Zum icídio dilo Bão

afpjd age
LOBÃO CONTRA A LOCUPLETAÇÃO
1
Zemh Teixeira · Belo Horizonte, MG
4/11/2014 · 0 · 0
 

Zemh Zen

Zum icído de Lobão

1- (o resto, não vamos numerar, pois -"todos sabem contar de 1 a 10"),

Tiau parabéns Lobão !!!!
Lobão é um homem público. Quando um artista é conhecido por um enorme número de pessoas, isso ultrapassa as gerações. Se ele é um artista engajado, o que significa ter e demonstrar e ter de fato, responsabilidade social, opinião sobre o governo, o país, os projetos políticos, ele é “engajado”... se além disso, ele não teme retaliações, (fora Ney), emite sua opinião e toma decisões de apoio político, além de engajado, ele é “responsável” (KD o Ney?)... Assim, é Lobão... quem pensa que vou elogiá-lo está enganado, parece que vou condená-lo, mas se engana também quem pensa assim... é preciso as vezes fazer um esforço hercúleo, para entender as coisas, além do analógico, do bidimensional, do sim e do não , do é ou não é... Lobão sempre criticou a “locupletação de interesses ilícitos por detrás dos governos”, termos deles, que nunca, ainda adolescente, nunca esqueci... mas “e daí, quem é Lobão ?”, diriam muitos. Ele não é só o cara, amassando a bandeira do Brasil no caminhão de som, em 1º novembro em Sampa... (E já perdeu meu voto por isso)... sou do tempo que se respeita pavilhão nacional, como um ritual pessoal de respeito ao outro, ao planeta, ao cósmico e por aí vai... Um não respeita idosa, o outro a bandeira... não é possível inverter todos os valores, apenas alguns, então, sou conservador? Não sei, leia me. Ele aparece no cenário nacional, ressalvando engano, em São Paulo, na mesma turma da Rita Lee, ou Baby, (filha de dentista), que vira de salvador (Nordestina?? rsrs) ... já demonstrando um radicalismo no vestuário, pois “sempre”, usava um macacão jeans, como o Lobão, do conto dos porquinhos... usar macacão jeans, naquela época, uma versão mais “utilitária” dos “blues jeans”, demonstrava que o sujeito não era antiamericano, mesmo porque, o Jeans, surgiu, vestindo ainda no século XIX, vestindo os serviçais do palácio real na Inglaterra... Muita gente naquela época, era contra os “enlatados”, os pacotes dos estilos culturais que vieram junto com a televisão... O rapaz faz música e aprende com o Brasil a ser brasileiro... pronto. Temos agora Lobão 30 anos depois, escandalizando o mundo, depois de não fugir para os States, como prometera se Dilma se reelegesse e “resolvendo ficar para apoiar uma oposição que nasce”... “trepa no coqueiro do João”...

Nortista Ney
Vi Ney Matogrosso, ex enfermeiro, que junto aos “Secos e Molhados”, com o peito cabeludo, maquiado e vestido de mulher, escandalizava meio mundo brasileiro, nos anos 1970s, fazendo contraponto no estilo e nas músicas, com a pornochanchada, - que é como chamavam o cinema brasileiro, de gênero sexológico existente nos anos 70s, 80s... ou se assistia isso ou filmes de Taekwondo, Bruce Lee e, naquela época já íamos prá China, via Taiwan, onde as produções eram roddas) ... Ney, em sua “balada do louco”, cujo contraste das aparências... (estilo banda americana KISS) fazia com que, eu menino me perguntasse até onde poderia ir a liberdade de expressão... em Portugal, agora, dava entrevista, demonstrando insatisfação política com o governo, como um analfabeto, demonstrando também, creio que por sacanagem, desconhecer o jogo pérfido da mídia para conseguir anúncios do governo, ao dizer que - “ a TV está mostrando, nos hospitais públicos, as pessoas sendo atendidas no chão”... eu em particular, acho que vi pior, vi um cara e toda a sua família, serem atendidos na BR, sobre o asfalto quente que pelava e na grama escoriada pelo sinistro... Ora, tem um ditado antigo: “a crise está aí... vc vai chorar ou vender lencinhos?” Seu grupo político caiu? Vc não consegue nem um showzinho? Aguenta firme amigo, que passa...

Argumentos
Todos no campo democrático moderno, com a “liberdade de expressão”, um direito constitucional democrático, aprendemos a viver em parte de argumentos. Não to defendendo aqui, nenhum excesso fascista, autoritário, pseudo democrático, sectário, vicioso, nada disso !!!! Todos. Inclusive os governos, sobrevivemos em parte de argumentos e, não há nada de errado nisso . Todos e em tudo, precisamos argumentar... é assim. Só, não podemos incorrer em falsidade ideológica, o que reclama Lobão.... creio que sem razão... “Crise”, por exemplo, é argumento governamental, para qualquer déficit, ausência de crescimento, desemprego, etc. Por outro lado, temos dificuldade de reconhecer os avanços do nosso País... toda a cultura colonialista e antimperialista, (tô falando nada de antiamericanismo, pois, isso tá fora de moda. Os EUA são parceiros do Brasil, seu presidente veio aqui, beijou a Dilma e o Abaporu, o Pelé moru lá, jogou no Cosmos, somos irmãos daquela gente e, podemos concordar com a sua política no que nos convier... Só em Massachusetes, mora um milhão de brasileiros... opa ! ), mas a cultura dos colonizadores, frente a ambição do mundo, desafiado por Portugal, até hoje, a rejeição ao Reino Português de Além Mar”, imposta por invejosos Espanhóis, e espertos Ingleses, nos impede de ver o quanto somos poderosos, conscientes e grandes... O tal “jeitinho brasileiro”, é criatividade. Ladrão é ladrão, desde o início da civilização...

Nós
Somos uma gente criativa e trabalhadora, mas muito analfabeta, pois na média o somos muito, jurídica e politicamente analfas.... a palavra “Impunidade”, hoje em dia, é um jargão para demonstrar que o indivíduo e suas mídias afins, desconhecem o arcabouço jurídico... querem cortar a mão de um cara que trabalha no governo a trinta anos, roubou agora milhões com seu grupo, nunca nem esteve em delegacia, está preso como réu primário, tem bom comportamento, trabalha, mora no presídio e é até bom chefe de família, respeitoso, etc. Outro querem matar, mas ninguém diz... dizem que porque roubar dinheiro do estado deveria ser crime hediondo... papápá, se esquecendo que “só que não é”... somos um país proletário, gente trabalhadora até onde avista e equipamentos alcançar, odiamos ladrões, corruptos, falseadores, enganadores, gente que mente... e, convivemos com isso... logo somos democráticos.

Lobão e a teoria anarquista da democracia...
É dentro desse campo, da teoria anarquista da democracia, que somos democráticos. Na teoria, a liberdade é entendida como uma anarquia completamente praticável.
A igualdade, por sua vez, a entendemos, como um sistema autocrático, onde é possível que eu até seja autoritário, desde que eu não conflite com o outro, respeite seus direitos, conviva com seus deveres, justos etc... e fraternidade, dentro desse prisma democrático, é mesmo ajudar o outro, porque ele “caiu ou nasceu caído” e, é humano que eu o ajude a se levantar...
Guerra de versões, Ney e lobão Lobão, Labão e Lobo bão... e Tiradentes.
Na prática, cada um no seu autogoverno, quer fazer a sua guerra de versões,de entendimentos técnicos, utopias, justificativas, apoios, corre-corre atrás do prejuízo (Ney), acusações, opiniões e, é nesse ponto que Lobão, (e faço uma ponte com uma figura bíblica chamada “Labão”, e para saber dessa, pesquise quem quiser, mas faço a ponte, porque a cultura é assim... somos brasileiros do século xx, da nossa civilização já temos muitas coisas para contar, que conte das dos Hebreus, os seus herdeiros Judeus e vai a mamãe África junto, que de pele, tenho o mundo como irmão. Brinco aqui, pois isso é só argumentação, na verdade, o texto ficaria muito longo, saindo da questão... assim, escolha então sua versão, e monte o melhor argumento político que lhe sirva, sua “opinião”, sua arma democrática de batalha, fundamentada em fatos, pesquise, não basta apenas falação, mas, batalhe pelos justos, não produzo para o mal, minha munição)... Mas Lobão e até e ainda Lobo Bão, com maiúsculas no início, pois trata-se do nome próprio de um ser humano, revestido dos seus direitos e garantias... mesmo pregado na cruz, depois desse suicídio artístico e político, terá resguardados os seus direitos... não é assim?

Tiradentes
Tiradentes condenado, supliciado, enforcado e esquartejado, -“morreu de causas naturais, pela forca no dia tal, em tal lugar, cujo cumprimento de sentença vai assinado por mim, desembargador farofa de tal, tendo como tinta em minha pena de escrita, seu próprio sangue”... “ belíssimo” não é assim? Tá lá nos “autos da devassa”... Lobão pirou? Tá subindo no palanque dos filhos, (dizem que todos parlamentares e, nomeados e lotados na segurança pública paulista, onde têm um “calcanhar de Aquiles”, que chamarão de “mania machista”, que é comer a mulherada...), de Bolsonaro ! Ora, “minha gente”, e ainda ouço o comandante em chefe, em sua guerra dos cem dias invisível, humanamente respeitável, Color de Melo dizer... “Tá minha gente e daí?” Um artista não pode ser pioneiro e, auxiliar no aperfeiçoamento da democracia contemporânea do Brasil? “Democracia”, presume-se convivência com as diferenças... todos querem chegar ao poder... cada um da sua forma, inclusive alguns militares. Antes não podiam nem se candidatar... Os caminhos ao poder, têm limites mas, eles podem ser um pouco alargados pois, afinal, não são os políticos que representam o povo, e fazem e criam as leis? Eles não podem por acaso, mexer nos caminhos? Mexer nos caminhos pode né, só não pode roubar o alheio erário público né?

Política
Política sempre tribal... todo jogo de forças, achamos que é “sacanagem”.
Queremos ser reconhecidos como sujeitos de direitos. Todos queremos ver os céus, infindavelmente vazando por entre os nossos dedos. “Os nossos”. Pronto. ...Toda disputa, leal ou desleal, achamos que é “sacanagem”. Quem são os políticos? Se olhássemos a civilização como uma tribo, eles seriam os guerreiros mais poderosos, que em colégio de princípios, não necessariamente de opiniões, representam a coletividade e determinam todo o destino, através das escolhas, dos saberes e dos afazeres, passíveis de trato e decisão e destrato (daí as guerras, do destrato). Logo, mesmo portando leucemia ou mal de Parkinson, doença cardíaca ou venérea (que mata tanto e quanto), quando elegemos, elegemos “guerreiros respeitáveis”, que farão uma guerra por nós, que ficaremos na retaguarda, com as mulheres e crianças... e reclamando.

Iluminatis e o Nobel de Obama
Discorda e acha que é fácil? Vá para dentro do ambiente político... Põe sua cara para fora da janela do ônibus... Que vc vê dizer de lá? Sacanagem não é? Que vc vê dizer da respeitável e desconhecida Maçonaria? (êpa, não generalize, tô falando nada de “Iluminatis”, que os donos do dinheiro mundial existem mas, besteira de mais tem hora), vc só v dizer Sacanagem não é? Dos EUa, do Governo da China, da KKK, de Cuba, do Obama, do Lobão... se houvesse tanta “sacanagem”, acha que o mundo estaria de pé? O mundo funciona porque a maioria das pessoas são boas, corretas e produtivas, acredite. Se ponha no lugar... “vá para a frente de batalha”, penetre nas discussões... os parlamentares estão tentando isolar a lei da participação popular, nesse momento... Ela põe o povo nas decisões... diretamente nas decisões e olha, que os conselhos e comissões da lei, são de natureza apenas consultiva... previstos na constituição de 1988. Quase trinta anos... é preciso fazer. Aí, falam que é coisa do... (para não dizer que não falei das...)
Ontem um amigo americano, me disse que Obama, no outro dia em que recebeu o Nobel da paz, mandou soldados ao Afeganistão, coisa que todos lamentamos, em qualquer lugar do mundo... e daí... “o que tem a ver o cú com as calças?”... “Obama” é um homem, que nem nos EUA nasceu, melhor dizendo, nasceu na “periferia externa” dos EUA, de descendência direta africana... “O homem”, ( e não a instituição) pelas suas ações, ganha o Nobel e já pensaram que engessariam o seu cargo e toda a América junto... A guerra é um negócio. Todo governante sofre enorme pressão. Ele governa uma nação. Cv, Lobão nem foi para lá nada... - uma nação, o tempo inteiro, é como um couro de boi, esticado pelos donos do dinheiro...- geram empregos, emprestam dinheiro aos bancos do governo, ditam normas, regras e padrões, pelos deputados e políticos que elegem... ligam ara o presidente e perguntam como vai a linda filha... tipo nos filmes de “El Capone”.

Democracia lobão , versões e kkkkkkk rs!
Democracia, Lobão e versões... uma guerra é o que o Brasil precisa, parece dizer Lobão, de preferência externa, né Lobão? Sem saber do Haiti... onde o Brasil há mais de dez anos, agora, já é hostilizado pela população... ah, Haiti não é guerra? Vc sabe pouco da situação. Como é que vai entender Lobão? Há uma coisa chamada “ação afirmativa”. Sabia que muitos nordestinos, com sua estima ferida pelo estigma de receber dinheiro do governo, pobres, (já comendo, indo a aula, com água e energia em casa, trabalhando...), apoiaram o outro candidato só por “status” ? Muita gente foi contra o partido do Lula, por status pequeno (mínimo) burguês, para demonstrar que sua consciência das coisas não era tão pobre e depois de comer, já entendiam alguma coisa do país e escolhiam “mudanças”...kkkk !!! Apoiar o outro, demonstra que não se era tão pobre, não tendo tradicionalmente capim para pisar... kkkk. O outro grupo, os do “partido”, o grupo que acha que eles deveriam “morrer de fome”, depois disso, somam coro com os que sempre acharam que eles deveriam morrer mesmo de fome, ora pois, porque nasceram afinal lá?

Aprendizado
É de dar dó. Creio que estas eleições e seus desdobramentos, nos farão ainda, muito aprender. Farão é contrário a liberdade, parece imposição, “podem fazer”, se quisermos ver assim, pois estamos falando de “versão”( maneira de ver)... Utilizei aqui o episódio do Lobão. Não me meteu medo nenhum, o grupo de Bolsonaro, “os amigos do Lobão”... está claro que apostam pois, que podem perder? São autoritários mas, não escondem nada de ninguém... dizendo em praça pública que -“no nosso grupo, não teremos segundas versões, não suportaremos divergências”... é no mínimo honesto. Vi um garoto no grupo, vestido simplezinho, disse que estudou, sabe nada do Brasil, viu nada, pois sua idade não permite, ouviu dizer e acredita, em seu cartaz se lia: - “Sou nordestino e não apoio, (lula e coisa e tal)”, educado, tentou se justificar, mas estava motivado, convencido, vão arregimentar sua meia dúzia... precisamos aprender a conviver com as diferenças de fato, e também com as mudanças de opinião... até com o nosso Judas Lobão, o bão. Filho de bobo, quanto mais velho, mais lobo...

Cavalheirismo tardio de aÉlcio, “Bolsos” e impeachtmam
Como é que ele, o Lobo e os Bolsos (“Bolsonaros”, nada a ver com “Bolsos & granas”, os caras são canas), vão se arranjar com o cavalheirismo tardio de “Aé”, eimmmhmmm? Aécio é o líder da oposição. Tá nas urnas... como é vão se encaixar nisso? Ele topa esse papo furex de impeachitmam? Ele paga de durão com as mulheres, inclusive com uma idosa, pois Dilma, “presidenta” tem 67ª, ( e uma biografia de correr da esquina), perde, passa vergonha, endivida o vice, e paga de mocinho ao final, elogiando, desejando bom governo, pois, ‘é profí”. O povo ainda não sabe, o Brasil não profissionalizou seu políticos mas eles são profissionais. Minas nas mãos do Pimentel e não do Pimenta, dependerá no SENADO FEDERAL, de dois senadores do PSDB, com a capital nas mãos do parceiro do “Aé”, do PSB... essa salada, é que faz a democracia brasileira e, avante Lula que a América de baixo é nossa. Estou articulando com os capixabas, para anexar o espírito santo, para Minas ter mar...( Vai viabilizar tudo, aqueduto, minerioduto, etc, inclusive reduzindo a corrupção por lá !) ... E espero que Lula faço o que Color não fez, dizem que anexaria nas armas os países platinos...”primeiro”... ouvi dizer. Avante Brasil, que a democracia avançada do futuro já se iniciou, em boas mãos. Há todo um Zum zum zum, onde se fala até em zum icídio mas está sempre em boas mão... não mudou em 500 anos, não mudará agora, deus Zé brasileiro...Nóis.

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados