Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

MAX – Museu de Arqueologia de Xingó

Ratão Diniz / Imagens do Povo / IMA
Painel de Elias Santos
1
Thiago Paulino · Aracaju, SE
17/8/2007 · 88 · 0
 

Para os mais atentos é possível perceber o interessante contraste temporal na própria localização do MAX – Museu de Arqueologia de Xingo. Enquanto os seus utensílios, esqueletos, réplicas de inscrições rupestres contam histórias milenares, do outro lado se vê a “monumental” construção da moderna Usina Hidroelétrica de Xingó. A relação da usina com o museu não é mero acaso. Foi a partir da construção da primeira em 1988, que a Universidade Federal de Sergipe começou a desenvolver um grande projeto de salvamento arqueológico nas áreas que seriam inundadas pelo reservatório da usina.

Após diversas pesquisas, coletas e levantamentos, o MAX foi então inaugurado em 2000 com apoio da Chesf e Petrobras. O museu conta com um acervo arqueológico de 55 mil peças, entre elas 240 esqueletos humanos. Parte deste material está exposto no museu e, com o auxílio de painéis, maquetes e réplicas vai sendo contada um pouco da história das migrações e o cotidiano daqueles que habitavam a área do baixo São Francisco há 9 mil anos. Quem ajuda a contar essa história é a simpática e bem informada Railda Nascimento da coordenação de exposição do museu.

Algumas obras de arte dão ainda uma beleza especial ao local: a escultura “Asa do Tempo” e um painel do artista sergipano Bené Santana na entrada do museu e outros dois painéis do também artista plástico sergipano Elias Santos. O museu promove ainda exposições itinerantes do seu acervo e possui um anexo onde são feitas exposições de curta duração, laboratórios e atividades de pesquisa.

onde fica
Rodovia Canindé (SE) – Piranhas (AL) no trevo da Usina Hidroelétrica de Xingó.
por que ir
Viajar no tempo, aprender um pouco da história dos nossos ancestrais.
quando ir
Horário de visitação é de quarta a domingo e feriados, das 9 h às
17 h.
quem vai
Estudantes, historiadores, arqueólogos, turistas e curiosos.
quanto custa
Preço da entrada: 2 reais. Acesso gratuito a estudantes da rede pública.
website
www.max.org.br
contato
(79) 2105 6448 / 2105 6453
Email max@ufs.br

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Frente do MAX, ao fundo e “Asa do Tempo” de Bené Santana, primeiro plano zoom
Frente do MAX, ao fundo e “Asa do Tempo” de Bené Santana, primeiro plano
Railda: informação e simpatia nas explicações zoom
Railda: informação e simpatia nas explicações
Réplicas de  esqueletos pré-históricos zoom
Réplicas de esqueletos pré-históricos
Cerâmicas e utensílios zoom
Cerâmicas e utensílios
Representações do cotidiano zoom
Representações do cotidiano
Railda explica como eram as cerimônias de enterrar os mortos zoom
Railda explica como eram as cerimônias de enterrar os mortos

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados