Por uma nova Política Cultural em Sto André

Foto: Carol Bernardes / Overmundo
Auditório da Câmara Municipal lotado . Foto: Carol Bernardes / Overmundo
1
Perfil Overmundo · São Paulo, SP
22/1/2013 · 32 · 0
 

Movimento cultural de Santo André reivindica o plano de governo da secretaria de cultura e a participação pública na gestão


Veja a cobertura fotográfica completa da reunião!


Texto: Carolina Bernardes


A 1ª Audiência Pública com o Secretário de Cultura de Santo André, Raimundo Salles, apresentou um novo panorama para a cultura em Santo André. Os movimentos sociais, pontos de cultura, produtores culturais, estudantes, professores, escritores e moradores se articularam e marcaram presença. O interesse do público estava claro, saber quais são os planos para a gestão da cultura nesse governo e a partir deste plano construir um diálogo da sociedade civil com a prefeitura.

O próprio movimento da cultura mobilizou e pediu a Audiência Pública e conseguiu que o secretário participasse. Por isso, a sala estava lotada, com aproximadamente 160 presentes até o final. Ou melhor depois dele, pois as perguntas se prolongaram até quase 10 horas. E por mais que o secretario quisesse ir embora, o público estava ali para questionar e não foi embora antes de fazer as suas perguntas, mesmo sabendo que já não teriam resposta na mesma noite. Logo após as discussões, ainda ficaram lá articulando para se encontrarem e avaliarem esse primeiro encontro com a secretaria.

A Audiência foi um festival de perguntas, opiniões, críticas, problemas em organizações da admisnistração e outros temas que foram surgindo, trazendo a ampla visão do que a secretaria de cultura deveria estar olhando nesse momento. Porém, nenhuma resposta. O secretario não conhecia bem o tema, disse Edson Silva, colaborador do Sarau da Quebrada ‘’Ficou muito claro para todas as pessoas que estavam aqui que a secretaria de cultura não sabia responder as questões que foram levantadas. Eles não tem conhecimento do plano de governo, do plano nacional de cultura, a respeito da lei de cultura viva, nem como deve funcionar das leis novas que foram tramitadas em dezembro de incentivo e fundo de cultura nacional.’’

Era possível ver a impaciência e irritação do público. Recusaram até mesmo a humildade do secretário, quando ele disse que tinha muito a aprender com eles e chegou até a convidar uma das questionadoras, em pleno debate, a trabalhar com ele. Contudo, não era isso que o público queria e alguns ficaram até ofendidos dizendo que eram artistas e queriam uma cena cultural, não um emprego.

Durante toda a audiência, o público sabia o que precisava ser feito e estava ali para cobrar. Porém, o Secretário da Cultura não conseguiu responder as perguntas sobre o plano de governo, deixando o público insatisfeito. ‘’Pelo o que eu pude ouvir aqui, há uma perplexidade diante de um discurso tão descosturado e tão despreparado. Ele certamente subestimou o nível de do debate que existe na cidade’’ afirmou Dalila Teles Vera, escritora e Coordenadora do Fórum Permanente de Debates Culturais do Grande ABC.

A postura e as respostas de Salles foram muito criticadas, principalmente por ele em toda a audiência não ter revelado o nome do Diretor de Cultura ‘’Ele muda de opinião a cada momento, ao ser criticado ele já nega o que ele disse anteriormente, ou seja, um secretário de cultura que ocultou quem é o seu diretor de cultura, que disse com todas as letras que não é da sua alçada os coordenadores, os gerentes dos equipamentos culturais dessa cidade, é um homem despreparado para exercer esse cargo’’ afirmou Dalila Teles Vera.

O resultado da 1ª audiência foi a marcação do próximo encontro dia 26 de fevereiro, quando será realizada uma nova audiência do movimento cultural com o prefeito. Sobre esta data os presentes ficarão tensos, pois está muito perto do prazo de limite para entrar no sistema nacional de cultura ‘’Ele tá querendo marcar agora um reunião a 4 dias da data limite para a implementação desse sistema‘’ disse Edson Silva.

O movimento da cultura decidiu após a 1ª audiência não ficar esperando a próxima reunião e já tem data marcada para o próximo encontro, será nesta quinta-feira, 24, ainda sem local definido.

Ao final, em entrevista ao Overmundo, o secretário se comprometeu a implantar o Sistema Nacional de Cultura, assim como levar para o gabinete a Lei Municipal de Cultura Viva. Quando perguntado sobre a comissão do movimento cultural para dialogar com a secretaria, Salles contou que também fará parte dela ‘’...essa comissão será ampliada, com umas 5, 6 pessoas. Até eu vou fazer parte dela, não tenho problema nenhum‘’. Esse foi um dos principais apelos do público durante a audiência.

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Debate na Câmara Municipal. Foto: Carol Bernardes  / Overmundo zoom
Debate na Câmara Municipal. Foto: Carol Bernardes / Overmundo
Debate na Câmara Municipal. Foto: Carol Bernardes  / Overmundo zoom
Debate na Câmara Municipal. Foto: Carol Bernardes / Overmundo
Debate na Câmara Municipal. Foto: Carol Bernardes  / Overmundo zoom
Debate na Câmara Municipal. Foto: Carol Bernardes / Overmundo

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados