Serviluz Sem Fronteiras

Serviluz Sem Fronteiras
Coletivo Serviluz Sem Fronteiras
1
Leonardo Sá · Fortaleza, CE
2/12/2008 · 93 · 12
 

Na praia do Titanzinho, no bairro Serviluz, em Fortaleza, Ceará, o desejo de fazer diferenças gerou algo diferente, fez nascer, da heterogeneidade humana, o projeto Serviluz Sem Fronteiras. Crianças e jovens inauguraram há oito meses uma série de eventos que envolvem audiovisual, fotografia, surf, internet, livros, cine-clube, música, mídias digitais, software livre, basquete de rua, rap, brincadeiras e muita disposição de fazer com que as relações sociais sejam efetivamente relações de transformação social. Cada modo específico de lidar com essas relações faz de uma pessoa o fluxo pelo qual o coletivo se realiza. Um conselho orientador foi criado para pensar, refletir, discutir e deliberar sobre os modos de interagir e criar novas formas de perceber o mundo. É impressionante a capacidade de gerar formas de expressão e formas de conteúdo desses jovens. Seus discursos discorrem sobre a vida, sobre o mar, sobre a possibilidade de ser outrem e também de trocar experiências com pessoas de outros lugares. Os jovens do Serviluz Sem Fronteiras colocam-se nos entre-lugares que celebram o movimento da vida, inscrevem no natural de suas peles queimadas de sol, de tanto surfar, a questão central da atividade de criar pela atividade cultural a matriz de uma república social, onde vivem, moram, dividem a comida, os sofrimentos e comemoram a alegria de afirmar uma vida plena a todos os pulmões.

O conselho orientador é uma espaço aberto, no momento ele é composto por dez jovens, onde todos/as têm voz e voto. Estão vivendo uma experiência de auto-gestão e auto-organização e transformando a base de confinamento imposta pelo racismo de Estado, praticados pelas acões governamentais e não governamentais dos segmentos sociais cearenses. Ademais, eles ousaram fazer a diferença sem esperar por recursos financeiros, estão produzindo alto impacto na vida de si mesmos com motivação, vontade, desejo e inteligência orientada para formas coletivas de apropriação dos meios expressivos.

Um núcleo de turismo comunitário está sendo criado nesse momento. Eles querem trocar aulas de surf, capoeira, mergulho, fotografia, audiovisual e filosofia por oficinas que os visitantes se sintam motivados a fazer. A hospedagem é na própria república social onde vivem os jovens. O custo é comunitário, é compartilhado. Os ganhos são imensos, tanto do ponto de vista humano, social e cultural, como dos sentimentos de pertencimento coletivo que se conquista em ser hospedados por eles.

O Serviluz Sem Fronteiras veio para ficar e para ficar entre aqueles coletivos que fazem conexões profundas entre relações sociais. O e-mail deles é serviluzsemfronteiras@gmail.com É impressionante o que se pode fazer onde ninguém gostaria de estar, quando se sabe a riqueza de estar onde se torna alguém. Vale a pena conhecer.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Hermano Vianna
 

já sou totalmente fã do trabalho do João Carlos e da escolinha de surf lá de Serviluz - que bom que as coisas crescem e ficam ainda mais bacanas por lá!

Hermano Vianna · Rio de Janeiro, RJ 30/11/2008 00:10
sua opinião: subir
graça grauna
 

graça grauna · Recife, PE 1/12/2008 09:24
sua opinião: subir
Alexandre Grecco
 

Tive oportunidade de conhecer o projeto. É fantástico. O Serviluz tem muito a crescer com a intervenção dessa galera bem intencionada. Felicidades pro Léo e pro Elitiel. Parabéns galera!

Alexandre Grecco · Fortaleza, CE 1/12/2008 10:41
sua opinião: subir
Dreide
 

Trocas!

Dreide · Fortaleza, CE 1/12/2008 13:11
sua opinião: subir
Marcelo Cabral
 

Parabéns pela iniciativa do Coletivo! Abraços!

Marcelo Cabral · Maceió, AL 1/12/2008 16:57
sua opinião: subir
Ilana S Ramos
 

Já tinha ouvido falar sobre o projeto. Realmente a iniciativa do Leo foi maravilhosa, mas o projeto não seria nada sem a ajuda de mais pessoas. Parabéns a todos que participaram, participam ou simplesmente apóiam o projeto.

Ilana S Ramos · Fortaleza, CE 1/12/2008 17:00
sua opinião: subir
Bárbara Diniz
 

Parabéns Leonardo, você fez o que poucas pessoas se permitem: acreditou que era possível. Parabéns a toda galera que chegou junto. Um abraço

Bárbara Diniz · Fortaleza, CE 2/12/2008 01:09
sua opinião: subir
Pelica
 

Não sei como nos encontramos no orkut mas venho recebendo mensagens do Serviluz e estou encantada! Sou professora em Niterói -RJ e realizo na minha escola uma Oficina chamada Oficina da Palavra que também em uma proposta parecida e já vem dando alguns frutos, como o espetáculo Cores do Mundo que apresentamos esse ano em duas escolas e um teatro. Estamos só começando, mas quando vemos quanta gente está nesse "barco" ou nessa "onda" ficamos cada vez mais esperançosos de que tudo vai mudar! Boa sorte prá vocês! Quem sabe um dia não viajo para conhecer-los?

Pelica · Niterói, RJ 3/12/2008 07:45
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Eveline Sá
 

Parabéns pelo projeto.

Eveline Sá · Fortaleza, CE 3/12/2008 14:41
sua opinião: subir
katiusha
 

é um dos lugares mais bonitos de Fortaleza.

katiusha · Fortaleza, CE 5/12/2008 09:56
sua opinião: subir
J@im3
 

Posso até dizer que me trouxeram de volta. para eu mesmo. de verdade. Isso é o sentido de crescer.
vocês GRANDES pessoas!! espero que sejamos amigos sempre.
Pode contar om o nego réi aqui.
Grande abraço!

J@im3 · Fortaleza, CE 9/12/2008 16:51
sua opinião: subir
Bruno Resende Ramos
 

Gostei de ver. Iniciativas como estas abrilhantam o Brasil e fazem crer num futuro onde sejam menores as diferenças. Invistamos nos jovens.
Parabéns!

Bruno Resende Ramos · Viçosa, MG 27/12/2008 22:39
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados