Editor dá importantes dicas para novos autores

A Tribuna
Leo Kades - Editor da Editora Dracaena
1
oxigeniorecords · Criciúma, SC
26/10/2011 · 0 · 1
 

Olá Amigos do Blog!

Como havia prometido, hoje teremos uma entrevista com o Editor/Publisher e também autor da editora Dracaena, Léo Kades.
Coloquei algumas perguntas que recebi em meu email – as que estão em azul.
Penso que não é todo dia que temos um editor para nos dar informações importantes sobre a arte de escrever, portanto aproveitem.

1 - Léo, vi no skoob que você também tem livros publicados – O Amor tudo vence / O Inverno no Rincão: http://www.skoob.com.br/autor/606-kades - Você pode falar um pouco sobre seus livros e as dificuldades que você encontrou tanto para escrevê-los e publicá-los?
Creio que a maior dificuldade para mim nesse momento da minha vida é encontrar tempo para escrever. Isso tem sido um grande problema para muitos escritores. Eu tenho passado muito tempo editando livros e isso às vezes toma boa parte do meu tempo. Mesmo assim busco me envolver com cada livro que escrevo ou edito, não só como editor, mas como um apaixonado pela literatura. Isso me faz sentir parte de cada titulo que a empresa publica.

2- Como escritor, qual é sua linha temática preferida, por quê?
Gosto de escrever livros que estimulem as pessoas a viverem uma vida melhor, com alegria e amor. Gosto de pensar que um livro pode chegar às mãos de pessoas nos lugares mais inusitados. Portanto, existe um grande “poder” nas palavras que escrevemos. Somos apenas mensageiros e nossa mensagem, seja qual for, pode mudar vidas e trazer todo tipo de benefícios. Minha motivação, portanto é o amor, pois ele é a linguagem que todos entendem.
3- De onde veio a ideia em criar a editora Dracaena e tornar-se editor?
Eu já trabalhava na Editora Oxigênio com livros motivacionais, auto ajuda e livros religiosos, mas era um trabalho que com o tempo me frustrou bastante pois eu não sentia que estava contribuindo verdadeiramente com a literatura brasileira; isso devido a ser uma editora segmentada. A Dracaena nasceu da necessidade de trabalharmos com uma nova linha editorial mais ampla e aberta aos novos autores e com o objetivo de trazer qualidade de vida, saúde e bem estar, já que a empresa tem sede a beira mar em uma das mais belas praias de SC.
O nome Dracaena vem da Dracaena Cinnabari é uma árvore nativa do pequeno arquipélago de Socotra no Oceano Índico, próximo Nordeste Africano. Na verdade, lá é único lugar no mundo onde pode ser encontrada. Ela é conhecida como “Árvore sangue do Dragão” em função da sua seiva vermelha, um líquido brilhante que pode ser usado como remédio.
Cientistas estão estudando essa seiva e acreditam que ali pode estar a cura para doenças como a Aids ou o câncer. Essa árvore também está ligada á lendas locais, entre elas, uma árabe que conta que um elefante e um dragão lutaram até a morte na ilha, fazendo brotar lá uma árvore cuja seiva é vermelha como sangue, dia o nome árvore Sangue de dragão.
Eu fiquei fascinado com a árvore, suas lendas e sua incrível beleza. Assim, decidi dar esse nome a editora.
4- Em média, quantos originais para avaliação a editora Dracaena recebe e qual é o prazo de resposta para o autor?
A Editora Dracaena recebe cerca de 100 originais ao mês. Todos os que são enviados dentro do padrão exigido recebem resposta em cerca de 30 dias.
5- De que forma se dá a analise dos originais?
Bom, um grande problema para a maioria das editoras é o que chamo de “Autor roleta russa”. É aquele autor que entra no Google, procura pelo termo “editoras” e simplesmente envia o mesmo email e o mesmo original para o número máximo de editoras possíveis, sem nem ao menos pesquisar sobre cada editora, buscar saber em que segmento editorial ela atua, ou avaliar se a mesma publica obras como a que ele tem escrito.
Ao recebermos um original atentamos para isso: Se o segmento do livro é algo que temos publicado, se é o primeiro livro do autor, enredo, e juntamos todas as informações sobre o autor e o original.
O próximo passo é um primeiro contato com o autor para buscarmos saber qual o objetivo dele no que diz respeito ao lançamento da obra, etc...
6- Sempre recebo e-mails me perguntando: por qual motivo meu original foi recusado? Pela sua experiência seria possível você listar os principais motivos dos livros que fazem parte dos rejeitados para publicação?
A Falta de informação sobre a obra e sobre o autor.
Alguns autores como já falei, simplesmente enviam o original para várias editoras sem nem ao menos lerem a seção do site da editora onde podem ter todas as informações para procederem a respeito do envio de seu original.
Uma boa dica para os autores é: Envie seus contatos pessoais, fone fixo, celulares, e-mails e skype. Já deixei de publicar muitos livros devido a falta de contatos dos autores.
Para se ter ideia, acabei de receber um ótimo original, porem, o único texto que veio no email foi: Segue original para avaliação e o PDF em anexo. A pessoa não colocou nem sequer seu nome completo.
Esse tipo de email é muito comum e é por isso que muitos editores recusam tantos originais. Quem vai se dar ao trabalho de avaliar um original e não se tem nem o nome completo do autor ou um fone para contato, caso seja aprovado.
7- Tenho observado que poucas editoras decidem apostar em um escritor nacional, preferindo traduzir autores estrangeiros. Por qual razão o mercado editorial atua desta forma? Quais são as perspectivas que você vê nos autores nacionais?
É realmente mais fácil para uma editora licenciar e traduzir obras de autores já consagrados onde terão vendas certas, do que apostar em autores que estão começando e terão de investir um valor considerável na divulgação sendo que a venda é incerta.
Hoje com 500 dólares uma editora pode licenciar uma obra literária de um grande autor aonde irá traduzi- la e terá venda certa. A verdade é essa.
Sei que muitos não irão concordar comigo, mas basta dar uma olhada na sua estante, ou pense nos últimos livros que você comprou.
As editoras que continuam focando nos autores nacionais são verdadeiras guerreiras.

8- Você poderia descrever as etapas na produção de um livro – desde o recebimento do original até chegada nas livrarias?
Na Dracaena é um processo muito tranquilo. O original, ao ser avaliado e ter sido aprovado, é encaminhado para a revisão, onde passa por 2 revisões, após é diagramado e sua capa é criada por nossos designers.
Depois, já com ISBN gerado, é enviado para a gráfica onde o autor recebe amostra para dar a aprovação final e seguir a impressão dos livros. Em seguida começa o trabalho de distribuição e venda.
9 - Tenho acompanhado que os livros também estão aderindo a tecnologia. Hoje temos diversos e-readers disponíveis - kindle, nook, Sony e os tablets – ipad, galaxy. Isso modificou a forma de leitura da população mundial, principalmente nas salas de esperas – tem sempre alguém com um ereader - Você acredita que esse novo formato ebook, seja uma ameaça para o livro impresso? Por quê?
Acredito que não. A tecnologia tem servido para disponibilizar o livro para muitas pessoas. Afinal, hoje você pode andar com a biblioteca na palma das mãos.
Isso é muito útil e tem facilitado para milhares de pessoas o acesso a leitura.

10- Quais são as dicas para quem está começando a escrever o primeiro livro?
Não tenha pressa, pesquise bastante se for preciso e, acima de tudo se concentre em escrever. É muito importante conhecer bastante sobre o segmento literário que você escolheu.
Leia livros de autores já consagrados no mesmo tema, encontre seus autores preferidos e leia suas biografias. Isso é importante para que você saiba que todos tiveram suas lutas e trabalharam muito para chegar ao topo.
Compre livros, vá a bibliotecas, respire esse ar literário.

11- Gostaria de agradecer pela entrevista concedida ao blog A Arte de Escrever e reservar esta última pergunta para que você possa deixar uma mensagem aos seguidores deste blog.
Obrigado pelo espaço. Obrigado pelo tempo que passamos juntos.
Se vocês precisarem de ajuda ou quiserem tirar alguma dúvida é só me escrever: contato@kades.com.br
FONTE: http://hmsfenix.blogspot.com/2011/10/entrevista-leo-kades-editora-dracaena.html

Fonte: http://www.brandpress.com.br/Cultura-e-Arte/Blog-A-Arte-de-Escrever-entrevista-Leo-Kades-editor-da-editora-Dracaena.html#ixzz1bj58wugU

Publicado por Leo Kades

compartilhe

comentários feed

+ comentar
alcanu
 

Que coisa... A falta de interesse é crônica !
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 25/10/2011 11:13
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados