Do não ter e das flores

Paul Mutton, 2005
1
Dom Will · Florianópolis, SC
25/6/2012 · 2 · 0
 

O dissabor da ausência
que minh'alma consome
é a ingrata dura fome
do "não ter" o que desejo.

Cerras no claustro florido,
sob rendas e véus sem fim,
trancas sob o cetim,
a flor da mais louca fortuna.

E eu, raquítico valente,
a convalescer no leito viril,
alço meu grito demente,

me lanço ao perturbado sono,
anseio qual cão sem dono,
te encontrar num sonho febril.

(Dom Will)

Sobre a obra

O dissabor da ausência
que minh'alma consome
é a ingrata dura fome
do "não ter" o que desejo.

(...)

Um brinde aos que desejam, mil brindes aos que não possuem! o/
Um estudo cômico sobre sonetos, rendas e sonhos...

compartilhe



informações

Autoria
William Pamplona (Dom Will)
Ficha técnica
Um estudo cômico sobre sonetos, rendas e sonhos...
Downloads
138 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados