Coletânea de férias Graveola

divulgação
capa da coletânea Um e Meio: graveola e o lixo polifônico
1
marcelo podesta · Belo Horizonte, MG
19/2/2010 · 20 · 1
 

o grupo graveola e o lixo polifônico lança no próximo fim de semana
um novo álbum com músicas inéditas produzidas durante as férias.

Mais um álbum com produção independente, feito totalmente com a colaboração do grupo/coletivo que compõe o graveola, será lançado neste fim de semana no site da banda.

As músicas, todas livres para download, foram criadas, gravadas e produzidas no período de dezembro a fevereiro, uma espécie de “internato criativo” em que novas formações e sonoridades foram testadas com liberdade e desprendimento.

O grupo lançou seu primeiro disco em janeiro de 2009, através de um projeto financiado pela Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, criou um website para hospedá-lo e o disponibilizou integralmente para quem se interessasse. Desde então mais de 10.000 downloads foram contabilizados pelo site e as musicas circulam pela internet através de diversos blogs. O site funciona, desde então, como uma plataforma de contato com o público e de divulgação de novos trabalhos e apresentações.

“Esse não é exatamente um segundo disco” afirma José Luis, “várias músicas surgiram depois do primeiro trabalho e já faz algum tempo que tocamos todas elas nos shows, temos videos e gravações ao vivo, mas elas nunca foram gravadas”.

As músicas desse “meio disco” são todas inéditas e foram criadas coletivamente durante o período em que frequentavam as casas de dois dos integrantes, que se tornaram “quartéis gerais” nessas férias. “Foi um internato criativo, chamamos na intimidade de mental house”, conta Luiz Gabriel, que disponibilizou sua casa para o vai-e-vem dos amigos: “todo mundo tinha chave e aparecia a longo do dia, via o que estava acontecendo e contribuía”.

As produções oscilam entre o muito caseiro e o refinado, algumas músicas são individuais, enquanto outras são composições de vários integrantes. “Sempre falamos das influências de cada um na formação dessa mistura que é o nosso som, mas dessa vez alguns desses elementos estão na cara, bem mais evidentes”, nos conta Marcelo de Podestá, responsável também pelo site e pelo projeto gráfico. “Aproveitamos e mudamos também o site, que está de cara nova. A intenção é que ele se consolide ainda mais como uma plataforma de contato entre a banda e o público”, completa.

As músicas são disponibilizadas mediante a inscrição do email. Quem se interessar continua recebendo as novidades e os convites para os shows. A banda aposta em uma nova organização do cenário musical, produzindo de forma independente e associativa, utilizando as ferramentas da internet e a colaboração entre amigos: “Nossa música é nosso cartão de visitas. Não esperamos ganhar dinheiro com os discos. As pessoas precisam conhecer nosso trabalho e ouvir nossa música”, afirma Yuri Vellasco.

A banda se mantém com os cachês das apresentações e o investimento dos próprios integrantes, mas tem planos para, em breve, criar produtos mais específicos e investir em projetos nos campos da educação e da comunicação: “Acreditamos que isso que fazemos, a forma como usamos a internet e nos organizamos, tenha um potencial muito forte”, diz Luísa Rabello, “queremos transmitir essas experiências e fomentar novas trocas, tanto no âmbito da música como no da internet”.

Também compõem a coletânea dois vídeos inteiramente produzido com câmeras de computador e a trilha sonora composta pelo grupo para o evento/protesto “Praia da Estação”, que bateu recorde de visualizações no site youtube.

A coletânea “Um e meio” pode ser baixada pelo site da banda [aqui]

Vale também aproveitar o passeio pelas “polifonias” divulgadas no site, que mostram que o grupo consegue ser ao mesmo tempo sério e divertido, original e consistente.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
daimao
 

Bem legal. :)

daimao · Rio de Janeiro, RJ 20/2/2010 23:04
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados