Concessão do Maracanã não paga custo de construção

Cobertura Colaborativa Preliminares
Debate com Gustavo Mehl sobre a concessão do Maracanã para iniciativa privada
1
Mariana Ghirello · São Paulo, SP
10/12/2012 · 0 · 0
 

Texto produzido para a cobertura colaborativa do 1º dia do Encontro Preliminares

Os grandes eventos esportivos que serão realizados no Brasil têm mobilizado lideranças populares em torno da fiscalização do uso do dinheiro público na melhoria de infraestrutura das cidades e também na construção dos estádios. O argumento para sediá-los é que esses novos espaços e melhorias ficarão para a população.

Gustavo Mehl, do Comitê Popular Copa & Olimpíadas do Rio, falou sobre a concessão do estádio do Maracanã durante o Preliminares 2013 que acontece neste sábado (8/12) na Casa Fora do Eixo. Segundo Mehl, a minuta do Edital de concessão do estádio prevê o pagamento de R$ 7 milhões por ano pelo uso do espaço por uma empresa privada por 35 anos, contra R$ 888 milhões que o governo irá aplicar na construção de um novo estádio. Mas ao final do contrato a empresa terá repassado apenas R$ 231 milhões.

O Comitê acompanha as discussões sobre a concessão e alerta para o mau uso do dinheiro público. Mehl afirmou que ao analisar os números apresentadas pelo Poder Público sobre o assunto “a conta não fecha”. Além disso, ele destaca que a concessão irá transformar o em torno com a demolição da pista de atletismo Célio de Barros e do parque aquático Julio Delamare.

Mehl contou também que o futebol era um espaço de participação popular e com o tempo se transformou em local “elitizado” alinhado com o modelo europeu, com o fim da “geral” no Maracanã e o aumento significativo dos preços dos ingressos. De 1999 até 2007, o estádio passou por várias reformas que interferiram na estrutura e funcionamento com a construção dos camarotes na parte de cima.

De acordo com Mehl, o projeto apresentado para o uso do estádio por uma empresa privada foi apresentado, mas está em segredo para garantir a concorrência. Hoje o comitê trabalha para conseguir o plebiscito que pretende decidir se a gestão do estádio permanece sob gestão pública ou privada.

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados