Revista Overmundo nº4

Inês Nin
20/12/2011 · 2
 

Lançada a Revista Overmundo nº4! Explorando o que há de mais fantástico, assustador e não menos sensacional pelo Brasil afora, os assuntos farão os leitores ficarem de cabelo em pé. É nego d'água, árvore grávida, feiticeira, água de rio que dá cegueira, alma penada...

Disponível nas versões PDF e aplicativo para iPad.

E fiquem atentos: em breve, chamada de pautas para a próxima edição!

===

Editorial

Fantástico, incrível, inimaginável. Não faltam sinônimos nem concepções diferentes para esta palavra. Daquilo que só existe na fantasia ao excepcional, inusitado, maravilhoso... Acredite se quiser, o mundo está cheio de coisas inexplicáveis, como a árvore em forma de mulher grávida que virou até ponto de referência em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Reza a lenda que uma mulher teria sido assassinada por um marido ciumento bem no exato local onde hoje se encontra uma frondosa mangueira. Parece história de acampamento, não?

Quem quer que ande por este Brasil afora ouve histórias de fantasmas e assombrações, sacis, lobisomens, procissões de almas, como mostra a pesquisadora que mapeou lendas e mitos do folclore capixaba. Há também o nego d’água, imortalizado no Lago Serra da Mesa, em Goiás, paisagem represada construída pelas mãos do homem. Se é certo que a eletricidade e o desmatamento afetaram radicalmente a ecologia do mundo fantástico, também as cidades produziram mitos urbanos, como a mulher da capa preta, que tem até túmulo e fieis admiradores em Maceió (além de um bloco carnavalesco em sua homenagem).

Alguns desses casos extraordinários já foram parar na imprensa, como as feiticeiras de Curitiba retratadas na coluna “Vitrine do Diabo”, do jornal Diário da Tarde. Outros foram inventados pela própria imprensa. A guerra dos mundos, que assustou os americanos quando narrada em tom jornalístico por Orson Welles, também pregou uma peça nos moradores da capital maranhense, em 1971, quando transmitida pela Rádio Difusora. Devido à credibilidade do rádio naquela época – quando televisão era coisa de poucos ricos – e do formato jornalístico do programa, com flashes ao vivo, entrevistas de repórteres locais com especialistas e moradores, e sonoplastia caprichada, teve gente já se preparando para o fim dos tempos.

Mas nem sempre o fantástico se confunde com a ficção. Às vezes, tem um tom real dramático e assustador. Em 2005, por exemplo, um surto de “treva preta” acometeu 252 moradores em Araguatins, Norte do Tocantins. Nenhum médico ou cientista foi capaz de explicar por que as pessoas que se banhavam no Rio Araguaia ficaram cegas.

Do fantástico ao improvável, a Revista Overmundo traz ainda a história da Copacabana Records, uma loja de LPs especializada em música brasileira que faz sucesso na... Alemanha. E é real, mas poderia ser inventada, a figura do Conde Belamorte, poeta mineiro que sai pela rua com sua manta negra coberta por adereços de caveiras.

Bem conhecido da população local é o caso não menos incomum do policial T.O.N.I.O.L.O, ícone das pichações de Porto Alegre, que deixou sua marca gravada até no Palácio do Planalto. E, cá para nós, comum também não é a história do radialista J.C., que há 30 anos transformou o sofrimento de uma traição amorosa no programa dominical “Hora do Boi”, sucesso da rádio Transamazônica de Porto Velho. Não há remédio para chifre, mas para quem vai dar a volta por cima e começar uma nova relação deve ficar atento numa frutinha do cerrado que garantem ser ótimo afrodisíaco, o pequi. Pode ser lenda, ou até desculpa esfarrapada, mas em Minas o pequi é quase um boto: fala-se em “filhos do pequi”, para denominar as crianças que nascem nove meses depois da colheita da fruta. Não acredita? A Revista Overmundo está aí para (você) provar...

+Edições anteriores em PDF

compartilhe

comentários feed

+ comentar
catengo
 

Muito bom! Agradecido!

catengo · Brasília, DF 24/12/2011 11:49
sua opinião: subir
Sinvaline
 

Opa, essa edição vai dar o que falar..

Sinvaline · Uruaçu, GO 27/12/2011 17:03
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados