Bichos selvagens contados em doces sonetos

O autor e os filhos que o inspiraram
1
Adriana Lacerda · Rio de Janeiro, RJ
3/12/2010 · 1 · 0
 

Apresentador do Esporte Espetacular e do Placar da Rodada, da Rede Globo, Luís Ernesto Lacombe lança E aí, Bicho? pela Escrita Fina Edições, com ilustrações de Ana Terra. Mas o livro não é sobre esportes, nem jornalismo. Escrito em 2003, quando seus filhos tinham cinco e dois anos de idade e adoravam as visitas ao zoológico, o autor mergulhou no mundo infantil e escreveu dez sonetos sobre bichos: ‘A Zebra’, ‘O Elefante’, ‘A Girafa’, ‘O Macaco’, ‘O Camelo e o Dromedário’, ‘A Cobra’, ‘O Urso’, ‘O Jacaré’, ‘O Rinoceronte’ e ‘O Leão’.

Influenciado pelo avô materno, Américo Jacobina Lacombe, antigo membro da Academia Brasileira de Letras e primeiro presidente da Fundação Casa de Rui Barbosa, Lacombe é fã das poesias e dos sonetos, em particular, desde pequeno. Os 14 versos divididos em duas estrofes de quatro versos e duas estrofes de três versos com métrica, rima e ritmo foram, então, o formato natural e o jeito divertido que o autor encontrou para escrever sobre esses animais.

“A biblioteca do meu avô ocupava todo o terceiro andar da casa dele, em Botafogo. Nós éramos vizinhos de rua e eu passava muito tempo com ele no meio daqueles livros. Aos nove anos, eu já gostava de poesia. Então, quando fiz o livro, decidi pelos sonetos para falar um pouco dos bichos selvagens preferidos dos meus filhos”, conta Lacombe.

Depois de uma pesquisa na internet, o autor reuniu as principais informações sobre cada animal, como as características físicas e de comportamento, para descrever em versos os bichos que mais encantavam seus filhos. Ao escrever, Lacombe também teve a preocupação de educar e passar uma mensagem sobre preservação das espécies, como em ‘O Jacaré’:

“Queria saber de onde vem? / De um ovo na margem do rio, / de lago e lagoa também, / de um ovo, de um ninho sem pio. / Queria saber o que tem? / Tem dentes que dão arrepio, / a cauda que vai mais além... / E não pense em pelo macio, / pois a pele dura ele tem...”

Além dos melódicos versos e rimas, as coloridas ilustrações de Ana Terra contribuem para o aspecto lúdico do livro. Para meninos e meninas que curtem a natureza e seus habitantes, a publicação torna o aprendizado sobre cada animal uma doce brincadeira, um incentivo à leitura e uma descoberta dos poemas ainda na infância.

E aí, Bicho? é o primeiro livro de Luís Ernesto Lacombe para o público infantil. É autor também de Ilha de Santa Catarina – Jardim do Brasil, livro de sonetos para adultos, lançado em 1997, pela Editora Insular, de Florianópolis.
E AÍ, BICHO? de Luís Ernesto Lacombe
Escrita Fina Edições
Formato: 21 x 24cm
24 páginas
Preço: R$22,00

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados