Jardim das Perdizes

Jardim das Perdizes Empreendimento
1
Portal Imóveis SP · São Paulo, SP
25/9/2013 · 0 · 0
 

Jardim das Perdizes, confira aqui: http://jardimdasperdizes.tk/

Fale Conosco
Tel: 11 99791-2136


Jardim das Perdizes não é só o mais moderno bairro planejado de São Paulo, ele é também um dos maiores, contando com 250.000 metros quadrados, o Jardim das Perdizes investe alto em padrão de vida, modernidade, conforto e também no meio ambiente.

Jardim das Perdizes foi projetado e pensado do zero, com muita área verde aos redores de praças dentro do condomínio, fazem com que Jardim das Perdizes seja o lugar perfeito para você e sua família terem a tranquilidade, segurança e conforto que sempre sonharam.

O showroom de Jardim das Perdizes tem uma área construída de 5 mil m²,uma mega infraestrutura preparada para você conhecer todos os detalhes do mais moderno bairro de São Paulo,os Condomínios e os magníficos apartamentos modelos decorados pelos mais renomados Arquitetos do Brasil.

São 45% do espaço foi destinado a áreas públicas: parque e praças (20% da área), sistemas viários (20% de ruas e acessos) e área institucional (5%).

CLEAN E MODERNO

Fiações elétricas serão subterrâneas, para preservar a paisagem e eliminar a poluição visual de Jardim das Perdizes, seguindo princípios de respeito ao meio ambiente.
Esse sistema também confere maior segurança, evitando riscos de contato especialmente com as redes de energia.

SUSTENTÁVEL

O bairro será construído com PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS, iniciativas de EFICIÊNCIA ENERGÉTICA e uso racional de RECURSOS NATURAIS.

ÁREA VERDE DE 50 MIL M² COM PARQUE DE 44 MIL M²

O diferencial de Jardim das Perdizes é o PARQUE CENTRAL de aproximadamente 44 MIL M². É quase o dobro da Praça Buenos Aires, em Higienópolis, e o equivalente ao Parque Trianon, na Avenida Paulista.

O espaço será de uso público, embora a localização central no bairro iniba a entrada do público em geral, tornando-o mais exclusivo para os moradores.

Além do parque central, Jardim das Perdizes terá TRÊS PRAÇAS MENORES (1.276, 2.041 e 3.032m²) e calçadas com grama ao redor, que torna a área verde total ainda maior.

O PROJETO DE URBANISMO É CERCADO DE MODERNIDADES E SUSTENTABILIDADE

> Área verde com 2,2 MIL ÁRVORES de mais de 40 ESPÉCIES;

> Iluminação em LED nas áreas verdes e ruas do bairro;

> Drenagem de água pluviais;

> Fiação subterrânea;

> Pista de cooper com piso intertravado drenante

> Ciclovia com piso intertravado drenante

> Aparelhos de ginástica com plano de exercício para nível iniciante e avançado;

> Playground;

> WI-FI para condôminos;

> PISOS PODOTÁTEIS nas rampas de acesso para orientação de deficientes visuais;

> BANCOS para descanso e leitura;

> ÁREA DE LAZER PARA 3ª IDADE, por exemplo, mesas de jogo de xadrez;

> PAVIMENTAÇÃO COM 100% DE PERMEABILIDADE tem como objetivo evitar a formação de poças e garantir a drenagem natural, dentro do próprio terreno;

> BEBEDOURO PARA CACHORROS.

SEGURO

O bairro contará com um SISTEMA DE SEGURANÇA INTEGRADA.

Trata-se de um modelo que envolve recursos tecnológicos, humanos e organizacionais para prevenir e diminuir os riscos às pessoas e ao patrimônio.

Esse é um processo desenvolvido sob a adequada coordenação de esforços de segurança pública e privada.

Dispositivos de filmagem poderão identificar eventos não rotineiros que possam afetar o bem-estar dos moradores do condomínio e monitorar constantemente áreas comuns e de circulação, garantindo um ambiente mais seguro.

O Parque central terá sua área cercada, contendo portões e horários de abertura e fechamento.

Não Percam esta oportunidade!


HISTÓRIA

Construído em antiga chácara do sítio do Pacaembu, Perdizes foi considerado por muitos anos apenas um subúrbio na zona rural. Segundo o historiador Antônio Egidio Martins, no local onde hoje se encontra Perdizes, residia, em 1850, um vendedor de garapa chamado Joaquim Alves. Sua enteada, Teresa de Jesus Assis, foi uma senhora dedicada à criação, no quintal de sua casa, de grande (e barulhenta) quantidade de perdizes. Para se referirem à região, os moradores da provinciana São Paulo da época diziam: "nos campos das perdizes", "lá onde há perdizes", "nas perdizes", e assim foi até o nome pegar.
Em 1956, a antiga Companhia Telefônica Brasileira - CTB, inaugurou no bairro, na confluência das ruas Apiacás e Iperoig, a Estação Telefônica Perdizes, com o corte de áreas que eram atendidas pela Estação Palmeiras (na Rua Brigadeiro Galvão) e pela Estação Lapa, que na época estava instalada na Rua Nossa Senhora da Lapa, para atender uma área que se estende da Rua Cardoso de Almeida, nas Perdizes, à Rua Monteiro de Melo, na Lapa. Em 1960 a estação telefônica Perdizes tinha já 13 mil terminais. Pouco depois, a CTB instalou nessa estação um centro de treinamento técnico. Hoje em dia, as diversas centrais telefônicas instaladas na estação Perdizes somam mais de 270 mil terminais.


ATUALIDADE

Abriga diversas instituições educacionais, como o campus de Perdizes da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, uma das mais importantes instituições de ensino superior e pesquisa do Brasil.2 É possuidora do TUCA, teatro tombado pelo Patrimônio Histórico do Município de São Paulo, que teve sua inauguração dada no ano de 1965, sendo famoso pelas manifestações políticas durante o Regime Militar.3
Outras entidades educacionais presentes são: o Colégio São Domingos4 ; o Colégio Santa Marcelina, tradicional entidade católica de ensino, abrangendo todos os níveis, inclusive o universitário e cursos extra-curriculares5 ; o Colégio Batista Brasileiro (Unidade Perdizes), fundado por missionários americanos, com história de 100 anos de tradição pedagógica6 e o Externato Assis Pacheco dirigido pela professora Maria de Lourdes Aranha de Assis Pacheco em colaboração com suas irmãs, que funcionou por muitos anos na Rua Cardoso de Almeida, esquina com a Rua Itapicuru, formando gerações de jovens da elite do distrito.
Abriga ainda, a Paróquia Coração Imaculado de Maria (capela da PUC/SP)7 . A Igreja de São Geraldo, situada no Largo Padre Péricles (antigo Largo das Perdizes), tendo sido criada em 1914, por Dom Duarte Leopoldo e Silva, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, guarda diversos tesouros arquitetônicos e artísticos, mas o de maior destaque está protegido no campanário: o Sino da Independência do Brasil, que anunciou a Sete de Setembro de 1822, uma hora após a proclamação, a Independência do Brasil, às margens do Ipiranga pelo príncipe D. Pedro 8 . A Paróquia de Santa Rosa de Lima em honra à padroeira do bairro, na Rua Apiacás9 . E ainda, a Igreja de São Domingos, localizada na Rua Caiubi.10
Apresenta também o Clube Português de São Paulo, fundado no ano de 1920, que se localiza na Rua Turiassu, e tem como objetivo ser uma entidade que reuna portugueses, seus descendentes e brasileiros, promovendo os encontros das famílias, e as festas comemorativas das datas magnas de Portugal e do Brasil, incentivando a ação cultural. Em 1929, fundou a Biblioteca Portuguesa de São Paulo e continuou a incentivar a criação de Grupos Folclóricos. Voltado a eventos sociais e culturais, como casamentos, batizados, formaturas, chás beneficentes, bingos, palestras, cursos e convenções.11 .Além de ter o consulado geral da Polónia em São Paulo.

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados