Jornalista lança livro lido e agênero

Adriano Rocha
“Gosto de pessoas, de seres humanos. Não preciso pensar em gêneros", Ana Vilela
1
Rodrigo Machado · Brasília, DF
2/9/2021 · 1 · 0
 

Jornalista lança livro lido e agênero

A obra foi escrita em 2020, durante a quarentena da Covid-19, e a escritora decidiu ler capítulo a capítulo ao invés de lançar em papel ou no formato e-book


Era o auge da pandemia da Covid-19. Quase nada podíamos fazer fora de casa, a não ser o essencial. Foi nesse contexto que a jornalista e escritora Ana Vilela produziu “O Cheiro do Jasmim e a Libélula”, uma novela com 20 capítulos e cerca de cem páginas – novela é uma denominação para encaixar o livro em alguma categoria, pois a autora é avessa a rótulos.

E talvez o melhor seja mesmo mantê-lo fora da caixinha, até porque um dos detalhes da história é que os personagens não têm gênero. “Gosto de pessoas, de seres humanos. Não preciso pensar em gêneros, credos ou seja lá no que for. Vejo pessoas. E qualquer pessoa pode estar no lugar dos personagens. Rótulos limitam e geram disputa.”

Não à toa, Ana Vilela decidiu fazer uma “publicação” também bem diferente: leitura capítulo a capítulo, que irão ao ar toda segunda-feira, às 21h, em seu canal do YouTube, e ficarão à disposição dos leitores-espectadores, que poderão assistir aos capítulos a qualquer momento. A estreia foi no dia 23, com a apresentação do Capítulo I (com 8min).

“O cheiro do jasmim é sobre autoconhecimento, autodescobertas, crescimento e cura... e, exatamente por isso, decidi ler ao invés de publicar. Ele me veio depois de muitos anos sem escrever nada de Literatura. Pensei mesmo que nunca mais escreveria”, conta a escritora que, em 2017, lançou o livro de contos “Histórias Atormentadas”, pelo FAC DF.

Segundo ela, o livro lançado esta semana é bem diferente do anterior, que é cheio de dores e pesares. “É um livro denso e demasiadamente na caixinha, apesar de também trazer esperança. Mas as páginas que nasceram em 2020 são completamente diferentes. É uma grande metáfora literária. Não consigo ver de outra forma. Também tem mistério, que só é elucidado ao final, e os capítulos curtos dão muito dinamismo.”

Sobre a autora
Mineira da roça, e com "muito orgulho", como gosta de ressaltar, Ana Vilela nasceu e cresceu no campo, em Prata (MG), origem que influenciou, e influencia, toda a sua trajetória e obra. Ela não esconde de ninguém as suas grandes paixões: a natureza, semear, plantar e colher, escrever e criar. Não à toa, seguiu o Jornalismo, profissão que exerce desde a faculdade, em Uberlândia, e lá se vão mais de 25 anos de experiência.

A paixão pela escrita a levou ao mestrado em Literatura, pela Universidade de Brasília (UnB), concluído em 2013. Assim, segue, desde o princípio, uma história de amor à arte de lavrar e semear a terra e folhas (ou telas) em branco. Em 2017, lançou seu primeiro livro de contos, Histórias Atormentadas, pelo Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF). Agora, lança o “Cheiro do Jasmim e a Libélula” e tem na gaveta, pronto, seu primeiro livro infantil, “O Gateiro da Canela-de-ema”.

Fotos de divulgação: bit.ly/FotosAnaVilela

Serviço:
Lançamento do livro lido “O Cheiro do Jasmim e a Libélula”
Toda segunda-feira, um novo capítulo, sempre às 21h
Pelo canal www.youtube.com/c/anavilela
Ouça a Parte I – Capítulo I
Mais sobre a autora: anavilela.art.br

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados