Alice Poltronieri Porto Velho, RO

Alice Poltronieri

sobre o colaborador

SÊ FÊNIX

Do sonho não lembrava mais
Cinza num longo e profundo suspirar
Melancólico cântico de um átimo de lucidez a sibilar
Fênix refletida renascia, em lágrima a cessar
Menina, mulher de ínfimo querer contido
De dor, arrefecido peito estrangulado
Em combustão por desdita solidão
Como fênix sobrevivi mil vezes
Se sofri, chorei, fui ao chão
Tornei-me em cinzas , virei pó
Renasço... por vezes
Num vôo soberano
Asas imponentes me renovam
No calor de um grande amor
Regenerada, pura e pronta estou
Sou mesmo assim...
Boto a mão no fogo pra queimar
Queimo-me por gostar
Sou ave imaginária
Sou mito, perdulária (...?)
Não importa qual janela vai se abrir
Qual brecha vai a réstia entrar
De coração sempre a pulsar
meus olhos sentimentos a espelhar
Meus versos são fagulha de prosa estelar
Segredando aos adormecidos mortais.
Mitológica vou voar
Sou fênix, me permito sonhar.

Alice Poltronieri

colaborações recentes

OS OLHOS DO MEU AMOR - Alice Poltronieri banco
5/9/2008 01:29 · 163

Para meu amor, que possui o par de olhos mais ternos e encantadores que já vi... +

TEU ROSTO - Alice Poltronieri banco
1/9/2008 00:51 · 203

Apenas cantando o amor...! +

AMOR ETERNO - MÚSICA ( A voz regional de Zezinho Maranhão-PVH-RO) banco
17/8/2008 16:34 · 186

AMOR ETERNO - Autor e interprete, Zezinho Maranhão

Sou bamba, sou flexivel, sou bambu
Sou meu caminho, sou meu coração
Nao tenho tempo pra ter depressão
Nem condição pra querer ser o tudo
Me calo pra sair do desacordo
A calma é quem lapida a intenção
Me calo pra sair do desacordo
Quando um não quer
Dois não querem briga não

Alguma coisa me diz:
Estás infeliz e é bom... +

CANÇÃO DE FILHA - Alice Poltronieri banco
9/8/2008 13:12 · 124

No dia dos pais, minha canção de filha em louvor ao Pai maior. +

POEMA DE PRIMAVERA - Alice Poltronieri banco
4/8/2008 17:35 · 202

Uma volta, aida que sutil, merece uma pequena apresentação.
Hibernei, por algum tempo em hospistais, entre bisturis e e agulhas.
Quase recuperada... já vislumbrando novas experiências nessa brincadeira de viver, me animo em cantar em versos a primavera que vejo eclodir dentro mim.
OI PARA TODOS...! +
+listar todas

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados