GEDLEY BRAGA expõe no Gabinete de Arte Raquel Arnaud a partir de 9 de fevereiro

de 18/1 a 08/3 · São Paulo, SP
Gedley Braga
Rivane Neuenschwander - Fitas coletadas na instalação "Eu desejo seu desejo"
1
canal aberto · São Paulo, SP
20/1/2008 · 32 · 0
 

O artista Gedley Braga apresenta, a partir do dia 9 de fevereiro de 2008, sábado, às 12horas, para convidados, (dia 11/02 para o público), no Gabinete de Arte Raquel Arnaud a exposição individual “Obra Póstuma”.

O título “Obra Póstuma” surge de um escrito que estava inserido na individual anterior de Gedley Braga, a instalação “Love & Hate” (Gabinete de Arte Raquel Arnaud – São Paulo, 2005). Uma das partes daquela instalação intitulada “It’s my life”, trazia uma legenda inscrita em letras de metal aplicadas na parede da galeria, colocando um início e um fim naquela “re-presentação”: 1967 (ano de nascimento do autor) e 2005 (data de uma “morte virtual” que coincidia com a realização da exposição). Nessa legenda, também se inscrevia um preço de “seis milhões de dólares” como o valor de “It’s my life”, o que colocava, teoricamente, a obra como a mais cara no sistema das artes do Brasil.

“Obra Póstuma” é uma instalação composta de três partes: All That Jazz, Vanishing Point e Apocalypse e a proposta é reiterar um múltiplo especial do número três: o número “seis” como uma simbologia de uma circularidade em que algo sempre escapa, o dobro, o “duplo” de “3”, algarismo que, ao ser girado, se transforma na representação de um algarismo “nove” (“9”, o “quadrado” de “3”).

A instalação circula entre as idéias de um ponto de desaparecimento, de um abismo /catástrofe, a discussão de uma metafísica da presença literalmente colocada /descolocada [termo de Derrida] ou deslocada entre o chão e as paredes da galeria.

De acordo com Braga, essa nova instalação é “póstuma” em várias instâncias: a uma vida textualmente declarada morta, à finalização de uma tese de doutorado que discute a presença da escritura ou de um texto na arte contemporânea (e mostra, no próprio texto, como o “depois” pode vir “antes”) e a um processo de inversões, um ciclo dessa trajetória de três momentos documentados em um DVD [também inserido em uma “caixa preta”] lançado na ocasião da exposição [também uma das partes integrantes da “Tese na [da] caixa preta” com edições apenas sob encomenda]. Esse DVD apresenta como videoclipes [com trilha sonora cantada e executada pelo “finado autor”] os três momentos citados na tese: “Love & Hate”, “Mondo Bongo Mon Amour” e o próprio projeto da “Obra Póstuma”.

AS TRÊS PARTES DA INSTALAÇÃO
ALL THAT JAZZ é uma linha horizontal traçada no lado direito da galeria. Apropria-se aqui da parte positiva do “Love”, das declarações de amor e ódio aos artistas colecionados para esse projeto. A palavra JAZZ foi inscrita em todas elas de um modo desfocado e vazado. Segundo Braga, “tudo o que jaz, nesse caso, também é o espólio de um finado, uma coleção de obras de arte que ainda se reserva como um potencial de ações póstumas, como todos os espólios e heranças. Simultaneamente, a ironia perigosa da linguagem se insinua aqui, pois nenhum daqueles artistas colecionados será capaz de escapar desse destino de um dia jazer, de também serem constituídos/instituídos como potenciais [ou mananciais?] de ‘obras póstumas’, à revelia de seus próprios mundos ‘como vontade e representação’”.

VANISHING POINT é um conjunto de néons que começa, no alto da entrada da galeria, com a palavra “SHARK”. A seqüência de esculturas de néon descendo do alto da palavra SHARK / DARK inscreve seis vezes o conjunto tríptico das palavras “FADING ALWAYS HIDING”. Ao chegar ao chão, esse conjunto encontra a palavra “SPIRIT”. O “SHARK” separado por seis seqüências de “FADING ALWAYS HIDING” se conecta indiretamente com o “SPIRIT”.
APOCALYPSE trata-se de uma seqüência de dezesseis fotos deformadas, transformadas em quadrados e montadas como um grande quadro. As dez fotos superiores retratam dois pontos na rodovia “Fernão Dias".

onde fica
Gabinete de Arte Raquel Arnaud ●;; Rua Artur Azevedo, 401 ●;; CEP 05404-010 ●;; São Paulo ●;; SP
Fone: 11 3083 6322 ●;; www.raquelarnaud.com
Inauguração para convidados em 09/02/2008 às 12h, abertura para o público dia 11/02/2008, às 10h.
Horário: Segunda a sexta-feira, das 10h às 19h; sábado, das 12h às 16h. Grátis.
quando ir
18/1/2008 a 08/3/2008
quanto custa
grátis
website
www.canalaberto.com.br
contato
Informações para a imprensa
Canal Aberto – 11 6914 0770/ 9126 0425 – Márcia Marques
www.canalaberto.com.br

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados