem.

Rennó: Você já lançou algum livro com poemas seus? Qual o último livro de poemas que você comprou?

Marcos: Lancei um livro de prosa poética. Um livro que encerra pedaços de vida de um maneira leve e , até certo ponto, com lirismo, da mesma maneira que começou: a partir do zero quase absoluto. Digo quase porque sempre há uma parte de nós mesmos em cada linha escrita.
Mas tentei criar uma obra de ficção, muito embora muitos (entre estes eu) tenham percebido que havia muito de mim (da minha vivência interior e exterior) em toda a obra. Em demasia, eu diria.

Não lembro qual o último que eu comprei, faz muito tempo, mas troquei um livro meu com um livro de JJ Leandro há algum tempo( pelo correio ), chama-se “Quase ave”.

Rennó: Você publica os seus poemas, constantemente, e com grande aprovação, no site Overmundo. Já pensou em publicar um livro inteiro?

Marcos: Pensar não paga imposto, ainda.rs. Mas não tenho essa pretensão, editar um livro dá muito trabalho, eu tenho material inédito para compor um segundo livro, porém, sinceramente, eu prefiro me ocupar com coisas mais importantes. Não que publicar um livro físico não seja significativo, mas há tantos versos a serem escritos ao vento por que detê-los, aprisioná-los no papel?

Talvez na maturidade, um pouco mais adiante, deseje colecionar novamente contos ou versos e publicá-los. Atualmente me ocupo, como disse acima, com as letras da vida real.

Publico no Overmundo para poder respirar, como qualquer poeta, uma necessidade primária do poeta é escrever, mas principalmente para colaborar, à minha maneira, com o que acho uma iniciativa espetacular e sem precedentes. Tem muita gente boa sem espaço nas livrarias e que publica no Overmundo (e o melhor , é lido!).

Um poeta vivo, um poeta morto e um livro para salvar da fogueira por Marcos André Carvalho Lins.

JJ Leandro e Benny franklin, ambos, pra mim, dessa geração, da poesia, digamos, “digital” são incomparáveis. O primeiro pela sagacidade como retrata do cotidiano, aos mais inóspitos rincões da alma humana. O segundo devido à maneira como se coloca diante das palavras (e diante da vida!), com um domínio sem igual.

Um poeta morto. Também citaria dois, caindo um pouco na vala do lugar comum: Drummond e Fernando Pessoa. Drummond é o remédio amargo para a alma, e Pessoa, a contemplação do mundo em Pessoa.

Um livro. Nenhum. Os livros são passageiros, fugazes e efêmeros; as idéias sim, estas são transcendentes e eternas. Pode-se jogar na fogueira uma biblioteca inteira mas se, para isso, tiver de se queimar um único ser e suas idéias, melhor não fazê-lo. Os livros pertencem ao homem , as idéias à humanidade.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Cintia Thome
 

Excelente entrevista de Renno com um dos mais notáveis Poetas da internet e fora dela, um versejar singular, pois tive o prazer de ser ofertada com o livro de prosa de sua autoria e constatei a inteligencia e a alma sublime do literato Marcos André. Já havia lido essa excepcional entrevista no blog e ressalto a importância dela aqui. Abraços


.

Cintia Thome · São Paulo, SP 19/4/2008 21:58
sua opinião: subir
Carlos Gomes
 

publicada originalmente no blog marco zero paralelo

Carlos Gomes · Recife, PE 19/4/2008 22:47
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Isso mesmo no Marco Zero...e além de tudo Marcos falou de Benny Franklin, Poeta que apresentou meu último livro, uma amizade que começou há 3 anos e que muito me honra pois teua poética é uma das mais contemporâneas , tem identidade e JJ Lenadro respeito e admiração aqui no Overmundo, inclusive com as imagens/poemas que nos traz aqui...

Abralos

Cintia Thome · São Paulo, SP 19/4/2008 22:56
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Volto para dizer que agradeço a mensagem, mas estou aqui com a força!

Cintia Thome · São Paulo, SP 21/4/2008 23:03
sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Caríssimo, Rennó!

Grande sacada entrevistar o poeta recifence Marcos André - parceiro de sonhos e de Abacadabra.

Trata-se de um poeta moderno, carismático, meticuloso
e extramente humano. Expoente de uma geração que através da poesia grita contra os feitos desunamos.

Sua rebuscada obra poética está exposta (e de graça!) aqui no Overmundo, e fala por mim.

No mais, peço-lhe que agradeça a Marcos a citação sobre mim, em sua entrevista. Respeito e admiração também a JJ Leandro, por sua vasta obra literária.

Abçs.

Benny Franklin

Benny Franklin · Belém, PA 22/4/2008 09:53
sua opinião: subir
jjLeandro
 

Grande Marcão, jovem e de uma grande consciência poética e social. Realmente, Marcos, o poeta não vive isolado de seu mundo, fechado em uma redoma. Hoje, não! Há compromissos urgentes na vida de todos nós que impõem essa transformação. Se antes eram capazes de morrer isolados, de tísica, hoje, com as contrariedades da vida são apenas capazes de se abaterem com o tédio. Mas ainda assim sem desistir da luta.
A sua lucidez, Marcos, nesse trecho reforça a minha admiração por você num grau crescente à importância de sua produção poética: "O s livros são passageiros, fugazes e efêmeros; as idéias sim, estas são transcendentes e eternas. Pode-se jogar na fogueira uma biblioteca inteira mas se, para isso, tiver de se queimar um único ser e suas idéias, melhor não fazê-lo. Os livros pertencem ao homem , as idéias à humanidade."

O seu precioso livro O MAR QUE NOS SEPARA está aqui entre os preferidos em minha estante.

Um abraço tb a outro grande poeta que deixa as palavras exaustas no exercício poético de forçá-las a um novo sentido no conjunto da sua produção: Benny Frnklin.
É como vc me disse, Benny: nós, de regiões marginalizadas no contexto nacional, temos que nos desdobrar para mostrar a cabeça.

abração

jjLeandro · Araguaína, TO 22/4/2008 10:52
sua opinião: subir
clara arruda
 

Não me compete comentar.Apenas leio e amo visitar blogs.
Deixando meu carinho.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 22/4/2008 19:21
sua opinião: subir
alcanu
 

Publicado !

alcanu · São Paulo, SP 22/4/2008 20:58
sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Carlos Gomes! Dê meus parabéns a Rennó! rss rss Ele é ótimo.
A escolha do entrevistado, perfeita: Grande poeta Marcos.
Parabéns a todos.
abrçs.

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 22/4/2008 21:13
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

E agora? - Eu voto em quem?
a) na entrevista?
b) no entrevistador?
c) no entrevistando?
Eu acho que o legal da Internet é exatamente esta vontade (forçada) de síntese que as pessoas estão desenvolvendo. Sintese sem prejuizo do conteúdo.
Sou, como todo nordestino da zona de criatório extensivo, adepto afeiçoado do aposto. O aposto é o tempero da comida; o cheiro, o dengo da mulher; na mesma razão que se obtém da leitura. E esta capacidade de resumir, abreviar sem partir para o tecnicismo (dos relatórios) irritante, é que acho mesmo com toda justiça o OVERMUNDO VEM DESEMPENHANDO, oferecendo
um abraço
aos dois,.
andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 22/4/2008 21:29
sua opinião: subir
Robert Portoquá
 

Uma entrevista essencial para nos aproximar desta inteligência e sensibilidade imprescindíveis que se nos é apresentada por este poeta ímpar que é Marcos André. Obrigado Carlos Gomes, pela iniciativa de transcrever aqui no overmundo tão importante diálogo.
Forte abraço.

Robert Portoquá · Adamantina, SP 22/4/2008 22:39
sua opinião: subir
Marcos André Carvalho Lins
 

eu não tinha me lido ainda no Overmundo nessa entrevista, apenas no blog. Obrigado ao Carlos Gomes/ Rennó pela oportunidade. gostei muito do resultado.
abração,

Marcos André Carvalho Lins · Recife, PE 22/4/2008 23:06
sua opinião: subir
Carlos Gomes
 

visitem o blog marco zero paralelo...

lá encontrarão outros poetas, músicos, produtores, jornalista etc

Carlos Gomes · Recife, PE 22/4/2008 23:08
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Parabéns pela entrevista.

Há de se destacar (acredito que por falta de descuido do nosso amigo Marcos) um antigo amigo nosso (José), grande poeta internauta.

Higor Assis · São Paulo, SP 23/4/2008 11:28
sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Excelente entrevista e entrevistado. Parabéns pra vc Carlos, pela iniciativa e, parabéns para o Marcos, pelo lirismo que encanta as terras overmundanas...

Um abraço.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 24/4/2008 09:17
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados